Haddad diz que Bilhete Único do Desempregado depende de contas da Secretaria dos Transportes

SAIBA COMO SE CADASTRAR PARA O BILHETE ÚNICO DO DESEMPREGADO A PARTIR DESTA SEGUNDA-FEIRA, 15/02/2106 – ACESSE ESTE LINK E VEJA DOCUMENTOS NECESSÁRIOS E O PASSO-A-PASSO

http://wp.me/p18rvS-5Ry

 

ônibus

Ônibus em São Paulo. Haddad diz que secretaria de transportes vai fazer as contas para ver se é possível conceder Bilhete Único para o Desempregado.

Prefeito diz que impactos sobre custos no sistema ainda são desconhecidos

ADAMO BAZANI

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, disse nesta sexta-feira, dia 09 de outubro de 2015, que a criação do Bilhete Único Especial do Desempregado ainda será analisada pela administração municipal.

Segundo Haddad, ainda não há estimativas do impacto de mais esta gratuidade no sistema de ônibus da capital paulista.

Na quarta-feira, dia 07 de outubro, a Câmara Municipal de São Paulo aprovou o projeto de lei para conceder o benefício.

Pelo projeto, o trabalhador que perder o emprego terá direito ao transporte gratuito por 90 dias após a demissão sem justa causa.

A demissão deve ser comprovada por documentos e ter ocorrido com no mínimo um mês e no máximo seis meses antes da solicitação.

O funcionamento e os critérios devem ser os mesmos adotados pela CPTM e Metrô que já oferecem passe-livre a quem perdeu o emprego.

Haddad disse que a Secretaria Municipal de Transportes vai calcular se haverá espaço no orçamento para que o benefício possa ser sancionado.

“Tudo o que gera despesas extras, para ser aprovado e sancionado, precisa ter análise de impacto. Não sei dizer, nem saberia estimar, qual é o impacto dessa decisão para as contas públicas … “São 300 mil beneficiários entre 60 e 65 anos que agora têm (gratuidade). São quase 500 mil estudantes que têm passe livre. Ou seja, 800 mil pessoas deixaram de pagar tarifa em São Paulo. Quanto é essa população (de desempregados) eu não saberia estimar” – afirmou Haddad.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

10 comentários em Haddad diz que Bilhete Único do Desempregado depende de contas da Secretaria dos Transportes

  1. João Ayrton Lambiase // 10 de outubro de 2015 às 02:16 // Responder

    Começou a enrolação, aliás, ,, marca registrada do pt.

    • Frederico da Silva Junior // 6 de novembro de 2015 às 16:08 // Responder

      É simples ! Basta baixar o imposto cobrado das empresas de ônibus , ou impedir vereadores de gastarem o dinheiro do povo a toa , e aí vai sobrar dinheiro pra custear o Bilhete Único do Desempregado . Simples assim !

  2. Anselmo Tomė Gomes // 10 de outubro de 2015 às 06:23 // Responder

    Esse bilhete já existe só falta regulamenta são as chamadas carona.

  3. João Luís Garcia // 10 de outubro de 2015 às 13:29 // Responder

    O que não pode e penalizar o sistema com mais essa farra da gratuidade pois e fácil fazer projetos de lei e medidas provisórias que benefíciam alguns e acabam por punir a outros
    Atualmente a gratuidade encarece e muito a tarifa

  4. Julio Jesimiel Gotardo // 10 de outubro de 2015 às 17:18 // Responder

    Faltam 14 meses e 21 dias.

  5. O pessoal acha que e assim ir e aprovar,o país em crise se não houver verbas não tem como.

  6. Julio Jesimiel Gotardo // 11 de outubro de 2015 às 14:53 // Responder

    Este é o país das incoerências essa é mais uma.No Governo Federal estão dificultando as aposentadorias,dizendo que o brasileiro aposenta muito cedo,eu concordo,no entanto,por outro lado,pessoas com 60 anos em pleno vigor fisico,intelectual e profissional,ou que está colhendo o que plantou por toda vida,meu caso,tem gratuidade ou paga meia ou tem vagas exclusivas.No caso de vagas exclusivas só poderia ser dado para pessoas com deficiência fisica com dificuldade de andar,médicos recomendam andar que faz bem à saúde, eu particularmente recuso deixar de pagar condução ou estacionar em vagas de “idoso”.Com a melhoria da qualidade de vida e aumento da espectativa de vida tudo isso tem que ser revisto.Os Juizes,desembargadores e outras funções públicas ja fizeram revisão de 70 para 75 para se aposentarem.O mesmo vale para os isentos de IPTU,Energia Eletria,Água,Estudar nas Universidades Publicas etc…Só quem provar por A+B que é pobre e não pode pagar é que deveria ter algum direto.Encontrei uma aposentada no Metro da Cidade do Porto que em conversa disse que paga 35 Euros mensais para poder andar de Metrô.

  7. Fico impressionado que num blog pró-transporte público tenha gente que rejeite o único prefeito da história da cidade a priorizar os ônibus… Pior, ficam contando os dias para terminar o seu mandato e esquecem de ver que seus adversários serão Datena, Pastor Feliciano e João Dória…

    • O problema e a sigla PT,isso contaminou o povo,ou seja tudo que e PT e ruim,eu vejo a gestão pelo que foi feito e não pela sigla PT,se acham ruim vamos comprar o que os prefeitos do PSDB,Marta e Kassab fizeram para o transporte em SP,vamos recordar,hoje fui na ZS e reparei que e o único lugar que se pode dizer que existe corredor de ônibus oficial porque de resto,triste.

  8. Amigos,boa noite.

    O real problema que estes benefícios são só balelas, pois os verdadeiros beneficiários são sempre os mesmos.

    E nunca os contribuintes.

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: