Greve de ônibus em Itu deixa 50 mil sem transportes

ônibus

Ônibus em Itu. Funcionários reclamam de atraso nos pagamentos e cruzaram os braços.

Motoristas da VITU e Avante reclamam de não pagamento de salário

ADAMO BAZANI

Aproximadamente 50 mil passageiros de ônibus em Itu, no Interior de São Paulo, amanheceram sem transporte na manhã desta quinta-feira, 08 de outubro de 2015.

O motivo é uma greve deflagrada por funcionários das duas empresas que prestam serviços na cidade, Avante e VITU – Viação Itu. Os trabalhadores se queixam de atrasos nos pagamentos de salários por parte das viações que são ligadas.

Além dos ônibus que fazem linhas na cidade, aproximadamente 70 ônibus intermunicipais da Avante, que possui linhas até Campinas e Sorocaba não foram retirados da garagem no início da manhã desta quinta-feira.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

5 comentários em Greve de ônibus em Itu deixa 50 mil sem transportes

  1. Parabéns Adamo pela informação! Se eu não me engano estas são empresas do grupo berlamino?

  2. Adamo, salvo engano a EMTU já está para começar a trabalhar na região, certo? Isso teria alguma coisa em haver? Será que se a EMTU já estivesse ativa plenamente no gerenciamento, teria algum “Paese” ou similar?

  3. Pelo jeito os usuários da raríssima linha Itu-Cabreúva-Pirapora tb ficaram na mão por conta disso, né?

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: