Greve de ônibus em Campinas afeta 154 mil

ônibus

Ônibus da VB Transportes. Funcionários reclamam de atrasos nos pagamento. Problema é semelhante em empresas de Itu, que fazem parte do mesmo grupo.

Funcionários da VBTransporte cruzaram os braços por causa de atrasos nos pagamentos de salários

ADAMO BAZANI

Aproximadamente 154 mil passageiros de ônibus da região do Ouro Verde e da região central de Campinas, no interior de São Paulo, não contaram com transporte na manhã desta quinta-feira, 08 de outubro de 2015.

Segundo a Emdec – Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas, funcionários da VBTransportes cruzaram os braços. O terminal Ouro Verde, que recebe 65 mil pessoas por dia, o terminal Vila União com 30 mil usuários e o terminal Vida Nova, que atende a 17 mil passageiros por dia, tiveram de ser fechados.

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários e Anexos de Campinas, a greve afeta 53 linhas.  A cidade tem ao todo 206 linhas de ônibus.

Cerca de mil trabalhadores que cruzaram os braços reclamam de atrasos nos pagamentos dos salários.

A empresa propôs o pagamento dos atrasos no próximo dia 10.

Em Itu, também no interior de São Paulo, 50 mil passageiros ficaram sem ônibus por causa da greve de motoristas e cobradores das empresas Avante e Vitu também alegando atrasos nos salários.

Tanto a VB de Campinas, como Vitu e Avante, pertencem ao mesmo grupo empresarial, que controla os serviços da Sambaíba Transportes Urbanos , na capital paulista, onde as operações são normais.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

2 comentários em Greve de ônibus em Campinas afeta 154 mil

  1. Valeu!! Adamo pela informações…

  2. Jeronimo Gomes da Costa // 8 de outubro de 2015 às 20:14 // Responder

    A sambaíba só não parou aqui ainda porque o MALDAD E TATO sempre liberam uma verba pros caras…..

Deixe uma resposta para Jeronimo Gomes da Costa Cancelar resposta

%d blogueiros gostam disto: