Número de mortes no trânsito de São Paulo cai 18,5% no primeiro semestre deste ano

número de mortes em São Paulo trânsito

Mortes no trânsito caem 18,5% no primeiro semestre. Prefeitura atribui resultados a mais faixas de pedestres e ciclovias, além de redução de velocidade em vias da cidade. Foto: Marcio Fernandes/AE

Segundo CET, houve 118 mortes a menos em relação ao mesmo período do ano passado. Média na cidade ainda é alta em relação ao que a ONU considera como aceitável

ADAMO BAZANI

A CET – Companhia de Engenharia de Tráfego de São Paulo divulgou nesta terça-feira, 29 de setembro de 2015, balanço sobre o número de mortes no trânsito na capital paulista.

Segundo os dados, houve uma redução de 18,5% no primeiro semestre deste ano em relação a igual período do ano passado: foram 637 pessoas mortas em acidentes de janeiro a julho de 2014 ante 519 nos seis primeiros meses de 2015. Foram 118 mortes a menos.

Houve queda em todos os perfis de vítimas. O pedestre continua sendo a principal vítima no trânsito paulistano:

– Pedestres: de 274 para 230 mortes.

– Motociclistas: de 220 para 189 mortes.

– Motoristas e passageiros (carros, picapes, caminhões e ônibus): de 115 para 84 mortes

– Ciclistas: de 28 para 15 mortes

Segundo o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, entre as razões para a queda no total de mortes, estão medidas como a redução da velocidade em vias da cidade, implantação de ciclovias e qualificação e ampliação das faixas de pedestres.

Ainda de acordo com Haddad, em 60 dias de redução de velocidade, houve uma “economia de 70 leitos hospitalares”, que gerariam custos anuais de R$ 40 milhões por ano.

O secretário municipal de transportes, Jilmar Tatto, disse que São Paulo quer reduzir até 2020 em 50% o número de mortes no trânsito para atingir meta estipulada pela ONU – Organização das Nações Unidas.

Antes, São Paulo tinha uma média de 12 mortes por 100 mil habitantes. Agora caiu para 9,45 mortes, mas a ONU estipula como aceitável o total de seis mortes ou menos para 100 mil habitantes.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

2 comentários em Número de mortes no trânsito de São Paulo cai 18,5% no primeiro semestre deste ano

  1. Amigos, boa noite.

    Pra mim o real motivo é a diminuição dos carros nas ruas em função da crise.

    Segunda feira pela manhã, parecia Domingo, até o silencio era igual.

    Nunca tinha visto algo igual na minha vida de paulistano.

    Alguém observou isso ????

    Isso precisa ser melhor avaliado.

    Att,

    Paulo Gil

    • Complementando:

      E tem mais um silencio que está contribuindo para essa queda no movimento.

      O “silencioso” aumento dos combustíveis.

      E assim o contribuinte ganha mais uma corrosão no que ainda resta do seu salário.

      Att,

      Paulo Gil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: