Curitiba, Rio e São Paulo são as capitais com passageiros mais conectados, diz pesquisa

celular ônibus

Jovem usa celular em ônibus de São Paulo. Passageiros querem mais conectividade nos transportes. Foto – Internet/Divulgação

Usuários querem conectividade fácil, como wi-fi de qualidade.

ADAMO BAZANI

Que o mundo está conectado pela internet não há mais dúvidas, embora haja uma grande quantidade de pessoas ainda na exclusão digital.

O transporte público, que é um reflexo do dia a dia e também influencia a sociedade, mostra justamente isso: mais pessoas ligadas à internet, principalmente por celulares.

Mas qual é a proporção disso?

Muito grande. É o que revela uma pesquisa on line com 1500 pessoas realizada pelo ConsumerLab, divisão da Ericsson, que pesquisa o comportamento de usuários de tecnologia.

De acordo com os resultados é em Curitiba, Rio de Janeiro e São Paulo onde os passageiros mais usam a internet no ônibus, trens e metrô (quando dá).

Em Curitiba, o índice de uso de celulares ou outros dispositivos móveis com internet, é de 82%, segundo a pesquisa.  Em São Paulo e Rio de Janeiro, é 66% em cada capital.

O conteúdo preferido dos entrevistados são os das redes sociais, com 80% dos curitibanos, 78% dos paulistanos e 60% dos cariocas.

Obviamente que a pesquisa tem as ressalvas. Ela não aborda a totalidade dos passageiros, e sim, apenas os que têm acesso à internet. Porém, o fato de ter sido realizada de forma on line não significa que foi respondida necessariamente de dentro do ônibus, trem ou metrô.

Os dados, no entanto, podem servir como bases que indicam tendências, como o que os passageiros querem no transporte em relação à tecnologia.

A maioria reclama do acesso. Faltam serviços de wi-fi nos transportes e, quando são oferecidos, não têm a qualidade esperada pelo usuário, com lentidão e dificuldade de conexão.

Os longos questionários para que o passageiro se cadastre e comece a usar a internet por wi-fi também incomodam.

As autoridades de segurança também devem estar mais atentas a esta realidade. Uma parcela significativa de roubos e furtos em ônibus, trem ou metrô tem celulares e dispositivos como alvos.

A pesquisa mostrou ainda que o tempo de deslocamento diário dos “passageiros conectados” no transporte público e de 2 horas em média no Rio de em São Paulo e uma hora e meia em Curitiba.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

2 comentários em Curitiba, Rio e São Paulo são as capitais com passageiros mais conectados, diz pesquisa

  1. Amigos, boa noite.

    O acesso sempre será ruim, pois ninguém quer custear um acesso de alta qualidade.

    Isso ai é só marketing.

    Igual ao buzão com ar condicionado; daqui seis meses tá tudo “podrão”.

    Sem contar os “topetudinhos” da EMTOSA que só rodam com os vidros abertos mesmo em dias de calor intenso.

    Piada…

    Kkkkkkkkkkkkkkkkk

    Att,

    Paulo Gil

  2. Repetindo a Vip aqui na ZL e vergonhosa nem WiFi se quer tem nas linhas,nem a 4310 piada.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: