Greve na Expresso Guarará e Viação São José deve continuar na quarta, 23

Guarará

Ônibus da Expresso Guarará. Demissões e atrasos em benefícios motivaram paralisação.

Pela manhã tentativa de acordo foi frustrada. Empresa iria a colocar veículos nas ruas antes da assembleia, o que revoltou trabalhadores.

ADAMO BAZANI

A greve de aproximadamente 480 funcionários que integram os quadros da Expresso Guarará e Viação São José de Transportes Ltda deve continuar nesta quarta-feira, 23 de setembro de 2015. A prefeitura de Santo André disse que linhas municipais de outras empresas que podem servir de opção serão reforçadas das 5h às 9h e das 17h às 21h.

As duas empresas pertencem ao mesmo grupo, da família Passarelli, e atendem a 63 mil pessoas por dia em parte do ABC Paulista, em 18 linhas.

A Expresso Guarará é responsável por linhas municipais em Santo André, em especial na região da Vila Luzita e no centro da cidade com 60 ônibus, e a São José opera com 40 veículos entre as cidades de Santo André e São Caetano do Sul.

O Sintetra, sindicato que representa os motoristas e cobradores da região do ABC Paulista iria realizar uma assembleia realizou no final da tarde desta terça-feira, 22 de setembro de 2015.

Mas antes da decisão dos trabalhadores, a empresa orientou os funcionários que estavam na garagem a colocar os ônibus em operação, o que teria revoltado a categoria.

Um grupo de trabalhadores que estava na sede do sindicato foi até a garagem impedir a saída dos veículos.

Segundo o Sintetra, a orientação era acabar com a greve, o que não ocorreu devido a suposta tentativa de colocação dos veículos em serviço.

Os trabalhadores cruzaram os braços depois de demissões na empresa, inclusive de funcionários que, segundo eles, integram a Cipa – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes e teriam estabilidade, atrasos nos depósitos do FGTS desde fevereiro deste ano e no pagamento de vale-refeição.

Pela manhã, para minimizar o impacto da greve, a prefeitura autorizou o reforço das linhas B 47 (Vila Luzita – Vila Palmares), da Viação Vaz, e I 05 (Vila Rica – Estação Utinga), da Viação Guaianazes, com 14 veículos para atender a parte da demanda que se desloca entre a Vila Luzita e o Centro de Santo André.

As linhas municipais da Guarará são as alimentadoras AL111, AL112, AL113, AL114, AL115, AL117, AL119, AL125, AL127, AL129, AL133, e AL135, e as troncais TR101, TR103 e TR141.

As intermunicipais da São José são 043 (São Caetano – Terminal Rodoviário Nicolau Delic / Santo André – Cata Preta) 043 BI1 (São Caetano – Terminal Rodoviário Nicolau Delic / Santo André – Represa) e 194 (São Caetano – Terminal Rodoviário Nicolau Delic / Santo André – Cata Preta), com diferenças nos trajetos entre elas.

A Expresso Guarará e Viação São José pertencem à família Passarelli. O patriarca, Sebastião Passarelli, morreu em 28 de outubro de 2014 com 87 anos de idade (ver em: https://blogpontodeonibus.wordpress.com/2014/10/28/abc-perde-um-dos-pioneiros-dos-transportes-da-regiao/ ).

A empresa hoje passa por problemas financeiros e tem como o principal responsável, Silvio Passarelli, filho de Sebastião.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

1 comentário em Greve na Expresso Guarará e Viação São José deve continuar na quarta, 23

  1. Boa noite amigos!

    Ádamo, a São José ampliou sua frota para 40 ônibus? Que eu saiba são em torno due 23 a 25 carros (jaa renovação não ampliou a frota uantigas 23 Vitoria), ou chegaram mais carros novos?

    Sobre a greve, infelizmente os usuário são prejudicados, mas por culpa da má gestão da empresa, que feriu os direitos dos trabalhadores.

    Estes guerreiros não acordam cedo, ou chegam tarde em casa para brincarem de dirigir e cobrar.

    São profissionais que se arriscam diariamente, para levarem o tão suado pão de cada dia às suas casas e prestarem um serviço dígno ao povo andreense.
    Eles são o corpo da companhia e, como farão jus a esta representatividade, não sendo devidamente e dignamente respeitados?

    Não sou ligado a nenhum sindicato ou partido político, mas defendo sim o trabalhador, porque também sou um dos milhares, que como vocês leitores e jornalista, tem contas a pagar.

    Abraços,

    Gerson Carvalho
    Administrador de Empresas e Bancário.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: