Metrô é mais barulhento que ônibus no Rio e em São Paulo, diz pesquisa

metro

Metrô é mais barulhento que ônibus tanto no Rio como em São Paulo, aumentando risco de saúde a funcionários e passageiros. PROTESTE e médicos recomendam exigências mais rígidas e ampliação da frota de ônibus elétricos

Levantamento foi feito pela PROTESTE e SBO, órgãos que defendem ônibus elétricos

ADAMO BAZANI

Passageiros e trabalhadores dos transportes no metrô estão expostos a níveis de ruído maiores que dos ônibus tanto no Rio de Janeiro como em São Paulo.

A conclusão é de uma pesquisa realizada no início do segundo semestre pela PROTESTE – Associação de Defesa do Consumidor e Sociedade Brasileira de Otologia – SBO. A situação pior é no Rio de Janeiro, tanto no metrô como nos ônibus.

Na média geral, os dois meios de transportes emitiram barulho inferior aos 85 decibéis estipulados como limite pela OMS – Organização Mundial da Saúde, mas, segundo os médicos da sociedade já aumentam possibilidade de doenças relacionadas à audição e ao estresse.

“Acima de 55 decibéis, as pessoas se sentem desconfortáveis, pois o barulho pode causar irritação, fadiga, queda na produtividade, estresse e até problemas cardíacos”, disse em nota o presidente da SBO, médico otorrinolaringologista Paulo Roberto Lazzarini.

Confira as médias de ruído, segundo o levantamento:

RIO DE JANEIRO:

Metrô: 80,5 decibéis

Ônibus: 80,4 decibéis

Trens: 79,3 decibéis

SÃO PAULO:

Metrô: 77,2 decibéis

Ônibus: 76,7 decibéis

Trens: 72,9 decibéis

No Rio de Janeiro, a PROTESTE e SOB também analisaram as barcas, que emitiram em média 83,4 decibéis e as vans, que tiveram nível de ruído de 77,2 decibéis.

Para a PROTESTE, um dos problemas em relação aos ruídos no transporte público é a falta de uma legislação nacional sobre o tema. Hoje os limites e tolerâncias são estipulados pelos estados e municípios.

LICITAÇÃO:

Com base nos dados, a PROTESTE e a SOB encaminharam os resultados às secretarias de transportes municipais de São Paulo e Rio de Janeiro, às Comissões de Defesa do Consumidor, Desenvolvimento Urbano, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, e de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados, e para a Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle do Senado Federal.

Entre as sugestões estão a estipulação de níveis de ruído nos editais de licitação dos transportes, como o que está em fase de elaboração final na cidade de São Paulo, e estímulos para a ampliação de veículos elétricos como trólebus e ônibus à bateria.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

4 comentários em Metrô é mais barulhento que ônibus no Rio e em São Paulo, diz pesquisa

  1. Entendo que evitar som alto é uma forma de melhorar a qualidade de vida. Mas alguns pontos nesta pequisa que não se observa.

    – Serviços de Metrô, geralmente subterrâneos, fazem das estações e linhas verdadeiras caixas de ressonância. A infraestrutura metroviária tem quer bruta, pois qualquer interferência que se coloca no serviço compromete o mesmo. Não se muda apenas em uma legislação.

    – Pelo que já notei, a Linha 4 tem sistema de “cancelamento de ruído” em algumas estações.

    – Faltou mais detalhes sobre a pesquisa, como considera a medição – se é em relação ao motor, ao conjunto motor + passageiros, medição no vagão ou na estação, se considerou o meio no entorno. Vide que há diferenças (mínimas até – 4db de diferença não é tão grande) em relação entre Rio e SP.

  2. realmente o metrô de sp é barulhento, mas os ônibus de motor traseiro são incrivelmente mais barulhentos, determinadas marchas chega a ser insuportável ficar nos últimos acentos.

  3. Amigos, boa noite.

    É importante incluir na futura normatização e/ou legislação o teor do odor exalado pelo Rio Pinheiros nas estações da CPTM.

    Ontem ao utilizar a CPTM para ir à Transpúblico, tive de passar mais este incômodo o odor estava insuportável.

    Imagina os colaboradores da CPTM que trabalham nas estações ao longo do Rio Pinheiros.

    Bem que podiam aplicar alguma tecnologia tupinikim, pelo menos um spray de perfume atóxico para aliviar a espera do trenzão.

    Arrrrrrrrrrrrrrrghhhhhhhhhhhhhhhhh

    Att,

    Paulo Gil

  4. Fiquei confuso com estes números do PROTESTE.
    Metrô 1, 2 e 3 nos túneis é barulhento; metrô 4, como o amigo comenta acima, parece ter algo que melhora o barulho. Mas a CPTM, no caso L9 e L8, é sensivelmente mais silenciosa que o Metrô, sempre!

    Ônibus dependem de vários fatores, por exemplo:
    – motor traseiro ou dianteiro
    – avenidas largas ou ruas estreitas
    – rampas, especialmente as subidas
    – horário da viagem
    Ou seja, há grande diferença entre uma linha e outra.

    Informação é importante porque afeta diretamente o cansaço das viagens.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: