“Livro na Faixa” já está em doze terminais de São Paulo

livro na faixa

Passageiros têm acesso gratuito à literatura sobre diversos temas em terminais de ônibus de São Paulo

Em tempos de internet, é muito mais frequente ver pessoas trocando mensagens no Whatsapp ou navegando nas redes sociais, do que lendo um livro, não é? Pensando em incentivar o hábito da leitura, cada vez mais raro, o SPUrbanuss e nove empresas de ônibus associadas, a SPTrans e a Coordenadoria Municipal de Bibliotecas criaram o projeto “LIVRO NA FAXA”.

 

Doze terminais municipais foram beneficiados com o projeto. Dentro de cada terminal está instalada uma estante, facilmente identificável com os logos do projeto e que comporta mais de 150 exemplares, a fim de estimular a leiturapelos passageiros que circulam por esses locais, todos os dias.

 

A iniciativa funciona da seguinte maneira: o usuário que tiver interesse por algum livro, pode pegar o exemplar e levá-lo  para casa, gratuitamente, sem necessidade de registro ou cadastro; no fim da leitura, o livro deve ser devolvido em qualquer terminal participante, para dar a oportunidade de leitura a outras pessoas. Quem quiser contribuir e incentivar o projeto também pode doar livros, desde que estejam em bom estado; é só levar até uma das estantes ou nas garagens das empresas participantes.

 

O projeto, lançado no final do ano passado, já beneficiou diversos passageiros com mais 15 mil livros distribuídos ao longo desse tempo, doados pelos empregados das empresas concessionárias participantes, SPTrans, livraria Leitura, editora Livrus e Secretaria Municipal de Cultura, por meio da coordenadoria de bibliotecas da cidade.

 

“Pelos terminais passam mais de 2 milhões de pessoas por dia. Pensando nisso, a iniciativa abre um leque interessante para o usuário: aliar a necessidade [deslocamento] com a possibilidade de adquirir cultura de forma gratuita e prazerosa”, diz o presidente do SPUrbanuss, Francisco Christovam. Ele também chama a atenção para a doação de livros, importante ação para que o projeto caminhe. “Um programa como esse só se sustenta se houver doação massiva de livros. Todos nós temos exemplares em bom estado guardados em casa; aproveite essa oportunidade e doe o que você já leu. Ajude a incentivar o hábito da leitura.”

 

Dez estantes já foram adquiridas por meio da parceria do SPURBANUSS com as empresas de transporte associadas. Os participantes aprovam o projeto, que favorece a leitura de milhões de adultos e crianças que passam pelos terminais da cidade, todos os dias.

 

Confira abaixo os terminais beneficiados com o projeto e boa leitura!

  • Term. Grajaú
  • Term. Campo Limpo
  • Term. Guarapiranga
  • Term. Capelinha
  • Term. João Dias
  • Term. Santo Amaro
  • Term. Parelheiros
  • Term. A.E Carvalho
  • Term. Carrão
  • Term. Pirituba
  • Jardim Ângela
  • Terminal Parque D. Pedro II

4 comentários em “Livro na Faixa” já está em doze terminais de São Paulo

  1. Muito bacana a iniciativa.

  2. Amigos, boa noite

    A SMT e a fiscalizadora tem de realizar a tarefa que lhes compete.

    Para isso já existem as Secretarias da Educação e da Cultura ou Educação e Cultura (2 em 1).

    Vamos limpar o buzão internamente; isso é que interessa.

    Att,

    Paulo Gil

  3. Como amo ler, acho empolgante o projeto, sou usuária e doadora frequente.
    Já li grandes clássicos entre outras obras.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: