Vereador do PT quer moto em faixas de ônibus na cidade de São Paulo

motos faixas de ônibus

Táxis já dividem espaço com ônibus em faixas e corredores. Agora projeto quer liberar as motos. Arquivo/Rede Globo

Comissão vai analisar projeto de lei. Na semana passada, câmara aprovou parecer que permite táxis mesmo sem passageiros, o que vai ainda ser analisado pela prefeitura.

ADAMO BAZANI

Depois de “Comissão de Constituição, Justiça e Legislação Participativa” da Câmara Municipal de São Paulo ter dado parecer favorável à circulação de táxis sem passageiros nas faixas destinadas a ônibus na Capital Paulista, é a vez de outra categoria querer usar o local concebido originalmente para as pessoas que se descolam de transporte público.

O vereador Paulo Batista dos Reis, do PT, apresentou o Projeto de Lei – PL 193/15 para autorizar a circulação de motocicletas nas faixas para ônibus fora dos horários de pico, entre às 10 horas e às 17 horas e na parte da noite, e após às 20 horas nos espaços em que os ônibus deveriam ter prioridade.

A análise deste projeto deve ocorrer nesta quarta-feira, dia 12 de agosto, na “Comissão de Constituição, Justiça e Legislação Participativa”.

Apesar de haver poucas chances de aprovação, a apreciação vai ser nominal, ou seja, quando vários projetos devem ser lidos de uma só vez. Se algum vereador discordar, deve se manifestar. Mas pelo volume de projetos da sessão desta quarta, totalizando 78, e pelo ritmo de leitura, há o risco de passar. Este expediente é muito usado para que os vereadores tenham parecer favorável dos colegas.

Na semana passada, conforme noticiou o Blog Ponto de Ônibus, a mesma comissão deu parecer favorável ao Projeto de Lei 0166/15 do vereador Salomão Pereira que permite que táxis mesmo sem passageiros transitem nas faixas destinadas para ônibus na cidade de São Paulo.

Hoje os táxis só podem circular nas faixas com passageiros. O projeto libera a circulação dos táxis também nos corredores, inclusive, nos horários de pico do transporte coletivo. Veja os detalhes em: https://blogpontodeonibus.wordpress.com/2015/08/10/camara-de-sao-paulo-da-parecer-favoravel-a-taxis-mesmo-sem-passageiros-em-faixas-de-onibus/

Carros com portadores de deficiência, carros oficiais e carros de médicos foram outros tipos de veículos que tiveram propostas dos vereadores para dividirem espaço nas “faixas exclusivas”, mas que foram reprovadas.

A apresentação do projeto você confere em:

moto-faixa

E a justificativa em:

justifcativa-faixa

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

16 comentários em Vereador do PT quer moto em faixas de ônibus na cidade de São Paulo

  1. Hahahahahahha libera logo pros carros q assim ja lasca tudo d uma vez :/

    Sofrer aos poucos é horrível

  2. Mais uma dos nobres vereadores.
    Precisamos anotar os nomes destes gênios e lembrar na hora das eleições.
    Não pensam no coletivo, só nos seus redutinhos. Miseráveis

  3. A postura desse vereador se resume em duas letras P T

    • Como é raro a participação de mulheres em debates sobre ônibus, ou máquinas em geral (navios por exemplo em sites de defesa). Isso mostra que o chamado “universo masculino” não é constituído só por homens, mas também pelo desinteresse da mulher em participar desse tema. Se há machismo dos homens é por que a ignorância e egoísmo fazem parte de uma cultura do brasileiro. Mas se o machismo for da própria mulher é ignorância mesmo!

      Gabriela, imagina a situação de um motoqueiro sendo prensado por dois ônibus no corredor. Se o prefeito sancionar esse projeto, ele cairá em contradições não apenas em relação ao objetivo de agilizar o deslocamento dos ônibus mas também ao interesse de diminuir os acidentes com a redução da velocidade nas ruas. Isso porque os motoqueiros não respeitarão o limite da faixa, assim como não respeitam o espaço.

      Ainda nesse problema, chega a ser insano essa idéia do vereador em colocar no mesmo espaço veículos de tamanho e peso tão diferentes. Se o motorista do ônibus perder o controle do veículo e atropelar um motoqueiro é fatal! Isso gerará revolta dos motoqueiros e apelarão para violência contra o motorista, onde pode ter acontecido simplesmente do condutor ter passado mau.
      A tendência é virar um caos!

      • Do ponto de vista da compatibilidade, não tem problema nenhum, Andre. Em Paris e Londres, nas ruas onde não há espaço para ciclovias, as faixas de ônibus são compartilhadas com ciclistas. E o motorista tem que ir no ritmo da vovozinha pedalando logo à frente, e ai se ele buzinar ou fizer alguma ameaça. O problema é outro: educação no trânsito e fiscalização.

        Pra mim a questão que importa é se é razoável liberar uma área urbana para veículo particular motorizado, quando a lei manda dar prioridade para o transporte coletivo motorizado e para o transporte ativo (bicicletas e pedestres).

  4. Chega a ser criminoso, de tão irresponsável, este Vereador.
    Ônibus batendo em moto nem perceberá; mas moto e motociclista voam longe.

    Poder público PRECISA reeditar o Código Nacional de Trânsito reconsiderando o papel das motos, em função da população relativa delas e não só os altíssimos índices de acidentes.

  5. PT …esperar o q?! sera q ele vai pagar por todos os enterros de motociclistas mortos em corredores e faixas de ônibus?? , tratameentos caros e trabalhosos aos sobreviventes, uma pensão as viuvas e ou mães e ou filhos desses coitados …? vai pagar psicologos e psiquiatras pros motoristas de ônibus q “colherem” um coitado desses com moto e tudo nas faixas e corredores? aff! mas é um tonto mesmo! Eita partido dos Infernos!

  6. Por favor, nem li a materia inteira, mas acho que esse vereador tem tudo menos cerebro. Os motoqueiros ja se ariscam tanto, nas faixas de onibus vai ser bem tenso. Paulo Batista dos Reis, vai estudar ou va procurar coisas mais uteis para fazer, a cidade ja tem muitos problemas, va procurar solução para coisas mais pertinentes

  7. Camarada Reis…sou usuário de moto, mas este projeto é demagógico e eleitoreiro. Na medida em que vão aumentando as exceções dentro do corredor os mesmos vão perdendo seu principal objetivo. Moto já é um meio de transporte de maior mobilidade e isto só vai aumentar o numero de acidentes e mortes. O vereador tem sim é que propor algum novo projeto pra diminuir a velocidade e imprudência dos meus parceiros motociclistas, doi muito presenciar todos os dias colegas estendidos no asfalto.

  8. João Ayrton Lambiase // 12 de agosto de 2015 às 21:38 // Responder

    Nossa, nem o pt sabe o que quer, uma hora é faixa exclusiva para onibus, agora quer autorizar moto e taxi sem passageiro nos corredores, libera de uma vez e pronto, o salada mixta, Deus me livre.

  9. Amigos, boa noite.

    Vamos aproveitar que o “Jingle Bell” ja esta chegando e logo logo sera o carnaval a melhor solucao e:

    Implode o sambodromo e deixa as faixas do buzao para as escolas de samba e blocos carnavalescos desfilarem o ano inteiro.

    Afinal, agora e oficial.

    “O CARNAVAL E O ANO INTEIRO NO BRASIL E NAS FAIXAS DO BUZAO”

    Quem mandou nao ter concuso publico, prova de titulos e sem prova oral para cargos politicos.

    O ISKINDO ISKINDO E A FARRA DA FAIXA DO BUZAO!

    Outra medida acertada seria incluir a permissao para que os cachorros tambem passeim pela faxixa do buzao, afinal nao teriamos coco de cachorro nas calcadas.

    Apesar de que desse jeito a “M” nao dara para todo mundo.

    Uma amiga minha de trabalho sempre me falava:

    “NADA MELHORA, SEMPRE PIORO”

    Hoje esta provado que ela esta certissima.

    E o inicente aqui chehou a nao concordar com ela.

    Hoje nao so concordo, mas assino embaixo.

    Att,

    Paulo Gil

  10. Como motociclista digo NÃO!

    Faixa de ônibus é faixa de ônibus, não de moto. É para dar agilidade ao transporte público que já sofre com problemas de alocação.

    Ando de moto e vejo o quanto os próprios motociclistas hoje “se queimam” com suas próprias atitudes, inclusive colocando risco em si mesmo e ao próximo.

    Já houve o projeto da motofaixa, infelizmente não adotada justamente por causa dos próprios motociclistas que não aprendem… Me lembro de andar dentro dos limites de velocidade na motofaixa e no final outras motos me ultrapassavam bem acima dos limites de velocidade…

  11. De concessão em concessão acaba o beneficio corredor de ônibus e para ônibus e ponto,

  12. Que absurdo, libera logo pra todo mundo,pra carro comum, oficial, moto, bicicleta, skate, patins, velocípede…
    Quanta burrice desse vereador, já batida de dois BIARTICULADOS em corredores, imagine um MONSTRO desses batendo em uma motinha, o cara vira carne moida, cada um que aparece, isso é SUICÍDIO para os motociclistas, qualquer problema mecânico do ônibus vai matar um motoqueiro que pode inclusive ser prensado entre dois ônibus.
    EM VEZ DE TIRAREM TODOS DO CORREDOR E AUMENTAR A VELOCIDADE DOS ÔNIBUS, ATRAINDO MAIS PESSOAS PARA O TRANSPORTE PÚBLICO, NÃO, FAZEM O CONTRÁRIO.

  13. Jeito do PT vereador de governar,não esqueçam que nos que colocamos ele la,então nas eleições olhem bem em quem votam.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: