Vendas de ônibus acumulam queda de 26,46%

ônibus

Ônibus rodoviário. Crise continua e queda nas vendas de ônibus chega a mais de 26% em sete meses. Foto: Adamo Bazani.

Projeção do setor é de uma baixa em torno de 25% até no fechamento do ano

ADAMO BAZANI

Os emplacamentos de ônibus e caminhões continuam mostrando que a crise econômica ainda está longe de ser superada e que as ações tomadas até agora foram insuficientes.

Um dos mercados que mais refletem o desempenho e a disposição de investimentos dos outros setores, os segmentos de ônibus e caminhões registraram queda de 39,79% nas vendas entre janeiro e julho deste ano na comparação com semelhante período do ano passado, de acordo com balanço divulgado nesta segunda-feira, dia 03 de agosto de 2015 pela Fenabrave – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores.

O desempenho dos emplacamentos somente de ônibus foi um dos piores de sete meses acumulados da história recente: baixa de 26,46%. Pior ainda foi a situação do mercado de caminhões, que registrou queda de 42,95% entre janeiro e julho ante o intervalo de tempo semelhante do ano passado.

Nos sete primeiros meses deste ano, foram emplacados 13 mil 439 ônibus e 43 mil 905 caminhões. De janeiro a julho do ano passado, foram registrados 18 mil 275 ônibus e 76 mil 961 caminhões.

MARCAS DE ÔNIBUS:

No acumulado de sete meses, o ranking de marcas de ônibus teve poucas alterações. A Mercedes-Benz ampliou vantagem sobre a segunda colocada, MAN Volkswagen Caminhões e Ônibus. A Scania segue na lanterna entre as marcas consolidadas de ônibus.

1º Mercedes-Benz: 7.677 ônibus –  57,12% de participação no mercado.

2º MAN / Volkswagen Caminhões e Ônibus: 2.395 ônibus – 17,82%  de participação no mercado.

3º Marcopolo (miniônibus Volare): 1.473 ônibus – 10,96% de participação no mercado.

4º Iveco (incluindo o miniônibus CityClass):  810 ônibus – 6,03% de participação no mercado.

5º Volvo:  567 ônibus – 4,22% de participação no mercado.

6º Agrale: 341 ônibus – 2,54% de participação no mercado.

7º Scania: 141 ônibus –  1,05% de participação no mercado.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

1 comentário em Vendas de ônibus acumulam queda de 26,46%

  1. Amigos, bom dia.

    Adamk, bela foto, parabens!

    Concordo a crise economica esta longe de ser superada, vejamos:

    Salarios corroidos;

    Desperdicio do herario publico;

    Obras com contratos problematicos ou rescindidos;

    Erros crassos por falta de planejamento e projetos e erros de projetos;

    Corte de gastos sem estirpar o desperdicio do erario;

    Improdutividadd do Congresso NAO Nacional;

    Etc, etc, etc

    Desse jeito nao vai melhorar tao cedo nao.

    PREVISIVELLLLLLLLLLLLLL

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: