Invasão a faixa de ônibus tem crescimento de 60% no número de multas

ônibus

Ônibus na Avenida Paulista sai de faixa por causa de táxi que foi fazer a conversão à direita e ficou preso no trânsito da Rua Augusta. Foto: Adamo Bazani

Número mostra que  continua a falta respeito aos espaços destinados ao transporte coletivo

ADAMO BAZANI

Apesar de já serem de amplo conhecimento da população de São Paulo, as faixas de ônibus na cidade continuam sendo desrespeitadas por motoristas do transporte individual e por motociclistas.

De acordo com dados da CET – Companhia de Engenharia de Tráfego, o número de multas por invasão a faixas de ônibus nos cinco primeiros meses deste ano chegou a 702.540 autuações. O total é 60% maior que o mesmo período de 2014, quando foram anotadas 434 mil 415 invasões.

A invasão a faixas de ônibus é considera infração leve, podendo resultar em multa de 53,20 com três pontos na CNH – Carteira Nacional de Habilitação.

Um projeto de lei aprovado pelo Senado e que depende de aprovação da presidente Dilma Rousseff prevê que a invasão a faixas de ônibus se torne infração gravíssima com multa de R$ 191,54 e sete pontos no prontuário do motorista ou motociclistas. Veja mais detalhes do projeto de lei neste link: https://blogpontodeonibus.wordpress.com/2015/07/10/senado-aprovou-invasao-a-faixa-ou-corredor-de-onibus-pode-virar-infracao-gravissima/

A invasão a corredores, que ficam à esquerda ou no centro do tráfego ou são espaços delimitados por muretas e gradis, hoje é infração grave, com cinco pontos na CNH e multa de R$ 172,69.

A cidade de São Paulo possui atualmente 480,3 quilômetros de faixas de ônibus à direita que desde 13 de setembro do ano passado são compartilhadas com os táxis com passageiros. Somente na gestão de Fernando Haddad, foram implantados 390,3 quilômetros desde janeiro de 2013. Antes a cidade tinha aproximadamente 90 quilômetros.

O maior número de multas em relação ao ritmo de implantação de faixas que foi reduzido na comparação com o ano passado mostra que ainda a cultura da apropriação da via por quem está no veículo de transporte individual continua forte e se manifesta em forma de desrespeito ao espaço que é de preferência de quem se desloca pelo transporte coletivo.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

4 comentários em Invasão a faixa de ônibus tem crescimento de 60% no número de multas

  1. Legal…mas e os motivos pra isso…foram checados?? estavam socorrendo alguem a algum PS? estavam envolvidos ajudando a Policia em alguma ocorrencia? estavam fugindo de bandidos? NÃO??! Entaõ BEM FEITO!!! FAIXA DE ÔNIBUS É PRA ÔNIBUS!! E PROS VEÍCULOS DEVIDAMENTE AUTORIZADOS NAS FORMAS DAS LEIS! E A PREFEITURA AO INVÉS DE FICAR SÓ NAS MULTAS, APESAR Q MULTAS PRA ISSO TEM Q TER MESMO…DEVERIA TER VERGONHA NA CARA E FAZER CORREDORES MESMO! E ACABAR COM SEUS PROPRIOS RECURSOS AS OBRAS DOS CORREDORES DE ÔNIBUS EM ANDAMENTO! PARA DE DEPENDER DA DILMA! ELA NÃO TA PODENDO NEM SALVAR A PROPRIA PELE! OS ESCANDALOS VÃO SE SOBREPONDO UNS AOS OUTROS! ACORDA POVÃO! 2016 FORA PT!! FORA PRA SEMPRE! E FORA “KASSABIANOS” E SIMILARES!

    • Que mané fora PT. Eu quero Haddad prefeito em 2016 para continuar colocando cada vez mais faixas de ônibus, busão com ar-condicionado e wi-fi, rede de ônibus na madrugada, etc… PT em São Paulo sim!

      Quem eu não quero nunca mais são os prefeitos anteriores que priorizaram os carros…

      • Isso aê, Júlio, que mané fora PT. Se for observar direito, foram as gestões de Marta e Haddad que prestaram atenção ao transporte público. Pena que o TCM não deixa o ômi trabaiá, senão já poderíamos estar em ritmo avançado na construção de novos Passa-Rápidos ou até mesmo BRTs (sonhar, nunca desistir kkkk).

  2. João Ayrton Lambiase // 17 de julho de 2015 às 21:49 // Responder

    Realmente, na Av. Paulista por exemplo, isso porque porque o ciclomaniaco com a pressa de enfeiar a Paulista com aquela coisa horrorosa espremeu os onibus, então, diminuiiiu as faixas de rolamento, os carros invadem a faixa do onibus.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: