China lança aplicativo para ônibus de fretamento urbano

ônibus Foton

Ônibus para turismo e fretamento na China. País conta com aplicativo para reserva deste tipo de serviço de transportes para deslocamentos urbanos.

Ferramenta localiza serviços de deslocamentos urbanos e passageiros pagam pelo que usam

ADAMO BAZANI

Aplicativos que oferecem serviços semelhantes aos de táxis, como o Uber, têm dado o que falar não somente no Brasil, mas em diversos outros países.

Agora, é a vez de a China lançar um novo serviço que já está despertando interesse em outras localidades e que promete polêmica também. Pelo aplicativo de táxi Didi Kuaidi, desde esta quinta-feira, dia 16 de julho de 2015, é possível também ter acesso a ônibus de fretamento para deslocamentos urbanos.

Pela ferramenta de voz WeChat, da Tencent, o passageiro localiza o serviço disponível e se cadastra para ser transportado.

A polêmica está no fato de que, diferentemente do que ocorre no Brasil, por exemplo, na modalidade de fretamento contínuo onde o passageiro fecha um contrato com a empresa de ônibus, pelo Didi Kuaidi, o ele só paga pelas vezes que usar os ônibus.

Isso tem sido encarado como uma concorrência ao transporte coletivo urbano e também aos serviços de táxis.

Hoje é possível ter acesso a 33 rotas em Beijing e dez em Shenzhen. A intenção da empresa é ampliar a oferta.

O aplicativo não possui os ônibus, mas trabalha com agências e frotistas.

Novas rotas devem ser elaboradas com base nas contribuições on line feitas por potenciais passageiros que indicam, na prática, horários e trajetos de maior demanda.

À agência CRI On line, de notícias chinesas, o gerente do serviço de ônibus de fretamento do aplicativo, Li Jinfei, diz que os moradores das localidades reclamam do excesso de baldeações no transporte público e detalha qual é a maioria dos passageiros:

“O serviço visa melhorar a locomoção dos trabalhadores de escritórios de 20 a 40 anos nas duas cidades, especialmente aqueles que não são servidos pelo transporte público já existente. Usar um ônibus que leva de casa direto para o trabalho evita que muitos façam a baldeação incômoda entre metrô e ônibus.”

O aplicativo Didi Kuaidi é considerado o maior prestador de serviços de reservas de táxi na China e concorre com o Uber. Hoje, o capital da empresa está em torno de US$ 3,5 bilhões.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

1 comentário em China lança aplicativo para ônibus de fretamento urbano

  1. Amigos, boa noite.

    KKKKKKKKkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Tinha postado anteriormente que em breve teríamos o “uberbus”.

    Ótimo !

    Agora só falta vir para o Brasil.

    Sampa, relaxa, licitação já era.

    Já pensou quando lançarem a versão brasileira; o “VAPTVUPTbuBUZÃO”.

    É isso ai “cabeças jurássicas” que dorme as ondas levam, igual camarão.

    Mas querem continuar o buzão de 20 em 20 a lá CMTC…

    Ainda bem que os inovadores lançam novos produtos que tornam
    as cabeças jurássicas mais jurássicas ainda.

    Não adianta, se não evoluírem vão evoluir por vocês.

    Já aconteceu.

    Burocracia é coisa do passado; acorda Brasil, estamos na era do APP´s e não igual aquela “montanha” de papel e dados que a ANTT quer, por exemplo.

    É isso ai; em breve:

    “VAPTVUPTduBUZÃO”

    Legal, todo mundo em Sampa de fretadão rodoviário sem linha caranguejada zigzageada e LIMPOS INTERNAMENTE o que será muito TOP.

    É rapidinho:

    É “VAPTVUPTduBUZÃO”

    Lembrando o que diz meu amigo:

    “SUAVE NA NAVE”

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: