Apostas do mercado para a licitação dos ônibus em São Paulo que sai até a próxima semana

ônibus

Ônibus urbano na cidade de São Paulo que vai circular em corredores. Haddad diz que na próxima semana edital de licitação estará disponível. Mercado aposta em poucas alterações. Foto: Divulgação Prefeitura – Texto: Adamo Bazani

Haddad garante que licitação de ônibus inicia na semana que vem

Lucro das empresas, frota e linhas vão ser alteradas

ADAMO BAZANI – CBN

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, garantiu em visita à Casa do Saber, ontem, na zona Sul de São Paulo, que até próxima semana finalmente será publicado o edital de licitação do sistema de transporte público municipal por ônibus na Capital Paulista.

É o maior sistema de ônibus do mundo, hoje com 15 mil veículos, que transportam diariamente 9 milhões de pessoas, contanto com as integrações com o Metrô e com a CPTM.

Segundo a RBA – Rede Brasil Atual, Haddad voltou a garantir no evento que o lucro dos empresários de ônibus será reduzido com o certame, mas dentro do que é necessário pelo mercado.

“A licitação é de 20 anos é nós queremos uma taxa interna de retorno para os editais, garantindo que o lucro do empresário fique dentro (de limites aceitáveis)”, afirmou.

De acordo com auditoria externa contratada pela prefeitura de São Paulo, feita pela empresa Ernest & Young, ao custo de R$ 400 milhões após licitação, a TIR – Taxa Interna de Retorno das empresas de ônibus é de 18,6%, muito próxima do que a licitação de 2003 estipulou, que era de 18%. Na ocasião, durante a apresentação da auditoria, o secretário municipal de transportes, Jilmar Tatto, comentou que a TIR deve ficar em torno de 7%, índice aplicado na maioria das concessões atuais do País. Relembre:  https://blogpontodeonibus.wordpress.com/2014/12/11/auditoria-ernest-young-reducao-do-lucro-das-empresas-fim-do-modelo-de-cooperativas-e-viacoes-estrangeiras-em-sao-paulo/

Tatto era secretário de transportes na licitação de 2003, gestão de Marta Suplicy.

Haddad espera atrair novos competidores para o segmento de transportes públicos na cidade.

Para isso, voltou a enfatizar que a desapropriação dos terrenos das garagens, hoje das empresas de ônibus, vai estimular o interesse de outros grupos pelo contrato de cerca de R$ 120 bilhões por 20 anos.

“Nós baixamos decretos de utilidade pública de todas as garagens da cidade … Quem ganhar vai poder pedir para desapropriar a garagem para ele entrar.” – disse Haddad.

Ou seja, se os atuais operadores ganharem podem não pedir a desapropriação.

Vale ressaltar que hoje as garagens não foram desapropriadas e sim colocadas como áreas de utilidade pública para fins de desapropriação.

MERCADO APOSTA EM POUCAS ALTERAÇÕES:

Mesmo com discurso do prefeito e do secretário municipal de transportes, o mercado aposta em poucas alterações na estrutura empresarial na cidade de São Paulo.

O modelo de cooperativas não vai mais existir. No entanto, estas cooperativas do subsistema local se transformaram em empresas para a licitação. Em alguns casos, ex-cooperados reclamam que diretores teriam feito a transformação sem total anuência dos donos de ônibus e micro-ônibus.

Já as empresas do subsistema estrutural, as linhas com ônibus maiores, são comandadas por poucos grupos, como de José Ruas Vaz, que detém 54,3% deste subsistema de forma única ou como sócio, com empresas como Viação Campo Belo, ViaSul, Viação Cidade Dutra, Vip, Ambiental Transportes, entre outras, de Belarmino de Ascenção Marta, da Sambaíba Transportes Urbanos e família Gatti, da Viação Santa Brígida.

O mercado acredita ser muito difícil desbancar estes grupos empresariais.

Além disso, na semana passada, durante a apresentação de ônibus superarticulados de 23 metros com ar-condicionado e wi-fi para corredores, a SPTrans – São Paulo Transporte informou que a partir de julho serão colocados cem veículos por mês deste tipo de veículo, chegando a meta de 2,5 mil ônibus até 2017. Cada ônibus, nesta configuração, custa em torno de R$ 800 mil. Seria um investimento muito grande sem a certeza de retorno.

Em vez de oito consórcios e 11 cooperativas, como era o modelo resultante da licitação de 2003, agora a cidade deve ter SPE – Sociedade de Propósito Específico, uma entidade jurídica que responderá à prefeitura e vai congregar diversas empresas participantes.

Oficialmente, a prefeitura não adiantou o total de SPEs, mas o mercado aposta em três ou quatro, sendo uma delas reunindo ex cooperativas.

REORGANIZAÇÃO DAS LINHAS E FROTA:

Outra aposta de empresários, especialistas, técnicos e fornecedores ouvidos pelo Blog Ponto de Ônibus sob a condição de preservação de fonte, é de que a frota de veículos, hoje em torno de 15 mil ônibus e micro-ônibus, deve ser reduzida gradativamente na medida que avançarem as reorganizações das linhas. Uma das estimativas é de que o número de ônibus caia em três anos para 11 mil veículos.

No dia 28 de maio, a SPTrans divulgou uma proposta do novo mapa de linhas municipais de ônibus na cidade de São Paulo. Estão previstos três modelos operacionais, quatro redes, como a rede da madrugada que foi um laboratório para esta nova estrutura, em três tipos de serviços diferentes. Ao todo serão criados 38 novos trajetos, mas haverá redução de extensão em boa parte das linhas atuais da capital paulista. Confira os detalhes: https://blogpontodeonibus.wordpress.com/2015/05/28/sptrans-divulga-nova-rede-de-linhas-de-onibus-em-sao-paulo-confira-todas-as-linhas/

Hoje, a divisão das linhas da cidade é por áreas, sendo que as empresas do sistema estrutural são:

Área 1 – Zona Noroeste – verde claro: Consórcio Bandeirantes (Viação Santa Brígida Ltda e Viação Gato Preto Ltda)

Área 2 – Zona Norte – azul escuro: Sambaíba Transportes Urbanos Ltda.

Área 3 – Zona Nordeste – amarelo: Consórcio Plus (VIP Transportes Urbanos Ltda).

Área 4 – Zona Leste – vermelho: Ambiental Transportes Urbanos S.A – incluindo a rede de trólebus

Área 5 – Zona Sudeste – verde escuro: Consórcio Via Sul (Via Sul Transportes Urbanos Ltda) – incluindo o BRT (corredor de ônibus) Expresso Tiradentes

Área 6 – Zona Sul – azul claro: Consórcio Unisul (Viação Cidade Dutra Ltda; Tupi Transportes Urbanos Piratininga Ltda; MobiBrasil Transportes São Paulo Ltda; VIP Transportes Urbanos Ltda).

Área 7 – Zona Sudoeste – vinho: Consórcio Sete (Viação Campo Belo Ltda, Viação Gatusa Transportes Urbanos Ltda; Transkuba Transportes Gerais Ltda; VIP Transportes Urbanos Ltda).

Área 8 – Zona Oeste – laranja: Consórcio Sudoeste (Transppass Transportes de Passageiros Ltda e Viação Gato Preto Ltda.)

A divisão do subsistema local, das cooperativas que se tornaram empresas, hoje é a seguinte:

Área 1 – Zona Noroeste – verde claro: Consórcio Spencer Transporte e Norte Buss Transporte

Área 2 – Zona Norte – azul escuro: Consórcio Spencer Transporte e Norte Buss Transporte

Área 3 – Zona Nordeste – amarelo: Consórcio Qualibus e Transunião Transportes.

Área 4 – Zona Leste – vermelho: Express Transportes Urbanos, Allianz Transportes e Pêssego Transportes.

Área 5 – Zona Sudeste – verde escuro: Consórcio Move São Paulo e Imperial Transportes.

Área 6 – Zona Sul – azul claro: Transwolff Transportes e  A2 Transportes.

Área 7 – Zona Sudoeste – vinho: Transwolff Transportes.

Área 8 – Zona Oeste – laranja: Consórcio Auto Viação Transcap e  Alfa Rodobus Transportes

VEÍCULOS LIMPOS:

Teoricamente, o edital vai exigir a colocação de uma frota limpa. Mas o mercado aposta que, apesar de haver perspectiva do aumento de ônibus menos poluentes, como os elétricos híbridos, e não poluentes, como os totalmente elétricos, esta não será a principal preocupação do poder público. A rede de trólebus não deve ser ampliada.

A lei de mudanças climáticas que prevê 100 por cento de ônibus ambientalmente amigáveis até 2018, não deve ser cumprida. Ao Blog Ponto de Ônibus e à Rádio CBN, o secretário municipal de transportes, Jilmar Tatto, admitiu em 16 de abril que a lei não deve ser cumprida. Tatto, no entanto, diz que os empresários que colocarem ônibus com tecnologia alternativa ao diesel terão uma remuneração maior: https://blogpontodeonibus.wordpress.com/2015/04/16/entrevista-prefeitura-admite-que-nao-vai-cumprir-lei-de-frota-limpa-ate-2018/

A licitação deve ser complexa. É inconsequente acusar o processo que ainda vai ser iniciado de “jogo de cartas marcadas” ou que será feito só para agradar aos empresários. Mas, o mercado não aposta em alterações profundas.

Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

21 comentários em Apostas do mercado para a licitação dos ônibus em São Paulo que sai até a próxima semana

  1. André Rodrigues // 25 de junho de 2015 às 23:07 // Responder

    Só espero que a Express, antiga Novo Horizonte antiga Nova Aliança, Antiga SPbus, Antiga Himalaia não passe nessa licitação porque já estou saturado dessas merdas de empresas que só muda de nome na Zona Leste, o mau ou ruim as empresas de Vaz investe em veículos novos, coisa que a Express não faz tem ônibus circulando da época da ex prefeita Marta Suplicy, e não tem n vergonha de colocar esses museus para circular e aposto e ganho que não está havendo muitas reclamações por causa dessa licitação passando essa bendita licitação começa de novo o quebra – quebra de ônibus na Ragueb Choff, Aricanduva, Av Itaquera, Jacu Pêssego, Radial Leste e assim por diante atrapalhando o já caótico trânsito dessas avenidas, e a Sptrans que fecha os olhos junto com a CET que só servem como uma fábrica de dinheiro para os caixas da prefeitura.
    Aliás onde se encontra os funcionários da SPtrans e da CET que não fiscalizam as faixas exclusivas de ônibus? Só vejo eles coçando o saco e gastando o dinheiro público com carros de alto padrão e gasolina para fazer nada a Ragueb Choff, a Aricanduva e um exemplo de onde essa cambada de vagais deveriam está fiscalizando e não se ver um.

  2. Boa noite adamo por gentileza você saberia quais serão as cores dos 3 ou 4 spes? Ou ficarão nas mesmas cores?

  3. quem vai levar a licitação serão essas duvido estar errado viação gato preto, Santa brígida, tupi,cidade dutra,Mobibrasil, todas as vip’s zona sul e leste, ambiental trans,campo belo ,sambaíba cooperativas comandadas por (facções) cooperpam,cooperalfa não venham dizer que elas acabara estão apenas camufladas de empresas express e todas as demais que já estão no sistema cadê as empresas de fora que iriam participar ????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

  4. Espero que com essa nova licitação a Sambaíba tome vergonha nas linhas da G3 dela que estão terríveis, ou então deixe as linhas dessa garagem para uma empresa nova que saiba fazer o serviço de forma mais inteligente que eles. Assim como também espero que a Express não passe na licitação, porque é cada carniça que eles colocam para circular, ônibus de abril de 2004 circulando em junho de 2015, mais de 11 anos de circulação. Lixo de empresa.

  5. Andre Rodrigues a empresa Express, vai continuar com os benefícios e tolerâncias sem fins, deste governo, com o “fim” da Novo Horizonte, que foi uma grande mentira por que todos sabem que a Express maquiada, eles continuaram com as linhas porem com viagens mais curtas, a manutenção desta empresa e caso de investigação da policia federal, tem que ser demitido o secretario de transporte, por que se ele continuar esta empresa de quadrilheiro não sai, vai continuar rodando pela zona leste, com seus ônibus velhos, sujos e sucateados, quebrando a toda hora, deixando a população no meio do caminho.

  6. se prefeito não der jeito nesta area 4 vou te falar pra que serviu esta tal de pesquisa ai só jogou dinheiro fora tem que eliminar do mapa estatal express esta imperial meu umas das piores empresas que tem aqui na leste ônibus pessimos estado maioria vencido prazo de troca a unica coisa que express sabe fazer e pega carro de um tal do cemiterio do carmo num galpão que esta la e arrumar estes pal velhos e colocar pro povo andar ,esta mais facil express devolver minhas passagens tds que paguei pra andar nestes carros velhos ai,não adianta ter intervalos bons e carros velhos quebrando td hora ,tomara que tira esta praga dq de uma vez ,

  7. Prefiro esse novo modelo do que mil empresas na cidade,veremos como ficara,Adamo um erro ai a empresa VIP Transportes Urbanos Ltda na área 6 não opera mais,quem pegou as linhas dela foi a Mobi Brasil.

  8. Bom dia querido Adamo, saberia me informar como ficaria os trabalhadores no transporte, já que o Sr. prefeito é do PT o partido que defende os trabalhadores, não haverá muito desemprego com a redução da frota e os usuários do transporte como ficaram. Um forte abraço.

  9. Licitação de linhas de ônibus na próxima semana vai considerar as estações dos monotrilhos e da Linha Lilás do Metrô?
    Ou continuaremos vendo a “competição” de linhas que trava inutilmente nossas artérias viárias e joga R$ fora em subsídios?

  10. Licitação piada total, pois licitação de verdade seria se tivesse uma concorrência justa com empresas realmente de fora, a realidade é uma os empresários serão os mesmos é tudo jogo de cartas marcadas falam em reduzir o lucro das empresas td mentira o que vai ser reduzido são os postos de trabalho. Este blog tem até algumas informações boas mas não trata o tema de maneira transparente do jeito do que realmente é,até parece que o grupo ruas vai parar de operar no sistema mais fácil um camelo passar no buraco de uma agulha nada vai mudar.

  11. Só pesso a deus que tudo isso acabe bem ,pois estou esperando essa tal de licitação acaba para começa a trabalha .já a três meses esperando a VIP me chama .me ajudemmmm

  12. Quando exatamente acaba essa licitação?! ¡

  13. Outra vez reorganizar as linhas? quer dizer reduzir mais fazendo com que o trabalhador passe o dia fazendo transferência nos ônibus aff… esse Haddad só faz merda.

  14. Quando termina o contrato de emergência com os atuais consórcios?
    E podem ser renovados?

  15. Ricardo da silva prestes aguiar dos santos // 14 de outubro de 2015 às 19:16 // Responder

    eu já sei quem vai ganhar…., mas não posso divulgar, como disse um leitor já está tudo no esquema.

1 Trackback / Pingback

  1. Licitação dos ônibus em São Paulo sai na próxima semana – Via Trolebus

Deixe uma resposta para Pedro Cancelar resposta

%d blogueiros gostam disto: