Nenê Constantino é absolvido em júri popular

Nenê Constantino

Empresário de ônibus e fundador da Gol não será condenado por morte de ex-genro

O Tribunal do Júri de Brasília absolveu na noite de terça-feira, o empresário Nenê Constantino, fundador da Gol, acusado de tentativa de homicídio de seu ex-genro, Eduardo de Queiroz, em junho de 2008.

Segundo a acusação, Constantino teria contratado dois homens para executar o ex-marido da filha. O motivo seria um desentendimento por causa de patrimônio. O empresário estaria irritado com o ex-genro porque não queria dividir os ativos de uma empresa de ônibus.

Na terça-feira, Constantino foi levado a júri popular. Os primeiros quatro votos foram pela absolvição do empresário, levando à conclusão do júri. Também foi absolvido o PM reformado Antônio Andrade, apontado como intermediário do crime.

— Finalmente, depois de longos anos de agonia foi feita justiça — disse o advogado de defesa Pierpaolo Bottini.

A Justiça expediu alvará de soltura em favor do empresário, que cumpria prisão domiciliar.

*Estadão Conteúdo

1 comentário em Nenê Constantino é absolvido em júri popular

  1. MARCOS NASCIMENTO // 12 de Maio de 2017 às 19:18 // Responder

    O que não dá para entender é que o juri popular NÃO levou em conta nem o HISTÓRICO deste empresário acusado de matar um líder comunitário dentro de uma das garagens de uma das 4 empresas de ônibus em Brasília que fazem parte deste grupo e que ocorreu em 2001. Juri comprado ?

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: