Greve de ônibus em Guarulhos é descartada após aumento de 10%

ônibus

Ônibus em Guarulhos. Motoristas e cobradores descartam greve depois de aumento de 10% nos salários.

Greve de ônibus em Guarulhos é descartada

Motoristas, cobradores e funcionários da manutenção aceitaram proposta de 10% de aumento

ADAMO BAZANI – CBN

Em assembleia no final da tarde desta sexta-feira, dia 29 de maio de 2015, motoristas e cobradores de ônibus de Guarulhos e região, na Grande São Paulo, aceitaram proposta de reajuste de 10% nos salários.

Assim, foi descartada a greve de ônibus em Guarulhos.

Na manhã de sexta-feira, a categoria parou por pouco mais de três horas no início das operações não pela campanha salarial, mas porque aderiu ao Dia Nacional de Manifestações e Paralisações contra o projeto de lei que amplia as terceirizações no mercado de trabalho e outras medidas de restrição de benefícios trabalhistas por parte do Governo Federal.

Inicialmente, as empresas de ônibus haviam proposto 8% de reajuste.

Com o aumento de 10%, os salários da categoria dos transportes em Guarulhos ficam da seguinte maneira (valores com base em meses de 31 dias):

– Motorista de Ônibus: R$ 2.273,30

– Cobrador de Ônibus: R$ 1.304,87

– Mecânico Sênior: R$ 2.275,57

– Pintor de Ônibus: R$ 2.275,57

– Moleiro de Ônibus: R$ 2.275,57

– Eletricista de Ônibus: R$ 2.275,57

– Mecânico Socorrista de Ônibus: R$ 2.527,91

– Funileiro de Ônibus: R$ 2.448,34

Borracheiro de Ônibus: R$ 2.275,57

O reajuste é retroativo aos salários de abril.

Ainda de acordo com o Sincoverg – “Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários no Transporte de Passageiros, Urbano, Suburbano, Metropolitano, Intermunicipal e Cargas Próprias de Guarulhos e Arujá em São Paulo”, o ticket-refeição passa para R$ 513, o ticket nas férias para R$ 247,00 e a categoria terá PRL – Participação nos Lucros e Resultados de R$ 1 mil.

Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: