Metropolitanas de Curitiba: Cidades aumentam tarifa. Fazenda Rio Grande mexe em linhas e mantém valor

ônibus Curitiba

Para continuar com integração e manter tarifas em R$ 3,30, Fazenda Rio Grande altera linhas de ônibus e racionaliza os serviços. Bocaiúva do Sul, Contenda, Itaperuçu e Rio Branco do Sul, mais distantes da Capital, terão aumento no valor da tarifa no sentido Curitiba, para R$ 4,40

Parte da região metropolitana de Curitiba sobe tarifa e Fazenda Rio Grande altera linhas e mantém valor e integração

Outras mudanças devem ocorrer por causa de desentendimentos políticos entre estado e prefeitura

ADAMO BAZANI – CBN

Após a desintegração de gestão entre as linhas de ônibus urbanas municipais da capital paranaense e as linhas das cidades vizinhas, a Comec – Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba, órgão do governo do estado, constatou que financeiramente o atual modelo não consegue se manter e realiza uma série de alterações nos trajetos para racionalização das linhas metropolitanas. A separação dos sistemas de transportes ocorreu depois de desentendimentos políticos entre o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), e o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB). Antes a gestão era unificada pela Urbs – Urbanização de Curitiba S.A. , empresa da prefeitura da capital.

Inicialmente, entre as medidas da Comec, houve encurtamentos de percursos de linhas “Ligeirinhos”, nos municípios de Tamandaré, Colombo, Araucária e Campo Largo.

AUMENTOS DE TARIFA:

As cidades como Bocaiúva do Sul, Contenda, Itaperuçu e Rio Branco do Sul, mais distantes da Capital, terão aumento no valor da tarifa no sentido Curitiba, para R$ 4,40 , a partir desta segunda-feira, 1º de junho. No retorno, a tarifa destas linhas continuará a ser o mesmo, R$ 3,15 (com Cartão Transporte) ou R$ 3,30 (com dinheiro), mantendo a integração com a RIT – Rede Integrada de Transporte Curitiba.

FAZENDA RIO GRANDE RACIONALIZA LINHAS E EVITA AUMENTO:

Já em Fazenda Rio Grande, para manter a integração e tarifa de R$ 3,30, a Comec, por meio de estudos técnicos, alterou o itinerário e otimizou algumas  linhas, reduzindo custos de operação e o tempo de viagem. As mudanças entram em vigor também no dia 1º de junho.

A linha F22 – Nações II, em vez de retornar pela Av. Portugal e Av. Brasil, voltará pela Marginal da BR 116 (Av. das Américas) a partir da Rua Gavião.

A Linha  F25 – Jardim Veneza/Colonial, em vez de voltar pela BR116, retornará pela rua Francisco da Conceição Machado/ Rua Tride para chegar a  Avenida Portugal e seguir até o Terminal, retomando o mesmo itinerário. A linha não passará mais pelo Terminal Velho.

A Linha F25 – Jardim Veneza/Pedágio continuará operando no itinerário habitual.

A Linha  F15 Gralha Azul, em vez de retornar pela Av. Portugal e Av. Brasil, voltará pela Marginal da BR 116 (Av. das Américas) através da Rua Flamingos .

As mudanças foram avaliadas pela Comec  visando racionalização, não deixando, no entanto, passageiro sem de atendimento. Serão avaliados todos os impactos destas alterações que podem ser ajustadas, se necessário. A expectativa é de que as viagens se tornem mais rápidas e seguras.

Os avisos das referidas alterações foram colocados nos ônibus e no Terminal de Fazenda Rio Grande.

O passageiro pode obter mais informações pela Central de Atendimento Metrocard – (041) 3093-3232

Confira abaixo os novos itinerários:

LINHA F 15 – Gralha Azul: Terminal Fazenda, Rua Jequitibá, Rua Jacarandá, Rua Inglaterra, Rua Itália, Av. Brasil, Av. Portugal,  Av. Condor, Rua  Inhambu, Av. Albatroz, Rua Guará, Rua Colibri, Rua Pintassilgos, Rua Flamingos, Rua Irerê, Av. Perdizes, Rua Papagaio, Rua Cacatua, Av. das Américas,

LINHA F 22 – Nações II: Terminal Fazenda, Rua Jequitibá, Rua Jacarandá, Rua Inglaterra, Rua Itália, Av. Brasil, Av. Portugal, Av. Áustria, Av. Polônia, Av. Islândia, Rua Gavião, Av. das Américas

LINHA F 25 – Jd. Veneza/Colonial: Terminal Fazenda, Rua Jequitibá, Rua Jacarandá, Rua Inglaterra, Rua Itália, Av. Brasil, Av. Portugal, Rua Pintassilgo, Rua Tridi,  Rua Francisco da Conceição Machado, Ria João Quirino Leal, Rua Vinicius de Morais, Rua Carlos Drumond Andrade, Rua Lucinir Franco da Rocha, Av. das Américas

Linhas com propostas de alteração de itinerários

Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

1 comentário em Metropolitanas de Curitiba: Cidades aumentam tarifa. Fazenda Rio Grande mexe em linhas e mantém valor

  1. sandra mara de oliveira // 13 de julho de 2015 às 00:41 // Responder

    Que palhaçada para pegar onibus no domingo no terminal da fazenda os onibus trocam as placas e fazem duas linhas quando agente pensa que vai entrsr no onibus trocam as placas e vao para outro bairro o naçoes dois trocou a placa para fazer eucaliptus e o eucaliptus p fazer iguaçu fazem uma hora um bairro e depois o outro pagamos passagem cheguei no terminal 8:50 e ja sao 21:30 e nada do meu onibus antes nao era assim isto e um desrespeito com agente .

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: