Para evitar fraudes no Bilhete Único Metropolitano, Rio vai implantar biometria e limitar valor de integrações

ônibus

Ônibus Metropolitano no Rio de Janeiro. Governo do Estado anunciou série de medidas para evitar fraudes no Bilhete Único.

OUÇA REPORTAGEM DE NATÁLIA TOLEDO, DA CBN RIO:

http://cbn.globoradio.globo.com/programas/cbn-rio/2015/03/30/SECRETARIO-ESTADUAL-DE-TRANSPORTES-NAO-DESCARTA-FRAUDE-EM-BILHETE-UNICO-INTERMUNICIPAL.htm

Rio vai implantar biometria para Bilhete Único Metropolitano e limitar valor
Objetivo é evitar fraudes com as apontadas pelo Tribunal de Contas do Estado. Também será criada Controladoria
ADAMO BAZANI – CBN
A Secretaria de Transportes do Estado do Rio de Janeiro – Setrans anunciou nesta segunda-feira, dia 30 de março, uma série de medidas para evitar fraudes no Bilhete Único dos transportes metropolitanos.
Uma delas é a implantação de um sistema de biometria já a partir do mês de abril. Os passageiros com os cartões mais antigos deverão ser chamados primeiro para cadastrar digitais.
O governador Luiz Fernando Pezão vai encaminhar a Assembleia Legislativa projeto de lei implantando os equipamentos de verificação digital nas catracas. Após a aprovação, todos os passageiros devem ser recadastrar.
Além disso, em maio, o governo do estado deve limitar o valor de uma das viagens nas integrações em até R$ 3,70. Com isso, na prática, o passageiro poderá fazer o deslocamento com tarifa integrada em um percurso de longa distância e depois somente em trajetos curtos ou médios e vice-e-versa.
O Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro apontou no ano passado uma série de fraudes na utilização do Bilhete Único Metropolitano.
Após isso, a Setrans fez uma auditoria que apontou diversas incompatibilidades com a realidade dos deslocamentos no estado. Entre elas, a utilização do cartão em dois ou mais trajetos longos, mas que na prática não se complementavam.
Outra medida é a criação da Controladoria Geral do Bilhete Único, com técnicos que vão fiscalizar o uso das integrações e os pagamentos dos subsídios por causa delas às empresas de ônibus, barcas e sistema metroferroviário com recursos do Fundo Estadual dos Transportes.
Pelo Bilhete Único Metropolitano, o passageiro pode se deslocar por vinte cidades da região metropolitana do Rio. É possível embarcar em dois meios de transporte, num período de três horas, pagando R$ 5,25. Se a integração não chegar a este valor, é debitado apenas a passagem mais baixa.
O bilhete é aceito nos ônibus metropolitanos, trens, metrô, vans regulares e barcas.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

2 comentários em Para evitar fraudes no Bilhete Único Metropolitano, Rio vai implantar biometria e limitar valor de integrações

  1. Amigos, boa noite.

    Mais uma PREVISIVELLLLLLLLLLLLL.

    Infelizmente a leitura da biometria, ainda e lenta.

    No tetminal do banco, as vezes precisa repetir a leitura 3 vezez.

    Imaginem isso no buzao, que sera um montao de leitura na sequencia nos horarios de rush.

    Arrumem outra medida para conter as fraudes, pois essa vai embolar ainda o buzao, fora a falta de higiene.

    Lembremos que ainda tem muita gente que apos fazer necessidades fisiologicas, sequer lavam as maos apos.

    Att,

    Paulk Gil

  2. pedro geraldo maiori // 13 de agosto de 2015 às 11:23 // Responder

    cara gostei de seus comentários,é mais absoluta realidade

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: