Gestores de transportes na América Latina buscam normatização de tecnologias para mobilidade urbana

OUÇA A MATÉRIA E OS ENTREVISTADOS NESTE LINK DA RÁDIO CBN:

http://cbn.globoradio.globo.com/editorias/pais/2015/03/26/GESTORES-DEFENDEM-PADRONIZACAO-NAS-TECNOLOGIAS-DE-MOBILIDADE-URBANA-NO-BRASIL.htm

ônibus

Ônibus estão cada vez mais modernos. Tecnologias de operação, gerenciamento e para comodidade do passageiro, no entanto, devem ser aproveitadas de maneiras melhores. Além disso, há necessidade de uma normatização para que haja ganhos práticos para a mobilidade urbana. Foto: Adamo Bazani

SUGESTÃO DE CABEÇA: Gestores públicos e operadores de transportes coletivos na América Latina buscam entendimentos para que haja uma padronização nas tecnologias de gestão e informação de mobilidade urbana. Isso permitiria, na visão de especialistas reunidos em Congresso Internacional em São Paulo, melhores serviços, editais de licitação mais adequados e até redução nos custos das tarifas

Texto:

A falta de padrões para o melhor aproveitamento de tecnologias aumenta os custos dos transportes públicos na América Latina e não permite que os serviços se tornem eficientes.

Esta foi uma das conclusões de especialistas, gestores e operadores de transportes que participaram nesta quinta-feira em São Paulo do Congresso da UITP – União Internacional dos Transportes Públicos.

A ausência de mecanismos que para orientar melhor o uso de tecnologia faz com que a mobilidade brasileira sofra com situações absurdas. Em São Paulo, por exemplo, há alguns anos, houve dificuldades de implantação de portas de segurança nas plataformas do Metrô porque esta tecnologia não se comunicava com as portas dos trens.

A presidente do comitê de Sistemas de Inteligência em Transportes da ANTP – Associação Nacional dos Transportes Públicos, Valeska Peres Pinto, diz que o Brasil precisa ainda de muitos avanços neste tema

SONORA

Os especialistas e profissionais criticam também a ausência de bancos de dados de transportes nas prefeituras. Responsável por implantar o aplicativo para celulares Moovit, no Brasil, Michel Costa, diz que boa parte das informações de mobilidade vem dos próprios passageiros

SONORA

Os empresários de transporte dizem estar conscientes de que os avanços tecnológicos são exigências dos passageiros, como explica Maria Beatriz Setti Braga, que opera um sistema de corredor de ônibus entre o ABC e a Capital Paulista

SONORA

Este nível maior de exigência dos passageiros é visto como fundamental para a melhoria dos serviços de mobilidade urbana no País.

De São Paulo, Adamo Bazani.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: