Baixa ocupação vai fazer Rio de Janeiro tirar 700 ônibus da zona Sul

ônibus

Racionalização para melhoria dos serviços ou apenas redução de custos para as empresas?

Rio de Janeiro quer eliminar 78 linhas da zona Sul
Intenção do poder público é reduzir em 700 o número de ônibus em circulação
ADAMO BAZANI – CBN
A partir de julho, a prefeitura do Rio de Janeiro deve adotar uma medida que, no mínimo, deve dividir opiniões na área de transportes.
O poder público deve colocar em operação um novo modelo de mobilidade na zona Sul que deve de 123 linhas para 45, eliminando 78.
Das 45 linhas que vão restar, 20 serão novas, 24 passarão por mudanças e apenas uma será mantida.
Devem ser criados dois corredores por onde vão passar apenas oito linhas na direção do centro da cidade.
A expectativa é que as mudanças retirem 700 ônibus de circulação.
A secretaria de transportes do Rio de Janeiro diz que a principal motivação para que as linhas sejam racionalizadas é a baixa ocupação dos ônibus, hoje em 50%. A expectativa é de que este percentual suba para, no mínimo, 75%.
Segundo a pasta, a baixa ocupação reflete em maior custo dos transportes e consequentemente na necessidade de elevação no valor das tarifas.
Em nota, a secretaria afirma ainda que a racionalização vai diminuir o tempo de viagem e o trânsito por onde estes ônibus transitam.
A prefeitura deve criar novas linhas especiais, como um serviço turístico passando pela orla do Leblon, Ipanema, Copacabana, Urca e Cosme Velho até o trem do Corcovado.
Outras sete linhas de integração vão ligar a zona Sul do Rio de Janeiro ao Maracanã e ao Terminal Rodoviário Novo Rio passando pelo Túnel Santa Bárbara e Rebouças.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

2 comentários em Baixa ocupação vai fazer Rio de Janeiro tirar 700 ônibus da zona Sul

  1. Amigos, boa noite.

    Se a moda pega…

    Sem verbas é isso, vamos retirar buzão de circulação e pronto.

    É isso buzão na lata se não tem subsídios ninguém mantém nem o Santo Atraso.

    Pra faturar tem de andar “tuchado”

    Xiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii essa história é velha

    É melhor colocar em operação buzão sem banco, pelo menos fica menos tranqueira no meio do caminho.

    Att,

    Paulo Gil

    • Incrível como o pessoal crítica sem analisar o “todo”.

      Faça uma analogia com a sua vida: se uma hora seu trabalho não rende pois você acaba fazendo outras coisas enquanto aguarda aquilo que lhe dá a renda para trabalhar?

      Claro que menos linhas de ônibus significa menor possibilidade de pegar ônibus vazio ou intervalos maiores, resultando em desconforto ao passageiro. Mas se há provas que há prejuízo com esta operação, então que se corrija. Isso é com a prefeitura.

      Não sei como é lá no Rio a situação. Pelo que notei nas vezes que fui lá, é razoável o atendimento no fim de semana. Há uma boa circulação, até de perueiros (peguei um para ir na rodoviária).

      Aproveitando a deixa, já que sempre há a moderação dos comentários, fica uma pergunta ao Bazani: como posso entrar em contato para sugerir uma matéria?

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: