Tatto garante licitação finalizada até junho

ônibius

Ônibus em São Paulo. Tatto volta a garantir que até o meio do ano licitação será concluída

Tatto garante licitação finalizada até junho
Secretário diz que edital busca modelo que reduza custos no sistema
ADAMO BAZANI – CBN
O secretário municipal de transportes, Jilmar Tatto, reiterou nesta quinta-feira, dia 19 de fevereiro de 2015, que em março será lançado para consulta pública o edital da licitação do sistema de ônibus da Capital Paulista.
Até junho, a concorrência deve ser finalizada, na estimativa do secretário.
Entre as propostas está reduzir o número de ônibus, com a criação de mais linhas troncais com maior velocidade, contanto com a ampliação dos corredores exclusivos, e uso de veículos maiores como articulados e superarticulados.
O processo de desapropriação das garagens de ônibus das atuais empresas para atrair novos concorrentes também deve continuar.
Tatto não garantiu 100% de frota não poluente, mas disse que o município vai seguir a lei que determina ônibus com formas de tração limpas até 2018.
Com base numa verificação independente concluída no final do ano passado, que mostrou que o retorno das empresas é de 18% como contrato de 2003, a prefeitura estuda formas de reduzir custos e, consequentemente, este percentual de retorno.
O secretário diz que o edital já está sendo elaborado considerando empresas operando ônibus menores no lugar de cooperativas.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

4 comentários em Tatto garante licitação finalizada até junho

  1. Amigos, boa noite.

    Mais uma PREVISIVELLLLLLLLLLLL.

    Vamos aguardar sentados no “banquim durim”.

    Att,

    Paulo Gil

  2. Assim esperamos que mude o sistema ..a qualidade

  3. Espero que a idéia da nova estatal se concretize.

  4. Para fugir do comentário padrão tipo “reclamando do óbvio” ou “o governo não presta”, uma curiosidade que acho que vale a investigação.

    Pelo que li no “Inovação Tecnológica” (um site de respeito sobre tecnologia, tração elétrica em veículos pesados é difícil devido ao peso e a forma de implantação. Por isso que apesar de vermos por exemplo os ônibus da BYD ou os híbridos (diesel-gerador ou tração diesel / tração elétrica), ainda não há tecnologias limpas que satisfaçam a necessidade de um ônibus de alta autonomia e baixo consumo elétrico.

    Há vários projetos (imagino) sobre tração em veículos pesados, como este exposto no site que citei: http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=caminhoes-eletricos&id=010170150211#.VOaOutiwiPx

    Espero que estas tecnologias se consolidem, sejam baratas e com isso podemos chegar em 2018. =)

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: