Paris quer renovar frota e estimular carros e ônibus elétricos

elétricos

Paris quer qualificar serviços de ônibus e incentivar modelos elétricos para reduzir a poluição.

Paris quer eliminar ônibus e carros antigos de circulação e vai gratificar veículos elétricos
Objetivo é reduzir trânsito e poluição
ADAMO BAZANI – CBN
A cidade de Paris deve colocar em prática a partir de junho deste ano, quando se inicia o verão europeu, uma série de medidas para renovar a frota de carros, caminhões e ônibus.
A prefeita Anne Hidalgo, para reduzir o trânsito e a poluição, anunciou nesta quarta-feira, dia 18 de fevereiro de 2015, quer pretende investir na qualificação dos ônibus da cidade e na mobilidade elétrica.
A proposta é não permitir a circulação de carros de passeio registrados antes de 31 de dezembro de 1996, caminhões fabricados antes 30 de setembro de 1997 e ônibus ou comerciais leves com registro anterior a 30 de setembro de 2001.
Quem trocar um carro ou ônibus a diesel por um elétrico ou elétrico híbrido deve receber um bônus de 10 mil euros, aproximadamente 32 mil reais. No entendimento da prefeita, os investimentos valem a pena porque estes veículos emitem menos poluentes e, com isso, além de contribuírem com a melhoria da qualidade de vida, podem ajudar a reduzir os custos com saúde pública ligados à poluição.
A prefeita também deve ampliar as Zonas de Restrição de Velocidade Máxima para organizar o trânsito e reduzir acidentes. Já foi aprovado o limite de 30 quilômetros por hora em ruas da região central.
As medidas são consideradas polêmicas e já enfrentam resistência de parte da opinião pública.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

1 comentário em Paris quer renovar frota e estimular carros e ônibus elétricos

  1. Amigos, boa noite.

    Legal esse O 371 da Renault.

    Sera que a Mercedes vendeu os moldes para a Rensult.

    Essa ideia sera muito bem vinda em Sampa e para a msioria das cidades do interior com buzoes antigoes usados no transporte escolar e dos rurais.

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: