BNDES lança nova linha de financiamento para ônibus e caminhões

Publicado em: 10 de fevereiro de 2015

financiamento ônibus

Ônibus, caminhões e outros bens de capital podem ser financiados por mais uma linha criada pelo BNDES, agora com juros fixos anuais. Também é possível usar a linha para complementar o PSI e assim cobrir até 90% do valor da máquina ou veículo comercial. Foto: Adamo Bazani.

BNDES cria nova linha de financiamento para ônibus e caminhões
Com juros anuais fixos, financiamento pode complementar o PSI e com isso, o valor do bem ser coberto em até 90%
ADAMO BAZANI – CBN
O BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social anunciou nesta segunda-feira, dia 09 de fevereiro de 2015, a criação de mais uma linha de financiamento para bens de capital, entre eles ônibus e caminhões.
A linha terá uma taxa fixa anual que vai ser alterada de acordo com o mês que o financiamento for contratado. Quem por exemplo aderir à opção agora em fevereiro vai pagar 17,24% ano no caso de micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) e 15,74% anuais para demais empresas.
Outra novidade em relação a esta nova linha de financiamento é que ela poderá complementar a cobertura das linhas do PSI – Programa de Sustentação do Investimento, também destinado a bens de capital.
No final do ano passado, a cobertura do PSI sobre o valor da máquina, caminhão e ônibus caiu para 50% a grandes empresas e para 70% no caso das companhias de menor porte.
A nova modalidade pode ser usada junto com o PSI e subir a cobertura de financiamento para 90% do valor da máquina ou veículo de grande porte.
A taxa de juros fixa vai incidir somente sobre a parcela do bem financiada por esta nova linha. O restante continua com as taxas do PSI.
No, entanto, para micro, pequenas e médias empresas, o BNDES vai levar conta as condições do PSI, que são mais vantajosas, como comunicado em nota à imprensa da instituição:
“Na composição do crédito (PSI + taxa de juros fixa), porém, fica mantida a vantagem de custo do financiamento para as MPMEs, já que a participação do BNDES na parcela de financiamento com juros subsidiados do PSI a essas empresas é maior.”
A linha de forma isolada ou em conjunto com o PSI pode ser usada também por transportadores de carga autônomos, no caso, no âmbito do programa ProCaminhoneiro.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Comentários

  1. Paulo Gil disse:

    Amigos, boa noite.

    Essa linha de financiamento tem de ser voltada especificamente para a compra de e-bus nacional, para poluentes nunca.

    Por isso que a industria nacional ta sempre devagar.

    Liberam verbas para multinacionais, enquanto as nacionsi ooooooooooooooooooooooo.

    Alguem lembra da fabrica de carros GURGE ?

    Faliu, sem nenhuma ajuda do tipo Proer.

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta