Passagens de ônibus metropolitanos sobem em Curitiba e região

ônibus

Ônibus metropolitanos têm reajuste no valor das tarifas. Cidades que fazem parte da área da RIT não terão o mesmo valor da capital como ocorria há cerca de 20 anos. Divulgação

Passagens de ônibus da região metropolitana de Curitiba sobem no domingo
Valor vai a R$ 3,30. As outras linhas metropolitanas também terão reajuste no domingo
ADAMO BAZANI – CBN
A Comec – Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba, órgão do governo do estado do Paraná, anunciou que as tarifas de ônibus das linhas entre a capital e as 13 cidades vizinhas da área correspondente à RIT – Rede Integrada de Transporte passa dos atuais R$ 2,85 para R$ 3,30.
Para possibilitar este valor, o governo do estado do estado diz que vai injetar mensalmente R$ 3,8 milhões de subsídios às empresas.
Após impasses entre a prefeitura de Curitiba e o governo do Estado do Paraná em relação ao financiamento das integrações entre as linhas metropolitanas e municipais urbanas, houve uma separação tarifária no sistema. Os valores deixaram de ser unificados. Em Curitiba, nesta sexta-feira, a passagem foi de R$ 2,85 para R$ 3,15 com pagamento em cartão-transporte e de R$ 2,85 para R$ 3,30 para quem paga com dinheiro.
Por mês, as linhas metropolitanas integradas atendem 5,4 milhões de passageiros em 580 ônibus, entre convencionais, ligeirinhos (cor prata com poucas paradas nos trajetos)e com modelos de motor dianteiro, padrons com motor traseiro, articulados e biarticulados.
As tarifas das linhas metropolitanas que não fazem parte da área da RIT também aumentam no domingo. Os valores variam de acordo com a extensão das linhas e municípios atendidos.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

1 comentário em Passagens de ônibus metropolitanos sobem em Curitiba e região

  1. Amigos, boa noite.

    Nem Santo Atraso faz milagre nessa crise.

    Sem $$$$ o mundo não anda, muito menos o buzão.

    Espero que aprenderam a lição e não façam mais filantropia com o dinheiro do contribuinte.

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: