Reunidas foi autuada 1,5 mil vezes em cinco anos, diz ANTT

acidente Reunidas

Ônibus que se acidentou da empresa Reunidas. Segundo a ANTT, companhia nos últimos cinco anos foi autuada 1,5 mil vezes. Foto: Guto Kuerten / Agencia RBS

Reunidas foi autuada 1,5 mil vezes nos últimos cinco anos
Proporção entre multas e fiscalizações é maior que a média nacional, segundo ANTT
ADAMO BAZANI – CBN
A ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres informou que a empresa de ônibus Reunidas, cujo um dos veículos saiu da pista e caiu de uma altura de 20 metros, em Alfredo Wagner, Santa Catarina, no último final de semana, foi autuada 1 mil 500 vezes nos últimos cinco anos. No acidente, nove pessoas morreram.
A maior parte das autuações foi feita porque os veículos não estavam de acordo com os padrões exigidos pela Agência.
Neste período, foram realiadas 38 mil 900 abordagens. O número de 1 mil 500 inconformidades representa 3,8% deste total de fiscalizações, um pouco maior que a média nacional que é de 3% de autuações entre as abordagens.
No posto da ANTT em Florianópolis, Santa Catarina, a proporção, no entanto, foi bem superior à média. Nos últimos cinco anos foram 3 mil abordagens e 350 autos de infração lavrados.
As multas variam entre R$ 1,6 mil e R$ 5,8 mil, podendo ser aumentadas em problemas relacionados a viagens internacionais, como foi no caso do acidente, reincidência ou ocorrências grave, como foi o acidente também.
Especificamente sobre o acidente, a ANTT diz que aguarda laudo da perícia.
O ônibus saiu de Posadas, na Argentina, com destino a Florianópolis. O acidente ocorreu por volta das 3h30 da madrugada no quilômetro 107 da BR-282, mas o ônibus tinha autorização para circular pela BR-470.
A Polícia investiga se a alta velocidade pode ter contribuído para o acidente. No momento do acidente, o ônibus estaria a 73 km/h, mas logo depois que saiu da pista chegou a 122 km/h.
O veículo era ano 2006 e tinha dez anos de vida útil, segundo a empresa.
Em dezembro, a ANTT diz ter recebido 299 reclamações, algumas delas por velocidade excessiva.
Em nota, a empresa diz que faz treinamentos dos motoristas e que muitas destas multas tiveram recursos.
“A Reunidas reafirma seu compromisso permanente com a segurança de motoristas e passageiros e trabalha constantemente para a melhoria de infraestrutura e serviços, garantindo maior qualidade. A empresa recorreu de diversas autuações por considerar que não estavam corretas e reafirma o compromisso de buscar sempre a melhoria na qualidade dos serviços”.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

4 comentários em Reunidas foi autuada 1,5 mil vezes em cinco anos, diz ANTT

  1. Amigos, boa noite.

    1) E comprovado que multa nao serve pra nada, pois paga-las e mais barato do que realizar reparos.

    2) Do numero apresentado, sao 300 multas / ano ou 25/ mes, ou seja, quase 1/dia; desconheco se esses numeros estao dentro dos padroes da ANTT, mas em se tratando de seguranca, um termo de ajuste de conduta seria mais produtivo.

    Seguranca e igual gravidez.

    Nao existe meia gravida ou meia seguranca.

    O buzao fazia uma linha internacional e ja tinha 8 anos de uso, bem proximo do fim do prazo de vslidade, oque associado com o numrto de multss com certeza merecia uma vistoria correta.

    ANTT, pra que?

    Para lavrar multa e dizer que 8000 buzao rodoviario da conta do servico fos trechos …

    Saliento que exceto abusos, ninguem sai de casa para bater o carro e muito menos o buzao.

    Vamos aguardar o redultado do laudo perivia.

    Sera que a ANTT nao dormiu no ponto ?

    Att,

    Paulo Gil

    • 1) Multa resolve se fosse cobrada da população o pagamento do mesmo. Pagar não é nada barato, além de “sujar o nome” caso mantenha a multa em aberto (meu caso – tenho duas multas à pagar em relação a problemas que tive com minha antiga moto – pior que não tenho muito como pagar estas multas, até porque os juros hoje estão impraticáveis… ).

      2 e restante) “fazer multa” não deveria ser comum. E não duvido que o que aconteça com a Reunidas aconteça com outras empresas.

      O restante do comentário vou deixar à parte.

  2. Nunca tinha parado para pesquisar sobre a qualidade da Reunidas. Depois vou pesquisar com mais calma. Se há muitas reclamações, é porque há problemas… E olha que penso em usar o serviço deles para algumas viagens no futuro.

    Fora isso, fico me perguntando sobre outras empresas. Não é só a Reunidas que trabalha com problemas de qualidade de veículo ou motorista não cuidadoso.

    Hoje tá uma de “pisar fundo”… se alguém ficar alguns instantes nos pedágios com controle de velocidade, verá velocidades de até 80/90 km/h registradas na passagem.

    As vezes acho que há algum acordo oculto entre as empresas, a ANTT e as Polícias Rodoviárias para omitir certos tipos de abusos dos condutores de ônibus.

    Não que eu seja contra um ônibus rápido, mas sim que há dois pontos: quanto mais rápido um ônibus anda em uma rodovia, mais ele pode sofrer com as forças naturais: vento, gravidade, atrito, etc… E o mínimo erro pode se transformar em um acidente grave. Bons motoristas sabem os pontos certos da rodovia e andam de forma rápida mas segura em retas, e bem mais seguras em curvas.

    Basta ver: se um condutor segura o braço direito em outro lugar, ou faz esforço durante uma curva, significa que a curva é perigosa e ele está indo rápido.

    Já vi motoristas de ônibus também abusando demais no celular. E isso hoje noto que as pessoas tiram fotos e mandam para as redes sociais.

  3. O que tenho a dizer desta Empresa Reunidas,não é nada satisfatório. Os últimos 5 anos tenho
    usado frequentemente esta Empresa até o norte da Argentina, não por opção, mas sim por necessidade, e quero deixar claro, que é uma Empresa que deixa a desejar e muito, tanto
    pela má qualidade dos ônibus, por serem muito antigos, e baterem igual lata velha, sem conforto segurança, colocando em risco a vida das pessoas
    Portanto peço a ANTT,que se diz fiscalizar, que venha a fazer a sua parte, fiscalizando com mais dedicação realmente.
    Observo que no Brasil o motorista viaja a noite toda sózinho, Sugiro que a ANTT venha a analisar com carinho, e que de uma vez por todas, venha reduzir as horas dos motoristas nas viagens noturnas,ou pelo menos colocar 2 motoristas por viagem como na Argentina.
    Bem, também está na hora de entrar uma outra Empresa, neste trajeto Florianopolis / Posadas Argentina, e também Joinville´/ Santa Rosa, ou abrir alguns horários semi-diretos ou diretos
    em alguns dias durante a semana.
    Porque ninguém merece viajar 20hrs de Joinville até São Borja, com mais de 20 a 30 paradas .
    Que esta Empresa Reunidas, deixe de ser unha de fome, querendo lotar estes onibus e passando em todas as cidades do interior do Rio Grande do Sul, colocando em risco os passageiros
    Aguardo uma solução breve

1 Trackback / Pingback

  1. VANDALISMO: Mais um ônibus é queimado. E qual a posição da justiça?? | Nosso transporte público

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: