Empresas de Belo Horizonte recorrem de decisão que suspendeu aumento

ônibus

Ônibus em Belo Horizonte. Consórcio entra com recurso para derrubar liminar que revogou reajuste de tarifas.

Empresas de ônibus querem retorno de aumento da passagem em Belo Horizonte
Viações querem derrubar liminar que suspendeu reajuste. Consórcio entrou na Justiça
ADAMO BAZANI – CBN
O Consórcio Dez, de Belo Horizonte, entrou nesta segunda-feira com recurso para derrubar liminar do Tribunal de Justiça de Minas Gerais que na última sexta-feira atendeu pedido do Ministério Público e de movimentos sociais e suspendeu o aumento em passagens de ônibus suplementares na cidade.
O consórcio é formado pelas empresas Betânia Ônibus Ltda, Auto Ônibus Nova Suissa Ltda, Coletivos São Lucas Ltda, Transporte Coletivo Belo Horizonte Ltda (Transcbel), Via BH Coletivos Ltda, Via Oeste Transportes Ltda,Viação Paraense Ltda, Viação Santa Edwiges Ltda, Viação Sidon Ltda e Viação Zurick Ltda.
Os ônibus suplementares são de menor porte e também as tarifas são mais baixas, mas foram reajustadas em 29 de dezembro do ano passado.
A decisão do desembargador Elias Camilo Sobrinho não abrange a tarifa de ônibus principais, que foi reajustada de R$ 2,85 para R$ 3,10.
No entanto, o Ministério Público e movimentos sociais, como o “Coletivo Margarida Alves” já moveram ações contra a tarifa das linhas principais que correspondem a 80% do sistema.
Entre as alegações aceitas pelo desembargador que de forma liminar determinou a volta dos valores antigos para as tarifas suplementares são de que no ano passado houve dois aumentos (abril e dezembro), que o aumento foi determinado por uma portaria da gestora BHTrans e não assinado pelo prefeito Márcio Lacerda e de que o índice foi superior ao acumulado da inflação.
As empresas temem que a redução das tarifas dos serviços suplementares seja um precedente em outra ação proposta pelo MP, reduzindo o valor das tarifas do ônibus principais.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

1 comentário em Empresas de Belo Horizonte recorrem de decisão que suspendeu aumento

  1. Amigos, boa noite.

    Eu admito, para ser empresario de buzao no Brasil, precisa ter muiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiita paciencia, mas muiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiita mesmo, nem tanto o capital.

    Haja paciencia.

    “Depois que a boiada saiu pela porteira, nao adianta por tranca e nem fazer mata burro.

    Quanta lenga lenga.

    Arrrrrgh.

    Att

    Paulo Gil

1 Trackback / Pingback

  1. Justiça nega pedido do MP para revogar reajuste de tarifa principal em BH | Blog Ponto de Ônibus

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: