Tatto diz que “aluno rico” de universidade pública deve pagar ônibus

ônibus

Ônibus municipal em São Paulo. Tatto diz que aluno “rico” de universidade pública deve pagar passagem. Foto: Adamo Bazani.

Tatto diz que “aluno rico” de universidade pública deve pagar passagem
Para secretário municipal de transportes, gratuidade para universitários tem de ser baseada em renda
ADAMO BAZANI – CBN
O secretário municipal de transportes de São Paulo, Jilmar Tatto, disse nesta terça-feira, dia 07 de janeiro de 2015, que “aluno rico” em universidade pública deve pagar passagem de ônibus no atual modelo de meia tarifa: R$ 1,75.
“O cara é rico? Tem que pagar a passagem. O cara tem dinheiro, não vai pagar a passagem? Tem que pagar. A tarifa zero é para quem precisa. Você tem estudantes de ensino fundamental e médio, e desses cursos técnicos públicos, esses têm a tarifa zero. Mas o estudante da universidade pública, o corte de renda, a grande maioria, não sei se mudou um perfil, é um pessoal de alta renda ” – declarou Jilmar Tatto.
O secretário de transportes ainda afirmou que em São Paulo o que vai determinar se os alunos de universidades públicas devem ou não contar com o passe livre é a renda familiar per capita, de 1,5 salário mínimo, aproximadamente R$ 1 mil 360.
A gratuidade, que fará parte da conta dos subsídios às empresas neste ano, deve ser destinada a 505 mil alunos da cidade, dos quais 360 mil são de rede pública e 145 mil na rede particular, que são considerados de baixa renda, como cotistas ou estudantes inscritos no ProUni e Fies.
Tatto ainda declarou que a prefeitura pode até mesmo exigir dos alunos de universidades públicas, declarações e comprovações de renda para o direito à gratuidade.
Estado e prefeitura querem unificar as regras do passe-livre e discutem ajustes e detalhes para que os direitos e exigências no sistema municipal de ônibus da Capital Paulista sejam os mesmo que nos trens da CPTM, Metrô, ônibus e trólebus gerenciados pela EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

4 comentários em Tatto diz que “aluno rico” de universidade pública deve pagar ônibus

  1. O senhor Tatoo, tem que razão, mas também precisa cobrar qualidade das empresas de transportes ontem dia 07/01/2015, estava voltando para casa num ônibus lotado e cheio de goteiras isso eram umas 19:30hs, alem do ônibus demorar quase 15 minutos para sair e o pior o cobrador so entrou no ônibus quando o motorista deu a partida, quem tinha bilhete para validar e passageiros que iriam pagar em dinheiro mesmo estando na frente da fila viajaram em pé, a linha e a porcaria da 4311-10 viação VIP que de VIP so tem o nome, passagem a R$ 3,50 para andar nesta porcaria e cara, senho secretário mande fiscalizar esta empresa que ficou com o monopolio da zona leste, ela não tem qualidade para assumir a zona leste sozinha, ela tem 02 linhas garotas propaganda, que já andam lotadas inclusive já dobraram os intervalos que e a 4310 e 4313 o resto e lixo, agora a 4311, 4312, 4314 etc…., são so ônibus tranqueiras, agora as linhas Pinheiros e Butanta e so ônibus novos, isto e ou não e tratamento desigual para não dizer seletivo, sendo que pagamos o mesmo valor na pssagem, para termos um serviço desigual, a empresa tem que receber proporcional aos serviço prestado, a pssagem na zona leste teria que ser de R$ 2,00 estava mais do que justo porque andamos em ônibus super lotados, sujos e velhos.

  2. Aluno rico e aluno pobre da USP já não pagam passagem para chegar até o metrô Butantã.
    Enquanto isso, alunos da Unifesp e UFABC têm de usar os lixos da EMTU e CPTM, pagando caro e são taxados de “ricos”. Pelo Amor de Deus secretário. Aluno rico, seja da USP ou das outras não vão deixar de usar o carro para andar nesse serviço lixo que vocês e a pasta estadual oferecem. Agora aqueles que por acaso fizerem estágio e ganham R$ 1450,00 para ser mão de obra barata das empresas privadas são os novos ricos da nossa cidade. Ah, mas enquanto isso o tal secretário ganha R$ 19.328,82 e certamente não utiliza os ônibus da Express para ir ao trabalho, estudar, etc. Tá certinho secretário.

  3. Amigos, boa noite.

    Gente, já estamos indo para 2016.

    Aluno rico vai para as universidades ou faculdades de carro.

    Nenhum aluno rico do Brasil, vai utilizar buzão; e talvez nunca utilizaram.

    Essa piada foi ótima.

    Tanta coisa pra se preocupar, a exemplo do que Portugal fez, “n” anos luz a frente de Sampa;
    vão se preocupar com algo que nem existe.

    Att,

    Paulo Gil

  4. Acho que aluno rico deveria pagar universidade publica não só o transporte.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: