NOVELA: TCM suspende pela SEGUNDA VEZ licitação de Corredores de Ônibus em São Paulo

Edson Simões TCM

Edson Simões, presidente do TCM – Tribunal de Contas do Município, que pela segunda vez, suspende a licitação para os corredores de ônibus em São Paulo, podendo de fato comprometer a meta de construir 150 quilômetros deste espaço para os passageiros de transporte público até 2016. Agestado.

NOVELA: TCM barra pela segunda vez corredores de ônibus em São Paulo
Decisão do Tribunal de Contas do Município pode atrasar licitação dos corredores Norte/Sul, Perimetral Bandeirantes, Radial Leste, Itaim Paulista, além de terminais de ônibus. Confira a relação ao longo da reportagem
ADAMO BAZANI – CBN
Parece notícia velha, mas não é.
A novela da construção dos corredores de ônibus de São Paulo e o TCM – Tribunal de Contas do Município, que parecia ter registrado seu final após a prefeitura desmembrar a licitação das obras, ganha mais um capítulo, muito parecido com o do início do ano e tão preocupante quanto para a administração municipal, podendo comprometer a meta de construção de 150 quilômetros de corredores até 2016.
Nesta sexta-feira, dia 19 de dezembro de 2014, o TCM barrou, pela segunda vez, a licitação de corredores para trânsito rápido de ônibus e a construção de terminais, obras avaliadas em R$ 2,4 bilhões, que somam 41,4 quilômetros.
E novamente, o presidente do TCM, Edson Simões, diz no documento assinado por ele que faltam comprovações de verbas para as obras e indicações dos recursos para pagar as desapropriações para a instalação dos corredores.
O TCM ainda recomendou que a gerenciadora do sistema, responsável pela licitação, SPTrans – São Paulo Transporte, também verifique novamente a capacidade econômico-financeira das licitantes, que já foram aprovadas num processo de pré-qualificação, desde o ano retrasado. A SPTrans deve também estipular prazos para a primeira ordem de serviço dos corredores para que o cronograma e o projeto-executivo das obras sejam aprovados.
A São Paulo Transporte tem quinze dias para retornar os questionamentos do TCM. Em nota, a SPTrans informou que vai providenciar todas as respostas no prazo exigido pelo Tribunal de Contas do Município.
NA ÚLTIMA HORA:
O TCM decidiu suspender a licitação dos corredores de ônibus novamente no último dia antes dos conselheiros entrarem de férias. A abertura dos envelopes para definir os responsáveis pelas obras estava marcada para o dia 05 de janeiro de 2015. Como o TCM entra de recesso, decidiu então tomar a decisão nesta sexta-feira, 19 de dezembro de 2014.
CORREDORES E TERMINAIS QUE PODEM SER PREJUDICADOS:
A licitação de R$ 2,4 bilhões de corredores e terminais que foi suspensa pelo TCM nesta sexta-feira abrange trechos importantes de corredores e terminais previstos pela prefeitura e dependendo da agilidade dos conselheiros em analisar as respostas da SPTrans pode ser jogada fora a possibilidade do cumprimento da meta de 150 quilômetros de corredores até 2016, uma das principais bandeiras da campanha de Fernando Haddad quando disputava o cargo de chefe do executivo paulistano.
Nos bastidores, a preocupação da prefeitura é muito grande.
No dia 08 de janeiro de 2014, o TCM barrou uma licitação de R$ 4,7 bilhões que somariam 128 quilômetros de corredores, além de terminais.
A SPTrans também teve 15 dias para se justificar. O TCM não dava a resposta. Para não atrasar ainda mais o cronograma, no fim de junho, a prefeitura então decidiu refazer toda a licitação e desmembrou a concorrência em mais lotes.
Desta vez, os corredores e terminais que podem ter as obras atrasadas são:
– Trecho 2 do Corredor Norte/Sul, entre a Praça das Bandeiras e a Avenida dos Bandeirantes.
– Trecho 2 do Corredor Perimetral Bandeirantes/Avenida Salim Farah Maluf.
– Trecho 3 do Corredor Radial Leste, em Guaianases.
– Trecho 2 do Corredor Itaim Paulista/São Mateus.
– Trecho 3 do Corredor Itaim Paulista/São Mateus.
– Terminal de Ônibus Jardim Miriam, na zona Sul.
– Terminal de Ônibus Anhanguera, na zona Oeste.
– Terminal de Ônibus Itaim Paulista (para atender o padrão do corredor).
– Terminal de Ônibus São Mateus (também para atender o padrão do corredor).
DINHEIRO:
A suspensão pelo TCM ocorreu bem no dia que a Câmara Municipal de São Paulo aprovou o Orçamento da cidade de R$ 51,39 bilhões, que prevê investimentos de R$ 7,8 bilhões, dos quais R$ 1,034 bilhão para mobilidade urbana, com prioridade para corredores de ônibus.
Além disso, na última semana de junho, o Governo Federal anunciou aproximadamente R$ 3 bilhões em verbas do PAC – Programa de Aceleração do Crescimento para as obras de corredores de ônibus.
A proposta é que estes espaços sejam BRTs (Bus Rapid Transit) de fato, com estações dotadas de plataformas com o piso no mesmo nível do assoalho dos ônibus, evitando degraus nos veículos, painéis eletrônicos com informações sobre a chegada dos ônibus, total abrigo do calor e da chuva, pré-embarque com o pagamento da tarifa na estação e não no ônibus, pontos de ultrapassagem no trajeto para evitar longas filas de ônibus nas paradas, pavimento rígido para suportar o peso dos coletivos e real segregação do trânsito, com a possibilidade do uso de veículos maiores, com o articulados, superarticulados e biarticulados.
SITUAÇÃO ATUAL DOS CORREDORES:
De acordo com a prefeitura de São Paulo, já estão em obras 37,5 quilômetros de corredores de ônibus, que tiveram início em julho. A maioria foi licitada na gestão anterior, de Gilberto Kassab.
ACOMPANHE CADA UM DELES:
*** CORREDORES DE ÔNIBUS QUE JÁ ESTÃO EM OBRAS:
– Inajar de Sousa: 14,6 quilômetros de extensão.
– Ponte Baixa: 3,1 quilômetros de extensão.
– Berrini – trecho 1: 3,3 quilômetros de extensão.
– Estrada M’Boi Mirim/Santo Amaro: 8 quilômetros de extensão.
– Binário Santo Amaro: 8,5 quilômetros de extensão.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

11 comentários em NOVELA: TCM suspende pela SEGUNDA VEZ licitação de Corredores de Ônibus em São Paulo

  1. Para que serve o Tribunal de Contas? Só para encher a paciência? Quanto ganham os ministros do TCM? Qual será a marca de seus luxuosos carros com ar condicionado? Inúteis.

  2. Amigos, bom dia.

    Vai atrasar nao, JA ATRASOU.

    Pode comprometer nao, JA COMPROMETEU.

    Se a fiscalizafora nao consegue gerir multinha baiquinha, como vai qurr elaborar uma livitacso dessa complexidade ?

    Ja que o TCM, tem o poder da caneta, nada mais produtivo do o proprio TCM elaborar essa licitacso, afinal competencia tecnica nao falta.

    GENTE SOLTEM O FREIO DE MAO DO BUZAO DE SAMPA E OAREM DE JOGAR OLEO NA PISTA DO BUZSO TSMBEM.

    QUEM NAO AJUDA, NAO ATRAPALHA.

    Sera que e tao dificil saber que para se construir uma casa a condicao primaria e ter um terreno ?

    Estamos no pais da Alice das Maravilhas ou no pais do Buzao Atrapalhado.

    Nooooooooosa …

    Att,

    Paulo Gil

  3. Ádamo, por favor, quais são os corredores que já estão licitados e que o TCM não pode mais barrar?

    Obrigado

    • São estes no final da reportagem em execução. Antes das obras, mesmo os já licitados, o TCM pode inclusive dar pareceres, o que não é muito comum, mas pode acontecer.

      • Amigos, bom dia.

        O corredor Inajar de Souza já existe há décadas, reforma basiquinha não deve entrar no computo dessa conta de novos corredores.

        Att,

        Paulo Gil

  4. Bom dia!

    Ja disse e repito: O TCM está sabotando os planos da mobilidade em SP. Não adianta: enquanto for possivel, nada irá sair do papel. E digo mais: è bem arriscado que quando faltar 6 meses para o fim do mandado do atual prefeito, “finalmente” eles resolvam permitir tais obras. Claro, pois assim não haverá tempo habil nem mesmo para contratar as empresas de concreto.

    Logo meus amigos, sinto dizer: ESQUEÇAM!! Comprem um carro, é isso que eles querem.

  5. Este tribunal de contas deveria é FECHAR não serve para nada só para atrasar obras.

  6. Pra variar atrasos de novo,porém vamos combinar se já barrou uma vez a SPtrans incompetente deveria já saber onde errou e não errar de novo chega a ser piada né,

    Adamo porque ai na lista não esta o corredor Radial Leste 1 e 2?Já que estão licitados?

  7. Adamo só citei isso devido ele não estar na lista das obras em andamento por isso estranhei.

3 Trackbacks / Pingbacks

  1. Haddad admite que os 150 quilômetros de corredores de ônibus podem não ficar prontos até 2016 | Blog Ponto de Ônibus
  2. Haddad crê que não irá entregar os 150 km de corredores até 2016 | Nosso transporte público
  3. Região central de São Paulo recebe mais faixa de ônibus | Blog Ponto de Ônibus

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: