Projeto permite troca de livros em terminais de São Paulo

ônibus

Ônibus em São Paulo. Projeto permite troca de livros em terminais da Capital Paulista. Foto: Adamo Bazani

Projeto permite troca de livros em terminais de ônibus
Atualmente são 10 terminais com o Projeto Livro na Faixa. Até janeiro, livros devem estar disponíveis nos 29 terminais municipais
ADAMO BAZANI – CBN
Andar de ônibus na cidade de São Paulo pode também ser uma boa oportunidade para ter acesso à literatura.
A SPTrans – São Paulo Transporte, gerenciadora do sistema da Capital Paulista, anunciou nesta quinta-feira, dia 27 de novembro, o início do Projeto Livro na Faixa, em dez terminais da cidade: A.E. Carvalho, Bandeira, Campo Limpo, Capelinha, Carrão, Grajaú, Guarapiranga, Lapa, Pirituba e Santo Amaro. Já são 3 mil 500 livros à disposição, todos doados para a iniciativa.
A prefeitura estima que até janeiro, os 29 terminais municipais ofereçam os estandes.
Os passageiros podem pegar os livros nos terminais. A proposta é fazer com que os títulos percorram diferentes regiões da cidade, conforme os itinerários, ampliando o número de pessoas com acesso aos títulos.

Em nota, a SPTrans, explica como funciona o proejto:
“A ideia é que as obras tenham rotatividade criando um grande círculo de leitura. Os leitores poderão apanhar os livros, sem a obrigação de devolver, mas serão incentivados a repassar e, depois de ler, doar novos títulos. Todas as pessoas poderão levar para casa a obra que mais gostar, sem precisar de qualquer cadastro ou carteirinha. A devolução do livro pode ser feita em qualquer dos terminais que integram o projeto. Para doar é muito fácil: basta levar o livro (literatura nacional ou estrangeira) até uma das estantes ou entrar em contato com o departamento responsável pelo projeto marketing@sptrans.com.br. Não é necessário que o título seja novo, basta estar em boa condição de leitura.O Livro na Faixa conta com a participação de vários parceiros como o SPUrbanuss – sindicato das empresas de ônibus, a livraria Rede Leitura, a distribuidora Casa dos Livros e as empresas operadoras do sistema de transporte coletivo Ambiental, VIP Leste, MobiBrasil, Cidade Dutra, Transkuba, Gatusa, Gato Preto, Santa Brígida e Transpass.”
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: