Com críticas ao Governo Federal, NTU entrega carta de propostas aos presidenciáveis

ônibus

Ônibus urbanos. Empresas fazem críticas ao Governo Federal e propõem alternativas para melhoria dos transportes públicos. Foto: Adamo Bazani

Com críticas ao Governo Federal, NTU entrega carta com propostas aos presidenciáveis
Entidade diz que Política Nacional de Mobilidade Urbana patina em burocracia, mas destacou avanços
ADAMO BAZANI – CBN
Um cenário com perspectivas de melhorias, mas com muitas pendências e necessidade de menos discursos, burocracia e de mais ações práticas.
É esse o diagnóstico que a NTU – Associação Nacional dos Transportes Urbanos faz do atual quadro da mobilidade no País.
A entidade, que reúne aproximadamente 500 empresas de ônibus em todo o País, destacou que nos últimos anos houve avanços com maior participação do Governo Federal no tema. No entanto, há muitas pendências.
O Pacto Nacional pela Mobilidade Urbana, na visão da NTU, ainda patina na burocracia estatal, focando em projetos caros e estruturantes que não respondem de uma maneira rápida às necessidades da população em relação às melhorias e barateamento dos serviços de transportes públicos.
A Mobilidade Urbana foi um dos pactos anunciados pela presidente Dilma Rousseff após as manifestações de junho de 2013.
Abordando estes e outros problemas ainda presentes no setor, a NTU enviou uma carta aos candidatos à presidência da República com sete propostas para a melhoria dos transportes públicos. A carta traz uma retrospectiva dos últimos 20 anos no setor.
A queda no número de passageiros de ônibus, a redução em média de 50% na velocidade dos transportes públicos, falta de prioridade ao transporte público no espaço urbano e da aplicação de uma tarifa justa também são críticas apresentadas pela NTU.
Em nota, o presidente da NTU, Otávio Cunha, diz o transporte público de qualidade custa caro, mas é fator fundamental para o desenvolvimento econômico e social da nação brasileira.
“É preciso de haja um comprometimento das lideranças políticas do país em relação ao transporte coletivo urbano. Investir na melhoria do serviço significa mais qualidade de vida e aumento da produtividade de todos os setores econômicos instalados nas áreas urbanas”, ressalta Cunha na nota.
As proposições da NTU são:
• Priorizar o transporte coletivo sobre o transporte individual no sistema viário.
• Avançar na construção de redes de transporte modernas, integradas, multimodais, racionais e de alto desempenho.
• Garantir a continuidade dos investimentos federais, estaduais e municipais na infraestrutura destinada aos transportes públicos coletivos.
• Prosseguir na desoneração dos tributos federais, estaduais e municipais incidentes sobre os serviços e sobre os insumos do setor.
• Utilizar os orçamentos públicos para custear os benefícios tarifários que tanto sobrecarregam os usuários comuns.
• Instituir um fundo com recursos dos combustíveis para subvencionar o transporte público coletivo viabilizando um transporte de qualidade com tarifa acessível à toda a população, ou seja, distinguir a tarifa pública cobrada dos usuários da tarifa de remuneração do operador.
• Implantar uma política de preços reduzidos para o óleo diesel consumido no transporte público urbano e de caráter urbano por ônibus.
Outra crítica do setor é a falta de políticas de preços que desonerem o transporte público.
“A inflação do transporte público no país foi quatro vezes maior que a inflação do transporte individual nos últimos 10 anos. Enquanto o preço da tarifa de ônibus subiu 111% no período de 2002 a 2012, o IPCA que mede a inflação subiu 82,9%, o preço do carro novo subiu apenas 6,3% e a gasolina 43,9%.” – diz a nota
A carta na íntegra você pode conferir neste link:

Adamo_Ponto-Onibus-presidenciaveis- NTU

Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

1 comentário em Com críticas ao Governo Federal, NTU entrega carta de propostas aos presidenciáveis

  1. Amigos, boa noite.

    E bom lembrar que em todo o conteudo do blog tambem tem uma grande lista de obrigacoes das empresas de buzao que tsmbem devem ser executadas, prinvipalmente a higienizacao interna.

    Com relacao a burocracia, esta nao atrapalha so o buzao, a burocracia atrapalha o BRASIL, alem de tornar o controle e a gestao impraticavris, talvez esse seja o objetivo pelo visto.

    Saudades do ilustrissimo Ministro da Desburocratizacao, Sr. Helio Beltrao.

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: