Ônibus ficaram 68,7% mais rápidos em novas faixas exclusivas de São Paulo

ônibus

Ônibus ganham 68,7% de velocidade médica com novos trechos de faixas, segundo novo estudo da CET.

Ônibus tiveram aumento de 68,7% de velocidade em 66 trechos de faixas exclusivas, diz estudo da CET revelado nesta segunda-feira
Segundo a companhia, na Ponte do Jaguaré, foi registrado o maior ganho, de mais de 300%
ADAMO BAZANI – CBN
Os ônibus em São Paulo ficaram 68,7% mais rápidos nas mais recentes faixas exclusivas, de acordo com levantamento da CET, divulgado nesta segunda-feira, dia 08 de setembro de 2014.
A Companhia de Engenharia de Tráfego realizou a medição de tempo de viagem dos ônibus em 66 trechos inaugurados entre os dias 13 de janeiro e 22 de agosto deste ano, que somam quase 60 quilômetros de extensão.
A velocidade média dos veículos de transporte coletivo subiu de 12,4 quilômetros para 20,8 quilômetros por hora
As medições foram feitas uma semana antes da implantação de cada faixa e na primeira semana de implantação.
De acordo com o estudo, o maior ganho foi na ponte do Jaguaré. Aumento de 317,3 por cento.
Os técnicos da CET usaram cronômetros para acompanhar o desempenho dos ônibus.
A cidade recebeu desde janeiro de 2013, 356 quilômetros e 400 metros deste tipo de espaço para o transporte público.
Antes, a cidade tinha 105 quilômetros, totalizando agora 461 quilômetros e 400 metros de faixas exclusivas para ônibus.
De São Paulo, Adamo Bazani
CONFIRA NOTA COMPLETA DA CET:
Velocidade média em faixas exclusivas implantadas este ano tem ganho médio de 68,7% para o transporte coletivo

A CET concluiu a medição em 66 trechos de faixas exclusivas, num universo de 59,3 Km. A velocidade média aumentou de 12,4 Km/h para 20,8 Km/h em dados coletados antes da implantação das faixas e na semana após a ativação dos projetos

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) acaba de concluir uma nova amostragem a respeito da velocidade média praticada pelos ônibus nas faixas exclusivas. Neste novo cenário, a pesquisa foi feita em 66 trechos de faixas exclusivas inauguradas entre o dia 13 de janeiro e 25 de agosto de 2014, que representam 59,3 Km aproximadamente. A amostragem revela um crescimento de 68,7% na velocidade média desempenhada pelos ônibus, com aumento de 12,4 Km /h para 20,8 Km/h.
O trabalho foi feito pela equipe de operação da Companhia e as velocidades foram medidas através de cronômetro.
Em cada uma das faixas pesquisadas a medição foi feita uma semana antes da implantação da faixa exclusiva e ao longo da primeira semana de ativação do trecho. O melhor resultado entre todas as faixas inauguradas este ano pôde ser observado na ativação da Ponte do Jaguaré, com melhora de 317,3% na velocidade média dos coletivos. Antes da implantação, a velocidade média no trecho era de 10,8 Km/h. Após a segregação de pista, a velocidade média subiu para 44,9 Km/h.
A faixa da Ponte do Jaguaré foi inaugurada no dia 31 de março. Pelo local, no trecho onde a faixa foi implantada, circulam 12 linhas de ônibus municipais no sentido Centro, transportando 50.508 passageiros por dia útil. A frequência média é de 52 ônibus/hora pico. Já no sentido Bairro, passam 12 linhas de ônibus, levando 51.202 passageiros, numa freqüência média de 49 ônibus/hora pico.
As faixas exclusivas implantadas na Região da Vila Mariana também apresentaram bons resultados no desempenho dos coletivos. Na Avenida Lins de Vasconcelos, por exemplo, no trecho entre a Avenida Lacerda Franco e a Rua Coronel Diogo, o aumento foi de mais de 140% – a velocidade média subiu de 12,1 para 29,3 Km/h.
Em uma das mais recentes faixas exclusivas implantadas, no trecho urbano da Via Anchieta, na Zona Sul da cidade, o estudo sobre a velocidade dos ônibus mostrou que a implantação do projeto resultou em ganho médio de 84,7% na velocidade dos ônibus na faixa em direção à São Bernardo do Campo (Bairro). A velocidade média passou de 9,9km/h para 18,4 km/h.

Já em relação ao sentido contrário, em direção ao Ipiranga (Centro), o ganho foi menor, mas ainda assim significativo. Os ônibus passaram a circular com velocidade média de 25,4 km/h ante 20,8 km/h antes da implantação da faixa, com aumento de 22%.

A faixa exclusiva da Via Anchieta tem 1,5 km de extensão e funciona desde o dia 18 de agosto deste ano em ambos os sentidos, de segunda a sexta-feira, das 6 às 9 horas e das 17 às 21 horas, da seguinte forma:

No sentido São Bernardo do Campo, no trecho entre a Rua Américo Samarone e a Rua Ribeirão Bonito e no sentido Ipiranga, entre a Rua Budapeste e a Rua Marquês de Maricá.

Pela Via Anchieta, no trecho da implantação, circulam 10 linhas de ônibus intermunicipais, com freqüência média de 61 ônibus/hora intermunicipais, transportando 51 mil passageiros em média por dia útil.

Em relação ao transporte público municipal, passam cinco linhas de ônibus, levando em média 51 mil passageiros/dia útil, numa freqüência de 36 ônibus por hora.

Monitoramento

A Engenharia de Campo da CET segue acompanhando o desempenho dos projetos, observando a fluidez e a segurança do trânsito, podendo ser feitas adequações sempre que necessário.

6 comentários em Ônibus ficaram 68,7% mais rápidos em novas faixas exclusivas de São Paulo

  1. Helio Jacinto Pereira // 8 de setembro de 2014 às 16:47 // Responder

    Achei estranho é citado que : “Os onibus ganham 68,7% de Velocidade Médica”. Sera que houve um erro de digitação ? Outra coisa a EMTU quando se ligava 08007711800 informava que: “em breve estaremos fornecendo o Bilhete Sênior para pessoas entre 60 e 64 anos”, agora esta informação foi RETIRADA e é citado que o Bilhete Sênior só sera fornecido para pessoas que já completaram 65 anos. Sera que a Lei que garantia o direito dos idosos que já completaram 60 anos perdeu a validade ?

  2. Amigos, boa noite.

    Ideeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeia de Paulo Gil.

    Ta postada aqui no Blog, antes de fazer.

    Na Av. Jaguare, deve ser somado um monte de linhas da EMTOSA que utilizam a faixa.

    Quanto ao resultado da Av. Jaguare, este era PREVISIVELLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL.

    Agora falta corrigir o horario da faixa da Corifeu.

    Att,

    Paulo Gil

  3. Sem hipocrisia Haddad faltam os corredores,ao menos tem que ser feitos em duas regiões diferentes como ZL e ZN.

  4. Não deveria haver faixa na Anchieta, o que adianta o ônibus ganhar 5 minutos no trecho urbano e perder 30 minutos até conseguir chegar lá.
    Em função dessa faixa, houve afunilamento para entrar na Anchieta.

    Muita gente está chegando atrasado no trabalho em função disso!
    Uma obra é feita para agradar o máximo de pessoas, neste caso da faixa de ônibus houve uma divisão entre os favoráveis e não favoráveis na Anchieta!

  5. Queria que os tecnicos mostrassem não o tempo ganho apenas no 1,5 km, mas o tempo total da viagem entre os pontos iniciais e finais que se utilizam da faixa da Via Anchieta, se diminuiu o mesmo percentual alardeado. Adamo você que é jornalista e conhece o caminho das pedras, poderia fazer esta pergunta.

1 Trackback / Pingback

  1. Les embarras de São Paulo | Braises

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: