São Paulo recebe mais 2,5 quilômetros de faixas exclusivas para ônibus nesta segunda 25/08

ônibus

Ônibus em São Paulo. Implantação de faixas continua, mas corredores não avançam. Foto: Adamo Bazani.

São Paulo recebe mais 2,5 quilômetros de faixas exclusivas para ônibus nesta segunda-feira
Espaços são na zona Oeste e no centro de São Paulo. Corredores permanecem sem avançar
ADAMO BAZANI – CBN
A cidade de São Paulo recebe nesta segunda-feira, dia 25 de agosto de 2014, mais dois quilômetros e quinhentos metros de faixas exclusivas para ônibus.
O maior espaço é na Avenida do Rio Pequeno, na zona Oeste.
A nova faixa funciona em ambos os sentidos, de segunda à sexta-feira, das 6 às 9 horas no sentido Centro e das 17 às 20 horas em direção ao Bairro, no trecho entre a Rua Maria Tereza Nascimento de Azevedo e a Avenida Corifeu de Azevedo Marques.
Pela Avenida do Rio Pequeno, no trecho desta implantação, circulam 14 linhas de ônibus que transportam diariamente 85 mil pessoas por dia útil.
A Rua Barão de Iguape e Avenida Liberdade, na região central, recebem 700 metros de faixas de ônibus também nesta segunda-feira.
Na Rua Barão de Iguape, a nova faixa é entre a Rua Galvão Bueno e a Avenida Liberdade, com horário de funcionamento de segunda a sexta-feira das 6 às 9 horas
Já na Avenida Liberdade, a operação é de segunda à sexta feira das 6 às 9 horas e das 17 às 20 horas, no trecho entre a Rua Barão de Iguape e a Rua da Glória.
Pela Avenida Liberdade e pela Rua Barão de Iguape, nos trechos das faixas, passam 25 linhas de ônibus que atendem diariamente a 144 mil passageiros.
Desde janeiro de 2013, a gestão de Fernando Haddad implantou 355 quilômetros e 400 metros de faixas exclusivas para ônibus. Antes, a cidade tinha 105 quilômetros, somando agora 460,4 quilômetros.
Já em relação aos corredores de ônibus, considerados espaços mais adequados por oferecerem maior separação dos veículos de transporte coletivo dos demais automóveis, permitindo maior velocidade, a cidade ainda está com pouco mais de 120 quilômetros, quase sem nenhuma alteração. Além disso, muitos corredores em São Paulo não passam de faixas pintadas do lado esquerdo.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

3 comentários em São Paulo recebe mais 2,5 quilômetros de faixas exclusivas para ônibus nesta segunda 25/08

  1. Amigos, bom dia.

    É a comprovação de que os corredores a lá Paulo Gil deram certo, até porque o custo de um corredor é altíssimo

    Mas com a futura rede interligada via de AEROTREM´s a lá Paulo Gil, em poucos anos as faixas do buzão serão coisas do passado.

    Na Av. Rio Pequeno, não é só o rio que é pequeno, mas a avenida também (estreita).

    Mas o horário está inteligente.

    E os horários doas faixas na AV. Corifeu de Azevedo Marques e Gastão Vidigal, vão continuar como estão ?

    O dia todo ?

    Eu entendendo que devam ser corrigidos para:

    Bairro – Centro Das 6:00 as 9:00 hs

    Centro – Bairro: Das 17:00 as 20:00 hs

    Será que a CET tomará essa providência ;já que o 194 não existe mais( o 156 não funciona) e nem e-mail se consegue mais enviar para a CET nem pelo site próprio nem pelo SAC da PMSP.

    É muito importante a correção desses horários para a vida sócio comercial de Sampa.

    Att,

    Paulo Gil

    • Paulo Gil e amigos

      Esta faixa na minha opinião NÃO seria necessária caso houvesse melhor estudo dos transportes por parte dos responsaveis envolvidos.
      Seria muito mais eficiente faze-la na Av. Escola Politécnica, transferindo as linhas com destino ao centro/pinheiros/metro (e vice-versa) possibilitando maior velocidade aos coletivos e deixar o transito local da Av. Rio Pequeno como está, a disposição dos comercios e afins geradores de emprego,com uso de onibus menores alimentando os veículos expressos que deveriam ser implantados na Politécnica.
      abraços

      • Jair, boa noite.

        Perfeito.

        Nem você ensinando eles aprende, isso é que mata.

        Não reconhecer uma ótima ideia ou não admitir que errou, é triste.

        Eu ia dar essa sugestão hoje cedo, mas achei que não seria bem vinda.

        Se o buzão fosse pela Politécnica até contribuiria para minimizar a obesidade e possibilitava mais execício físico.

        Mas sabe Jair, ai acaba a carangueja zigzagueada.

        Outro dia 20:47 um articulado trucadinho no sentido centro bairro seguia batendo uma
        lata que dava dó.

        E quem paga essa bateção de lata de articulado trucadinho ??

        O contribuinte, ACERTOU !

        Mas acho melhor mesmo, um Metro da Raposo até a Vila Madalena diretão.

        Abçs

        Paulo Gil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: