Campo Grande vai conceder incentivos para a Cidade do Ônibus

Andorinha

Andorinha será a empresa que vai realizar os maiores investimentos na Cidade do Ônibus, um projeto de compartilhamento de garagens que vai diminuir o tráfego de ônibus vazios em Campo Grande. Foto: Adamo Bazani.

Prefeitura de Campo Grande vai oferecer benefícios para empresas de ônibus
Objetivo é estimular a ida das companhias para a “Cidade do Ônibus”
ADAMO BAZANI – CBN
A prefeitura de Campo Grande anunciou que vai enviar à Câmara Municipal projeto que oferece benefícios para nove empresas que decidiram se instalar na “Cidade do Ônibus”
A “Cidade do Ônibus” será um espaço que deve concentrar as garagens.
Com área de 20 hectares, a “Cidade do Ônibus” tem o objetivo de evitar viagens com os veículos vazios pela região central de Campo que se deslocam entre as atuais garagens e o Terminal Rodoviário.
O terreno fica próximo à saída no sentido São Paulo.
A prefeitura estima que hoje são realizadas diariamente 600 viagens por 1200 ônibus vazios.
O poder público acredita que a medida vai trazer benefícios como redução no trânsito e na poluição.
A “Cidade do Ônibus” terá áreas de compartilhamento entre as empresas, reduzindo custos de cada uma e também o tempo de alguns serviços.
Entre os setores que devem ser divididos entre as empresas de ônibus estão áreas de limpeza, lavadoras, postos de abastecimento, dormitórios e refeitórios para os funcionários e a sede administrativa das empresas. Combustíveis e peças também poderão ser comprados em conjunto, o que pode reduzir o preço dos produtos usados pelos ônibus.
As empresas vão receber gratuitamente o direito de usar o terreno, a retirada da vegetação, isenção do ISSQN da construção e redução de 30% do IPTU por três anos.
Em contrapartida, além de reduzirem o fluxo dos ônibus rodoviários no centro, devem investir na infraestrutura do local.
O maior investimento deve ser da Empresa Andorinha de Transportes, cerca de R$ 2 milhões.
Até agora, aderiram as companhias Expresso Queiroz, Expresso Mato Grosso, Andorinha, Cruzeiro do Sul, Viação Motta, São Luiz, Umuarama, União Cascavel e Viação Nova Integração.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

6 comentários em Campo Grande vai conceder incentivos para a Cidade do Ônibus

  1. Amigos, bom dia.

    Enquanto isso…

    Sampa…

    ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz

    Apesar dos pesares, vou contribuir com Sampa.

    Basta implodir todo, mas todo mesmo, o centro velho de Sampa e pronto.

    OBS.: Só não implode a Estação Julio Prestes e o prédio anexo, o resto bota tudo “na chom”

    É só fazer a “CENTRAL BUS GARAGE”; pronto dá para matar dois coelhos numa paulada só.

    Acaba com aquele monte de prédio velho e caindo aos pedaços e moderniza o operacional do buzão de Sampa.

    Basta umas bombinhas.

    Att,

    Paulo Gil

  2. Não tem que ter só ônibus com ar condicionado, tem que ser metade com ar e metade sem ar. Rio 40 graus é estereótipo, só nos meses de verão as temperaruras são muito altas, e durante o ano o tempo ou é fresco ou pouco quente Além disso não queremos ficar a mercê de gripes, resfriados , epidemias, etc. e tem pessoas que são alérgicas, têm rinite, sinusite, etc e não terão opção de pegar ônibus sem ar condicionado, pois 100% será com ar condicionado. e tem ainda o direito de escolha que perderemos, então é melhor comprarmos carro, pois no transporte particular continuaremos a ter opção de ligar ou não o ar, o quê não contecerá com os ônibus coletivo se toda frota for uniformizada.

  3. PARDAL REVOLTADO E SILVA // 15 de agosto de 2014 às 17:17 // Responder

    Em São Paulo, PORQUE a prefeitura não faz projeto semelhante na GARAGEM SANTA RITA e Catumbi cujo poderia UNÍ LAS e se transformar num grande ponto de apoio, fica perto da área central e poderia atender bem todas as empresas de ônibus e poderia retirar dos ônibus irem ociosos até as respectivas garagens.?? Caro Adamo, poderia se perguntar à SPTrans do porquê não se fazer algo assim num complexo tão grande.

  4. Pardal Revoltado e Silva, boa noite.

    Otima ideia, mas muito avancada para a fiscalizadora mumificada, ou talvez esteja reservada para uma garagem mais sofisticada de um fututo condominio de apartsmentos, afinal essas duas areas valem muiiiiiiiiiito $$$$$$$$$$$$$$$$.

    Hoje pensando nessa questao me veio a ideia da ciranda do buzao, afinal e tudo de apenas 3 donos.

    Os buzoes poderiam circular livres leves e soltos, diminuindo o tempo da linha morta, afinal nao se leva mais dinheiro para as garagens e o buzao so retornaria a sua carsgem para manutencso, ate o abastecimento poderia ser feito em pull.

    Mas isso tudo e muito moderninho para a fiscalizadora mumificada, afinal ainda usamos catracas, portanto ….

    Melhor sentar poque de pe cansa.

    Att,

    Paulo Gil

  5. A solução é simples: impeachment para o prefeito Malddad que através de sua incompentente assessoria na SMT extinguiu dezenas e dezenas de roteiros de ônibus fazendo com que o paulistano da zona leste especialmente sofra ainda mais com as constantes baldeações. Várias linhas deixaram de existir desnecessariamente e tenham certeza que esse maléfico plano irá continuar em todas as áreas mesmo porquê é intenção deste prefeito eliminar as 8 áreas para criar as tais 3 SPEs que são grandes super áreas. Como exemplo, as áreas 1, 2 e 8 são unificadas nesse plano famigerado que não foi esquecido! Então cumpre aos cidadãos de bem desta cidade ver os absurdos cometidos nesse governo, entrar junto ao MP, OAB etc… e fazer o mesmo em outras cidades como MAUÁ que deixam a desejar e muito ! Impeachment para Haddad e convocação de novas eleições em outubro de 2015 (um ano antes!)

    • Marcos Nascimento, boa noite.

      Nem me lembra dessas tais SPE´s, só de pensar dá câimbra no cérebro.

      Não adianta reclamar pra ninguém ninguém faz nada, nem pizza se faz mal, veja os “cases”: Maua e 4L/Express.

      É público e notório e todo munda continua rodando numa boa, menos a Leblon, né.

      Então meu amigo, deixa tudo rodar, porque não há Comando na nave Brasil.

      Quem sabe se um ET tomar o poder, no mais, é só no embalo da canção.

      “Esse Brasil não tem solução
      É fera falida
      No cofre, no bolso e na eleição…”

      Todo mundo, di novo !

      “Esse Brasil não tem solução
      É fera falida
      No cofre, no bolso e na eleição…”

      Sinceramente estou muito preocupado, pois não vai ter mais de onde tirar o $$$$.

      Mas logo chega o carnaval e skindo lêlê Ehhhhhhhhhhhhhhhhh

      Att,

      Paulo Gil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: