Minhocão – Elevado Costa e Silva – com os anos contados

Minhocão

Elevado Costa e Silva – Minhocão, em 1971, um ano depois da inauguração, já congestionado. Símbolo das políticas que privilegiam o transporte individual tem desativação prevista no Plano Diretor Estratégico. Foto: Memória O Estado de São Paulo

Plano Diretor desativa o Minhocão
Espaço destinado a carros pode ser transformado em parque ou mesmo eliminado
ADAMO BAZANI – CBN
Um dos símbolos das políticas que privilegiam o transporte individual sobre os meios de deslocamento coletivos (ônibus e metrô) e não motorizados (marcha a pé e bicicleta), o Minhocão, está com os dias (ou pelo menos os anos) contados.
De acordo com o colunista Leão Serva, da Folha de São Paulo, o PDE – Plano Diretor Estratégico, sancionado no dia 30 de julho pelo prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, um artigo do PDE estabelece a criação de uma lei para que o elevado Presidente Costa e Silva seja desativado.
“Parágrafo único: Lei específica deverá ser elaborada determinando a gradual restrição ao transporte individual motorizado no elevado Costa e Silva, definindo prazos até sua completa desativação como via de tráfego, sua demolição ou transformação, parcial ou integral, em parque.” É o que diz o artigo 375 da lei nº 16.050, o Plano Diretor Estratégico (PDE).
Assim, os paulistanos podem escolher se o espaço vai virar um parque suspenso ou será demolido.
É tendência mundial que parece ser aos poucos assimilada no Brasil.
Estruturas elevadas tiram a sensação de bem estar nas cidades, criando um “telhado” onde estão instalados e a possibilidade de amplitude. O simples olhar para o alto e ver o céu fica comprometido.
Além disso, sob as vias elevadas e ao lado das pilastras, é comum a presença de moradores de rua, lixo, pichação, de assaltantes e narcotraficantes, o que degrada o ambiente urbano, segundo especialistas.
A desvalorização dos imóveis nas proximidades é uma consequência.
No Rio de Janeiro, o elevado da Perimetral, na zona Portuária, dá lugar a um novo projeto paisagístico, voltado à mobilidade urbana. O local será atendido por corredor de ônibus e um VLT – Veículo Leve sobre Trilhos – ambos integrados. Também haverá ciclovias.
O elevado Costa e Silva, ou Minhocão, foi idealizado em 1968, na época do prefeito Faria Lima. Ele rejeitou a proposta, mas encaminhou proposta à Câmara reservando áreas para possíveis obras.
O prefeito seguinte, Paulo Maluf, assumiu a ideia e onze meses depois, em 1970, o elevado estava pronto.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

14 comentários em Minhocão – Elevado Costa e Silva – com os anos contados

  1. Amigos, boa noite.

    Totalmente improdutiva essa idea absurda. Se o minhocao nao fosse uma boa ideia, naoteria sido consolidado pelo Eng. Paulo Maluf e muito menos prestando um otimo instrumento viario, em uso, ha mais de 4 decadas.

    Uma coisa que eu nunca ouvi falar, e o que sera oferecido em contrapartida para manter a ligacao leste-oeste-leste.

    Demolir e facil, quaquet bombinha de dinamite resolve.

    O que e citado como degradadores do espaco urbano, tem aosmontes no DF, a qual e uma cidade que foi planeja e possui degradadores e predadores, nao so do espaco urbano, mas de toda a nacao, principalmente naqueles dois edificios e nas duas metades da laranja, que todos ja deduziram quais sao.

    Poisbem,nada contra a atualizacao dascoisasvelhas,mas primeiro apresentem solucoes viaves, fazer parque ou simplesmentedemolirnao resolve nada.

    Ainda nem aprenderamfiscalizar linha debuzaoequeremfazeruma kaka dessas.

    Arrrrrrrrrrgh.

    So o disco voador sarva nois, isso se o disco voadornaofor administrado pela fiscalizadora.

    Pra encerrar.

    Quer dizer que as colunas e vigas do Aerotrem embelezam Sampa ?

    Arrrrrrrghhhhh…

    Att,

    Paulo Gil

  2. Complementando.

    Adamo,linda foto, muito bem escolhida.

    Parabensao autor.

    Att,

    Paulo Gil

  3. Professor Paulo Pardal // 12 de agosto de 2014 às 01:24 // Responder

    Sinceramente, o que deveria ser feito é utilizar o elevado como corredor de VLT ou BRT com tratamento paisagístico desperdício de dinheiro se demolir o elevado.

    • Concordo, tive o mesmo pensamento, não gastaria com demolição e usaria com BRT (poderiam ser elétricos para serem silenciosos). Poderiam fazer corredores tanto leste-oeste (radial leste e minhocão) quanto norte-sul (23 de maio e av tiradentes).

  4. LEDRAJ SARCE DOPRA // 12 de agosto de 2014 às 02:35 // Responder

    Eu acho que o Minhocão deveria ser aproveitado para transformar em Corredor BRT Leste Oeste demolindo duas faixas assim dava para criar uma linha de Ônibus 24 Horas Itaquera Lapa com a estação de transferência Amaral Gurgel.

  5. Amigos,
    A cidade já se acostumou com o Elevado. Faz parte da paisagem de uma megalopolis.
    A melhor forma de utilização, na minha opinião, seria por um modal BRT Expresso para ligação leste/oeste.
    Demolir é jogar investimento fora (falta de criatividade).
    abraços

  6. Ewerton Santos Lourenço (Guarulhos) // 12 de agosto de 2014 às 11:52 // Responder

    Bom dia Internautas,

    Com certeza o BRT iria desafogar o transito dos Corredores, tipo um mini anel viario; aquelas linhas dos Terms. P.Q. D Pedro II; Bandeira etc: um trecho usasse como parque; pelo meenos o povo que mora ali teria uma nova opção. Detesto ser pessimista mas vindo desta atual gestão; vai acabar em pizza!
    … Por falar nisso, vou querer uma Portuguesa! kkkkkkkkkk

  7. Esse prefeito foi inventado pelo alibaba sem dedo imagina como vai ficar a sao joao pra onde vai os carros esse prefeito nao conhece nada de sao paulo fazer corredor em cima do viaduto pacaembu ta explicado

  8. Boa solução proposta pelos amigos: BRT!
    Limitaria com certeza a ônibus elétricos e/ou híbridos (que não ligariam motores a combustão em cima do elevado), porque a poluição gasosa e sonora aos vizinhos principalmente a noite, feriados e fins de semana não.

    Acredito possível reformar a via elevada, reduzindo a largura onde ela não fosse importante para operação do BRT ou criando um canteiro central vazado; que seria oportuno também para estações de embarque/desembarque as avenidas sob o elevado.

    Retirar várias linhas de ônibus das avenidas e do entorno sob a via elevada seria chance grande de revitalizar.

    Enfim, não gosto do Minhocão. Mas a enorme polêmica para demoli-lo e o que fazer no local parece um grande transtorno sem garantia de boa solução.

  9. Amigos, boa noite.

    Ao ler as sugestoes dos amigos, quanto ao BRT sobre o “minhocao” achei uma otima ideia ; porem, apos ler os ultimos comentarios, me veio um outra ideia, a qual sugiro abaixo

    1) Fazer um “AEROTREM”, ao inves do BRT, ou fazer um ramal subterraneo do metro , saindo da Estacao Marechal Deodoro, EM LINHA RETA, cruzando as estacoes Anhangabau -II , Se -II, Parque D. Pedro – II, Largo da Concordia, seguindo pela Av. Celso Garcia, virando a esquerda na Salim Farah Maluf e seguindo pela Dutra ate Sao Jose dos Campos.

    Loucura, nao sensatez.

    Fica aqui para posteridade a linha de Metro Paulo Gil devidamente publicada via o Blog do Ponto de Onibus para o mundo,via Internet.

    Lembrando que toda ideia boa ecopiada no todo ou em parte.

    Dexem o “minhocao” em paz, pensem pra frente.

    Porem se implodir o “minhocao” der mais lucro. e isto que sera feito, ou seja, uma “caranguejada zigzagueada” a moda da casa.

    Att,

    Paulo Gil

    • Havia esquecido o… lucro!

      Afinal muitos imóveis valorizariam bastante com implosão do monstrengo e revitalização das vias. Mesmo com uma revitalização meia boca.
      Mas largar pras traças (depois de implodir) acho que a Prefeitura não seria louca de fazer.

  10. Alternativa teremos em pouco tempo, com a Linha 11 chegando na Barra Funda e a Linha 6 do centro à Pompeia / Perdizes. Além disso, vale destacar, que a desapropriação não será amanhã, pelo contrário, ainda teremos bons debates a respeito.

    Importante salientar também que, os moradores no entorno desejam a derrubada, o que denota o quão mal a construção faz para a cidade. Dizer que a cidade está acostumada ao elevado, é no mínimo imbecil.

    Por fim e não menos importante, com a derrubada, o fluxo sob o elevado (especial na marechal), aumentará, já que hoje a avenida praticamente não possui fluxo.

  11. Esta noite eu tive um sonho e foi o sonho mais bonito que eu sonhei em toda a minha vida! Sonhei que o criador do minhocão não mais existia e que o prefeito Malddad tinha conseguido e bem apertado a sua reeleição em segundo turno sem o apoio do chefão do partido da estrela e com o apoio de Kassab!!! Sonhei que o elevado Costa e Silva já tinha sido recentemente demolido (não sei se era o ano de 2016 ou 2017 (a cidade estava ainda empesteada de publicidade politica) mas o sonho parecia tão real pois em tudo quanto era canto da cidade eu via ônibus na cor cinza. Sim: Todos os 14.995 ônibus da cidade era na cor cinza (prata para alguns), a maioria eram novos e a cor branca já não existia e se confundia com o cinza da EMTU. Neste sonho eu vi milhares de pessoas construindo uma obra fantástica. Não, não era BRT ou aerotrem! Era o monotrilho Costa e Silva obra feita para concorrer com o Monotrilho do ABC do ninho tucano e que por incrível que pareça ainda não estava pronto! O despertador tocou e com isso foi-se o epílogo deste sonho! Obs: não bebo e nem uso drogas! Mas sonhei que em 2016 ou 2017 o minhocão não existia mais!!!

  12. Desativar o minhocão como teste é plausível mas, transformar em parque ou demolir??? Quer dizer, algo que pagamos há mais de 40 anos e continuaremos pagando… ainda querem que paguemos por alguns kilos de pólvora? BRT é a melhor ideia e, vejam, sem gasto algum. Agora o que fazer com o tráfego de automóveis? Será que derrubando todas as obras do Paulo Maluf colocaria fim no uso dos automóveis? Façamos um simples cálculo de quantos carros novos são emplacados e, os usados (moeda de troca), vendidos? Parece que desejam uma imposição para que o paulistano deixe o carro em casa pela falta de capacidade das atuais administrações em resolver os problemas do trânsito na cidade.
    Valorizar região? Os prédios da década da maria fumaça, grande parte invadidos ou irregulares como a maioria da região central??? Penhorar para pagar impostos atrasados??? Cadê o dono do apartamento? Quanto ele vale e qual a dívida?
    De tudo o que li apenas a população deu ao elevado sua sugestão mais plausível: BRT (elétrico).
    Mas, pelo jeito que a banda toca, é mais provável engolirmos outra “imposição” ridícula de uma administração que, nas 3 oportunidades que teve nada mais fez do que tumultuar ainda mais o caótico trânsito de São Paulo com ideias oportunistas e sem sentido.
    DETALHE: Prefeito anda de helicóptero e se a coisa apertar, tem grana para mudar de país.

1 Trackback / Pingback

  1. Minhocão - Elevado Costa e Silva - com o...

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: