TCM suspende licitação para 841 câmeras de monitoramento de trânsito e invasão a espaços de ônibus

ônibus

Ônibus em faixa exclusiva na Avenida Paulista. TCM barra licitação de 841 câmeras de monitoramento de trânsito, como invasão a faixas de ônibus. Para vereador e empresa, faltam dados no edital o que pode prejudicar concorrência. Foto: Adamo Bazani.

TCM suspende licitação para compra de câmeras para monitoramento de trânsito e ônibus
Edital é questionado por vereador e empresa
ADAMO BAZANI – CBN
O TCM – Tribunal de Contas do Município de São Paulo suspendeu a licitação feita pela prefeitura para a compra de 841 câmeras de monitoramento de trânsito e circulação dos ônibus.
Entre outras funções, estaria a fiscalização das invasões às faixas e corredores de ônibus.
Os equipamentos deveriam integrar uma central inteligente que concentraria em um só local os dados gerados pelos aparelhos GPS e câmeras dos ônibus (que devem ser obrigatórias após a licitação do sistema), radares e a operação dos semáforos.
A proposta da central, uma das principais ações prometidas pela prefeitura, é unificar as informações para ações rápidas de desvios de tráfegos em caso de emergências, como acidentes e manifestações, e a criação de um banco de dados que possa mostrar problemas reincidentes em determinadas regiões para planejamento de alterações.
O presidente do TCM, conselheiro Edson Simões, acolheu pedido do vereador Adilson Amadeu (PTB) e da empresa Guardia Bem.
Eles alegam que o edital não especifica onde serão instaladas estas câmeras e como devem ser operadas, dificultando a participação de interessadas que não possuem informações da prefeitura.
O edital também não especifica valores, mas na primeira consulta pública estimou custos de R$ 96 milhões por ano à prefeitura.
Hoje a cidade de São Paulo tem 400 câmeras de monitoramento de trânsito.
A CET – Companhia de Engenharia de Tráfego tem 15 dias para responder os questionamentos.
A prefeitura de São Paulo já enfrenta a quinta suspensão de processos licitatórios ligados a transportes e trânsito. Alegando falta de dados, como origem de recursos ou problemas nos editais, o TCM e o Ministério Público já suspenderam:
– Projeto para a construção de 128 quilômetros de corredores de ônibus, inseridos na meta de 150 quilômetros para 2016.
– Nova Inspeção Veicular
– Construção de Edifícios-Garagem na região central cidade de São Paulo.
– Elaboração de um plano de referência para o transporte público.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

1 comentário em TCM suspende licitação para 841 câmeras de monitoramento de trânsito e invasão a espaços de ônibus

  1. Amigo$, boa noite.

    Noooooooooooooooooooooooooooooooo$$$$$$$$a …

    $em palavra$…

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: