Volvo vende 155 articulados e biarticulados novos para o Transmilênio, na Colômbia

ônibus

Volvo vende 155 ônibus articulados e biarticulados para o Transmilênio, na Colômbia. Frota vai atender ampliação do sistema de ônibus rápidos na capital colombiana e região metropolitana. Investimentos foram de US$ 28 milhões. Divulgação

Volvo vende 155 ônibus articulados e biarticulados para o Transmilênio, na Colômbia
No total, são 72 veículos articulados e 83 biarticulados que vão ampliar a frota e a capacidade de atendimento na capital colombiana
ADAMO BAZANI – CBN
A Volvo acaba de anunciar na manhã desta quinta-feira, dia 17 de julho de 2014, a venda de 155 ônibus articulados para o Sistema Integrado de Transporte Público – Sitp de Bogotá, na Colômbia, o Transmilênio.
Os investimentos foram de US$ 28 milhões.
Os veículos vão ampliar a frota e a capacidade do sistema que hoje enfrenta altos índices de lotação em alguns horários, mas pela rapidez e prioridade ao transporte público, é considerado referência mundial de mobilidade.
O modelo de corredores de ônibus BRT – Bus Rapid Transit é considerado bem sucedido no País. Por isso, o governo local investe na expansão do sistema. Os corredores serão expandidos para outras cidades vizinhas de Bogotá e haverá a inauguração de mais cinco estações de embarque e desembarque.
Os ônibus articulados possuem 18,5 metros de comprimento e capacidade para 160 passageiros; e os biarticulados têm 27 metros e transportam 250 passageiros.
As empresas compradoras são:
– Consórcio Express (60 biarticulados e 52 articulados)
– Gmovil (23 biarticulados e 20 articulados).
Em nota, a Volvo explica as principais características dos veículos e a atuação da empresa na Colômbia também no pós-venda.
“Os veículos articulados e biarticulados são equipados com caixa de transmissão automática, freio a disco e EBS, um sistema de controle eletrônico dos freios que oferece mais eficiência e estabilidade às frenagens. Estes itens garantem segurança à operação, conforto aos passageiros e diminuem o desgaste dos componentes, contribuindo para a redução dos custos de manutenção. Outra vantagem dos veículos é que possuem controle de aceleração inteligente. A tecnologia permite reduzir o consumo de combustível, pois garante que somente a potência necessária seja empregada nos arranques e retomadas de velocidade, evitando aceleração acima da necessária. A Volvo oferece atendimento personalizado aos clientes da marca na Colômbia. Possui oficinas volante e profissionais qualificados para atender as demandas diretamente nas garagens dos operadores e peças para garantir a alta disponibilidade dos veículos.”
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

2 comentários em Volvo vende 155 articulados e biarticulados novos para o Transmilênio, na Colômbia

  1. Que diria que uma cidade que era sinônimo do crime e do caos, guerrilhas urbanas, FARC etc… um dia iria virar referência em toda a América Latina ???
    Pois é, a cidade de Santa Fé de BOGOTÁ atingiu esse nível ao implantar o sistema Transmilênio operado por várias empresas e pelas tradicionais cooperativas (que em nada lembram as nossas famigeradas cooperativas, especialmente as da área vermelha, zona leste – área 4)
    Incrível é que durante esse tempo CURITIBA a tão cantada em verso e prosa “cidade modelo” do Brasil, assistiu a toda essa modernização de BOGOTÁ e ficou só observando deixando seu sistema saturar-se pois os corredores expressos não tem áreas de ultrapassagem (só mais recentemente fizeram alguns recuos ao longo das pistas expressas para assegurar ultrapassagem segura em determinados pontos) mas de um modo geral, embora sistema da cidade de Curitiba tenha parado tempo em relação ao de Bogotá, ele ainda é o melhor do Brasil pois não tivemos prefeitos decentes que tivessem capacidade de fazer algo melhor ou igual ao existente em Curitiba nesses anos todos. Só com algumas obras da mobilidade nas 12 cidades-sede da Copa da FIFA no Brasil vimos avançar projetos de corredores expressos com ônibus do tipo BRT com as desnecessárias portas à esquerda, mais nada! Pois o viário dessas chamadas vias exclusivas já mostra-se comprometido pela FALTA DE QUALIDADE dos materiais usados. Quem duvidar, dê uma voltinha no corredor de BRT do TransOeste na cidade maUravilhosa e entenderá!!!

    • Marcos Nascimento, boa noite.

      Outros países e povos evoluem.

      O Brasil, infelizmente não.

      E tem mais, nem sabe utilizar as ótimas ideias, mesmo que cedidas gratuitamente
      pelos cidadãos.

      O pior nem é a burrice, é a falta humildade.

      Att,

      Paulo Gil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: