BYD vai ter primeira planta da América Latina em Campinas

ônibus da BYD

Ônibus da BYD em São Paulo. Empresa chinesa anuncia fábrica em Campinas. Foto: Adamo Bazani

BYD vai investir R$ 250 milhões em planta na cidade de Campinas
Empresa chinesa vai abrir uma fábrica de montagem de ônibus elétricos e um centro de desenvolvimento e pesquisa para a América Latina
ADAMO BAZANI – CBN
Depois de muitas especulações em torno de onde seria a fábrica de ônibus elétricos da chinesa BYD – Build Your Dream Company Limited., a empresa anunciou nesta segunda-feira, dia 14 de jukho de 2014,de maneira oficial, que a montagem destes veículos será realizada em Campinas, no Interior Paulista.
A planta de 32 mil metros quadrados, sendo 20 mil metros quadrados de área construída, será a primeira unidade fabril da BYD na América Latina.
Com investimentos de cerca de R$ 250 milhões nesta primeira fase, a unidade vai ser responsável pela montagem de ônibus e baterias de fosfato de ferro. A planta também vai montar painéis solares e abrigar o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da BYD para a América Latina, com o objetivo de realizar estudos e criar novas tecnologias para a região com vistas a veículos elétricos (não somente ônibus), baterias, smart grid, energia solar e iluminação.
As operações devem começar em 2015. Quanto aos ônibus, o objetivo inicial é montar para os chassis os equipamentos ainda fabricados na China. Um próximo passo será fabricar mais componentes no Brasil, por isso, o centro de pesquisa.
“A planta industrial terá capacidade de produção de 500 a 1000 unidades de ônibus e baterias por ano quando alcançar sua plena operação … Temos ainda interesse da empresa em fabricar células de baterias e chassis para ônibus elétricos no Brasil no futuro próximo”.- disse em nota, o presidente da BYD no Brasil, Tyler Li. A unidade deve gerar 450 empregos diretos.
Os contatos entre a direção da BYD e a administração de Campinas começaram no ano passado, como diz nota da prefeitura.
“O Secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, Social e de Turismo de Campinas, Samuel Rossilho, revela que a sua Equipe esteve pessoalmente na China por duas vezes. Em maio de 2013, Campinas foi à China conhecer a proposta da BYD e os seus produtos,apresentando na ocasião as características econômicas, sociais e credenciais da cidade para a atração do investimento. Em setembro de 2013, o Presidente Mundial e CEO da BYD, Wang Chuanfu, em visita oficial à cidade, foi recebido pelo Prefeito Jonas Donizette que assegurou fazer os esforços necessários para que a cidade pudesse receber investimento tão qualificado. Em novembro de 2013, em viagem oficial ao sul da China para assinatura de Memorando de Entendimento entre Campinas e a cidade Dongguan, oficializou-se a finalização dos acordos necessários à recepção em Campinas da primeira fábrica da BYD na América Latina” relata texto oficial da prefeitura de Campinas.
A instalação da BYD em Campinas teve apoio da agência de desenvolvimento do governo estadual, Investe São Paulo – Agência Paulista de Promoção de Investimentos e Competitividade.
O ônibus elétrico da BYD será testado em Campinas. Unidades já passaram por testes em São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Palmas, Sorocaba e Piracicaba.
De acordo com nota da BYD, o ônibus elétrico da empresa apresentou boa relação custo/benefício em pesquisas internacionais sobre mobilidade não poluente, realizadas pelo C40,que reúne as maiores cidades em desenvolvimento.
“Segundo metodologia e programa de testes liderados pela C40 Cities & Fundação Clinton, com financiamento do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), das 16 diferentes tecnologias de ônibus avaliadas em 4 cidades da América Latina (Rio de Janeiro, São Paulo, Santiago e Bogotá), o ônibus elétrico da BYD teve o melhor desempenho dos testes, apresentando redução de 81% no consumo energético e redução de 75% no custo operacional além de menor custo manutenção e poucas adaptações nas garagens.” diz a nota.
A cidade de Campinas e a agência Investe São Paulo vão atuar também no preparo de mão de obra através de parcerias com universidades e instituições de ensino técnico.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: