Motoristas insatisfeitos com acordo fazem manifestação no Centro de São Paulo e em terminais

ônibus

Ônibus na Capital Paulista. Ala dissidente de sindicato faz manifestação.

Ala dissidente do Sindicato dos Motoristas faz manifestação em São Paulo.
Grupo está insatisfeito com acordo entre empresas e sindicato dos trabalhadores
ADAMO BAZANI – CBN
Pelo menos cem motoristas e cobradores de ônibus, de uma ala dissidente do Sindimotoristas, iniciaram nesta manhã uma manifestação bloqueando totalmente o Largo do Paissandu com a Avenida Rio Branco, na região central de São Paulo.
Cerca de 40 ônibus foram estacionados na região.
O grupo de diz insatisfeito com o acordo entre o sindicato e as empresas de ônibus que possibilitou reajuste de dez por cento nos valores dos salários e aumento no valor de benefícios.
Hoje, um motorista na Capital Paulista recebe R$ 1955 passando para R$ 2150,50, e um cobrador ganha R$ 1130 indo para R$ 1243.
A licença-maternidade para as mulheres que trabalham no setor passa de quatro meses para seis meses.
O reconhecimento de insalubridade para cálculos de aposentadoria também faz parte do acordo entre o SPUrbanuss, sindicato das empresas de ônibus, e o Sindimotoristas, que representa 37 mil trabalhadores de transportes na cidade de São Paulo.
Com isso, há possibilidade de aposentadoria especial com 25 anos de trabalho.
O vale-alimentação passa para R$ 445,50 e participação nos lucros e produtividade será de R$ 850.
Boa parte dos motoristas e cobradores na manifestação é de empresas como Viação Santa Brígida, Viação Gato Preto, Transppass e Viação Campo Belo.
Eles também reclamam de problemas pontuais nas companhias.
Entre os terminais de ônibus afetados estão Pinheiros,Pirituba e Princesa Isabel também devido a protestos.
A SPTrans emitiu uma nota a respeito das paralisações:
“A SPTrans já acionou a Polícia Militar e solicitará ao Ministério Público a apuração das responsabilidades sobre as paralisações registradas na manhã desta terça-feira, que prejudicam a operação do sistema para os usuários de ônibus especialmente na região Central e Zona Oeste da cidade.
A SPTrans repudia com veemência os fatos ocorridos, como a retirada de chaves dos coletivos, impedindo sua circulação, considera os atos sabotagem ao sistema e irá agir com o rigor necessário à apuração e punição dos envolvidos e responsáveis.”
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

4 comentários em Motoristas insatisfeitos com acordo fazem manifestação no Centro de São Paulo e em terminais

  1. alfredo da silva martinez // 20 de Maio de 2014 às 19:37 // Responder

    O nosso salário deve ser igual aos dos motoristas da SPTrans, pois ganhávamos igual aos funcionários da CMTC. Em 92,nosso salario, atualizado, era de 14,20 por hora. E a carga horaria era de 6:40 horas. Chega de merreca, ganhamos menos que o interior, exemplo, Sorocaba e o ABCD. Isto é uma vergonha.

  2. sebastiao nobre // 20 de Maio de 2014 às 20:16 // Responder

    O caos geral nao esta instalado na cidade toda gracas as cooperativas que muito embora recebam bem menos que as empresas nao aderiram a este movimento que esta na cara ser uma armacao do sindicato dos empregados em coluio com o sindicato das empresas. Gracas a Deus as coopetativas que tanto sao desdenhadas pela midia estao ai amenizando a situacao dos passageiros. Bb

  3. LEDRAJ SARCE DOPRA // 21 de Maio de 2014 às 05:19 // Responder
  4. Esta greve foi vergonhosa, terrorista e oportunista, vocês conseguiram jogar toda a opinião publica, sindicato, imprensa e governo contra, parabéns, se nada acontecer depois desta paralisação criminosa, podem decretar a falência moral deste governo omisso e covarde, acorda prefeito, pare de aparecer na TV com cara de quem apanhou da mãe, mostre um pouco de dignidade, e demita este secretario dos transportes, que conseguiu desagradar a população e os trabalhadores do setor, e so agradou as empresas que estão ai hoje carregando passageiros como porcos, e recebendo uma fortuna para isso, õnibus carregando 10 passageiros por metro quadrado, obra do Haddad, conforto zero, lucro a qualquer preço, nova campanha faça de tudo e compre um carro, fuja do transporte publico deste governo traidor.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: