Motoristas de ônibus se colocam no lugar de ciclistas em treinamento especial

ônibus

Empresa Sudeste Transporte Coletivo realiza treinamento para harmonizar a relação ente bicicletas e ônibus no trânsito, dois veículos essenciais para a melhoria da mobilidade urbana e redução dos níveis de poluição. Motoristas sentiram na pele as dificuldades e as fragilidades dos ciclistas. Foto: Ronaldo Bernardi/Agência RBS

Motoristas de ônibus se colocam no lugar de ciclistas em Porto Alegre
Treinamento especial foi realizado pela Sudeste Transportes Coletivos, do Consórcio Unibus
ADAMO BAZANI – CBN
Com informações Zero Hora
Ônibus e bicicletas, apesar de serem veículos muito diferentes, têm resultados em comum nas cidades: reduzem o número de automóveis nas ruas e oferecem um transporte que contribui para a melhoria das condições do meio ambiente, diminuindo os congestionamentos e, consequentemente, a poluição.
No entanto, não é raro ocorrerem acidentes entre estes dois tipos de veículos.
Não é correto sempre colocar apenas motoristas como culpados e ciclistas como vítimas e vice-e-versa.
O importante para uma convivência harmoniosa entre estes dois importantes veículos para a melhoria da mobilidade urbana é conscientização de ambas as partes.
A empresa de ônibus Sudeste Transporte Coletivos, do Consórcio Unibus, de Porto Alegre, realizou nesta semana um treinamento diferente com seus motoristas.
Eles foram colocados em bicicletas fixas, na garagem, e foram submetidos a diversas situações de perigo vividas pelos ciclistas.
Os condutores sentiram como é ter um veículo de 17 toneladas passando em alta velocidade, tirando “uma fina” das bicicletas.
Os motoristas se assustaram quando perdiam o equilíbrio pelo vento provocado pela velocidade dos ônibus.
Também enfrentaram freadas bruscas dos gigantes e buzinaços.
O objetivo é sensibilizar os motoristas de ônibus quanto à fragilidade das bicicletas e a necessidade de respeito em relação a condutores de veículos de menor porte.
Já é a segunda turma de treinamento da empresa. Até o final do ano, a Sudeste Transporte Coletivos pretende capacitar 300 motoristas.
A EPTC – Empresa Pública de Transporte e Circulação, que gerencia os serviços de Porto Alegre, começou a criar campanhas, com palestras técnicas dentro das garagens, para harmonizar a convivência entre as bicicletas e os ônibus.
Em março deste ano, a Leblon Transporte de Passageiros e a Viação Nobel, de Fazenda Rio Grande e de Curitiba, no Paraná, prepararam um material que mostra aos ciclistas as regiões da lataria que o motorista tem mais dificuldade de perceber outros veículos e pedestres em aproximação. As fotos servem para treinamentos e para orientar motoristas e ciclistas sobre as situações mais perigosas no trânsito. VOCÊ TAMBÉM PODE CONFERIR AS FOTOS EM:
http://blogpontodeonibus.wordpress.com/2014/03/22/acidentes-com-bicicletas-e-onibus-respeito-bom-senso-e-informacao-podem-evitar-tragedias/
Se cada um colocar-se no lugar do outro, compreender as limitações, estresse, e exigências tanto a motoristas como a ciclistas, o trânsito pode ser bem mais pacífico.
Bom senso, respeito, educação, consideração para com o próximo, controle emocional e obediência às leis são termos-chaves e tanto a Leblon/Nobel como a Sudeste dão exemplos que podem ser seguidos por outras empresas de ônibus e gerenciadoras de transporte.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes
Com informações Zero Hora

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: