Prefeitura de São Paulo terá menos verbas, mas vai priorizar corredores de ônibus

ônibus

Ônibus em São Paulo. Mesmo com previsão na queda de arrecadação e de investimento, Prefeitura ainda dará prioridade à construção dos corredores de ônibus que vão receber a maior proposta orçamentária para 2015. Foto: Adamo Bazani

Prefeitura de São Paulo terá menos verbas, mas vai priorizar investimentos em corredores de ônibus
Queda na receita prevista é de 2,5% e nas verbas para obras de até 35%
ADAMO BAZANI – CBN
Mesmo com previsão na queda de receitas e no nível de investimentos da Prefeitura de São Paulo, a administração municipal vai priorizar a construção de corredores de ônibus para 2015.
A maior proposta orçamentária para o ano que vem é justamente para os corredores, que vão receber R$ 1,2 bilhão de investimentos.
O planejamento tem de ser feito independentemente dos entraves legais e políticos para os corredores.
Hoje Haddad enfrenta a não aprovação momentânea pelo TCM – Tribunal de Contas do Município dos projetos para novos corredores, a suspensão das obras de novos espaços para ônibus por determinação da Justiça de São Paulo devido à polêmica das licenças ambientais que, segundo o Ministério Público, deveriam ser expedidas pelo Governo do Estado, e a relutância dos vereadores em aprovar na segunda votação o Projeto de lei 17/214 que prevê a readequação de 66 vias para os novos corredores. Os vereadores temem perder votos em seus redutos eleitorais por causa das desapropriações.
Contanto todas as intervenções apresentadas pela Prefeitura de São Paulo à Câmara Municipal na LDO – Lei de Diretrizes Orçamentárias, o poder público prevê investimentos na ordem de R$ 7 bilhões, incluindo construção de moradias populares, escolas, hospitais e obras de drenagem.
As verbas para as obras serão 35% menores em 2015 que em relação a este ano, que, pela previsão da LDO, tiveram orçamento disponível de R$ 10,5 bilhões..
Sobre a arrecadação, as previsões apresentadas à Câmara na LDO mostram uma queda de 2,5%. Em 2015, a prefeitura de São Paulo pretende arrecadar R$ 49,2 bilhões. Para 2014, a previsão foi de R$ 50,5 bilhões.
Além do ritmo menor da economia como um todo no Brasil, há fatores ligados à realidade de São Paulo que podem explicar esta queda na arrecadação prevista e também no nível de investimento.
Segundo a Prefeitura de São Paulo, o cancelamento do aumento do IPTU – Imposto Predial e Territorial Urbano como queria a administração municipal e as dificuldades no Congresso para a aprovação de nova lei sobre a renegociação das dívidas de estados e municípios fazem com que as perspectivas de arrecadação sejam menores.
A LDO apenas apresenta parâmetros de arrecadação e de investimentos. Ela é formulada obrigatoriamente até 15 de abril, mas ao longo do ano, com a análise dos vereadores ou novas previsões do executivo, pode ser mudada.
A prefeitura estima também que haverá uma recuperação nas contas para os outros dois anos.
Para 2016, a expectativa de arrecadação é de R$ 52,6 bilhões e para 2017, de R$ 55,6 bilhões.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

3 comentários em Prefeitura de São Paulo terá menos verbas, mas vai priorizar corredores de ônibus

  1. É lógico que estes vermes destes vereadores têm que perder votos, para não se reelegerem, já deveriam ter saído faz tempo. São um empecilho ao interesse coletivo da população (vide o recente episódio Lacerda Franco/Lins de Vasconcelos).

  2. EX PREFEITOS LADRÕES, ATUAL PREFEITO MOLENGA, SECRETÁRIO INTERESSEIRO E “COOPERAMIGO”, VEREADORES VERMINOSOS E SUJISMUNDOS…E UMA PRESIDENTE OMISA E VINGATIVA PARA COM O POVO DE SP/SP! JÁ NÃO BASTA O GOVERNADOR Q É UM BANANA E LIGEIRO SÓ PRA ROUBAR…BOA SORTE SÃO PAULO-SP! NEM DÁ PRA DIZER “Q DEUS NOS ABENÇOE!” POIS ACHO Q DEUS ATÉ NOS VIROU AS COSTAS…CIDADE CHEIA DE PARASITAS E ESTADO LARGADO COMO UM TODO!! VOTEM NULO EM 2014 E NAS ELEIÇÕES DE 2016, MUNICIPAIS!

  3. Pelo menos se os corredores forem aprovados isso ja esta otimo mesmo se demorarem as obras,o probema e pra conseguir liberar o que falta isso deixa mais complicado,esses politicos so querem saber de dinheiro nao estao nem ai pra populaçao infelizmente a populaçao em sua maioria que usa transporte publico nao sabe disso que e noticiado aqui.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: