Empresários dizem que maior parte de incêndios a ônibus ocorreu depois de troca de tiros envolvendo a Polícia Militar

Publicado em: 7 de fevereiro de 2014

ônibus

Ônibus incendiado em São Paulo. Empresários dizem que maior parte dos ataques ocorreu depois de ações da Polícia Militar em trocas de tiros com criminosos. Donos de empresas e representantes de cooperativas descartam investimentos em câmeras de segurança

Empresários dizem que maior parte dos ataques e incêndios a ônibus se deu por causa de trocas de tiros envolvendo a Polícia Militar
Donos de viações descartam investimentos em câmeras de segurança
HELEN BRAUN – CBN
Representantes de concessionárias e permissionárias de transporte coletivo de São Paulo dizem que os incêndios a ônibus no Estado foram em grande parte protestos contra atos da polícia militar envolvendo troca de tiros nas regiões dos ataques. Em reunião no Ministério Público de São Paulo, nesta quinta-feira, dia 06 de fevereiro de 2014, eles pediram maior rigor na tipificação criminal de quem for pego neste tipo de ação. Apenas neste ano, ao menos 35 ônibus foram totalmente destruídos em incêndios criminosos na capital e 70 foram depredados. Em cidades da Região Metropolitana, pelo menos sete foram queimados e 19 depredados.
No entanto, os empresários afirmaram que as linhas têm cumprido seus itinerários e que isso tem ocorrido sobretudo depois que houve um reforço no policiamento das regiões mais atingidas por este tipo de ataque.
De acordo com o promotor de Justiça do patrimônio Publico e social, Saad Mazloum, os empresários descartaram a colocação de câmeras de segurança dentro dos coletivos.
Participaram do encontro representantes de empresas que atuam nas localidades em que mais houve incêndio de ônibus como o extremo sul de SP e a zona leste.
Eles pediram ainda um maior rigor na tipificação criminal de que for pego em uma destas ações.
Esta porem é uma das maiores dificuldades encontradas segundo o promotor.
A promotoria que já ouviu a policia militar pretende agora se reunir cokm a SP Trans, a empresa que gerencia o transporte na capital, para avaliar que outras medidas ainda podem ser adotadas.
Helen Braun, repórter da Rádio CBN

Comentários

  1. Pedro disse:

    A policia militar (Leia se o Estado), deve sim pagar a conta pelos ônibus queimados, pelo simples motivo de não ter cumprido o seu dever, primeiro por não evita-los, e segundo por não prender os autores, sendo assim na minha opinião, assume a culpa por descumprimento do dever.

  2. Paulo Gil disse:

    Amigos, bom dia.

    Vamos fazer aquela velha continha matematica que a querida tia Cotinha, nos ensinou.

    Em 2013, 53 buzoes queimados;

    Are 07.02.14, 35 buzoes queimados;

    $omando, temos 88 buzoes queimados.

    Considerando-se os numeros de 2014, as previsoes sao de aumento de indices.

    Agora eu pergunto:

    88 buzoes queimados, nao vale ou nao compensa o. Investimento num sistema de camera para os 14000 buzoes ???????????

    Ate analfabeto sabe que valea pena.

    E ai. fiscalizadora ???

    E ai PMSP ?

    E ai MP ?

    E ai SMT ?

    E olha que nessa continha eu nao computei os valores das vidas humanas, pois estas sao imensuraveis.

    Att,

    Paulo Gil

  3. O uso de câmeras de segurança NÃO EVITA assaltos à ônibus e nem mesmo que eles sejam completamento incendiados pois na grande maioria das vezes os criminosos são profissionais e sabem muito bem o que fazem e como o próprio Governo NÃO quer aumentar as penalidades para a tipificação desse tipo de crime simplesmente os incêndios irão continuar e se alastrar por todo o Brasil e passarão ainda a atingir um número maior de automóveis particulares, prédios, casas e até caminhões que serão incendiados após serem saqueados. Ou seja esse tipo de crime sem punição rigorosa vai aumentar e muito no País de tal forma que vai virar uma situação incontrolável. O Brasil infelizmente virou um autêntico Estado de Bandalheira, a começar pelos Estados de SP e do RJ, os que tem as mais altas taxas de criminalidade em todos os níveis do territorio brasileiro !!!

Deixe uma resposta para Paulo Gil Cancelar resposta