Uso de faixa reversível na Radial Leste para ônibus é alternativa para melhorar linha 3 Vermelha do Metrô

caos linha 3 vermelha

Caos na linha 3 vermelhado Metrô mostra saturação do serviço. Modernização da CPTM e uso da faixa reversível da Radial Leste são soluções para desafogar linha, aponta especialista em transportes.

Uso de faixa reversível da Zona Leste para ônibus é opção para melhorar linha 3 do Metrô
Especialista diz que espaço não deve ser mais usado por carros e sim pelos ônibus
ADAMO BAZANI – CBN
Na última terça-feira, o caos na linha 3 Vermelha do Metrô, com paralisação de seis horas e passageiros desesperados caminhando pelos trilhos, mostrou que a linha já está saturada.
É a maior lotação de linhas de metrô do mundo. Os problemas operacionais são constantes e, mesmo reformados, os trens não apresentam total segurança, como mostrou uma série de reportagens especiais sobre a Frota K, na Rádio CBN.
Diferentemente da teoria da conspiração anunciada pelo secretário metropolitano dos transportes, Jurandir Fernandes, e pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, o que existe na linha é uma saturação de muitos anos. Pode até haver ações de sabotagem, mas a verdade é que, se existirem, é porque as precárias condições crônicas da linha 3 dão margem para isso.
Como resolver o problema? Não dá para fazer outra linha, mas há alternativas.
O professor e consultor em engenharia de transportes, Horácio Augusto Figueira, em análise no jornal O Estado de São Paulo, diz que a transformação da faixa reversível, hoje para o transporte individual da Radial Leste em corredor de ônibus pode aliviar 25% da demanda do metrô.
Com a implantação de um corredor BRT de ônibus, como os de Curitiba, os benefícios ainda seriam maiores, com mais passageiros atendidos. O corredor na via é uma promessa do prefeito Fernando Haddad. Além disso, a modernização da CPTM deve continuar:
“A Linha 3-Vermelha opera muito acima do limite do transporte humano sob o ponto de vista da dignidade. É uma linha muito eficiente, mas é a mais carregada do mundo e não há previsão de diminuição desta demanda. A solução não está dentro dos muros do metrô. Ela depende da melhoria da CPTM – o que já está em andamento -, da diminuição do intervalo entre os trens e do “acordo de cavalheiros” urgente entre o governador e o prefeito para oferecer mais uma alternativa eficiente de transporte coletivo público. Uma das opções já seria utilizar a faixa reversível da Radial Leste, que hoje atende ao transporte individual, para o trajeto de ônibus biarticulados expressos entre o centro e a zona leste. Se 150 veículos forem ofertados por hora por sentido nesse trajeto, com uma ocupação média de 150 pessoas em cada um, seriam transportados 22,5 mil passageiros por hora em um sentido – cerca de 25% da demanda do metrô. A sugestão é premente antes que alguma ocorrência mais grave ocorra.”
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN,especializado em transportes
Artigo do professor de transportes, Horário Figueira, em O Estado de São Paulo

18 comentários em Uso de faixa reversível na Radial Leste para ônibus é alternativa para melhorar linha 3 Vermelha do Metrô

  1. Amigos, bom dia.

    O “Metro Kiss” um caso pre anunciado, so nao ve quem nao quer.

    E excesso de demanda e poucas horas para manutencao.

    Mais uma previsivel, depois nem precisa abrir inquerito para investigar causas e culpados.

    E uma simples questao matematica alem do que, engenheiros da manutencao NAO sao magicos.

    Queria ver se alguns gestores pubkicos estivesses naquele forno, se nao apertariam o botao de emergencia e nao sairiam em fuga pela linha.

    “METRO KISS”, mais uma previsivellllllllll.

    Ou alguem duvida ?????

    Os limites se saturam a cada dia e em funcao do tempo.

    Matematica pura.

    Att,

    Paulo Gil

  2. Bobagem corredor de ônibus pra dividir lotação da metrô Vermelha, porque:
    – ônibus ocupa mais espaço pra carregar menos passageiros/hora
    – espaço FALTA na Radial Leste, não sobra. Independente de ser pra carro ou ônibus.
    – BRT não serve pra lata capacidade, caso explícito da Radial Leste
    – dentro dos muros dos trilhos HÁ SOLUÇÃO: CBTC e portas de plataforma para Vermelha e Expresso Leste (aumentando MUITO a capacidade do EL)
    – criar trilhos de apoio (operacionais, sem passageiros) para Vermelha e EL: para retornar trens mais rápido, aliviando a forte pendularidade do centro a Zona Leste.

    Com este forte reforço nos trilhos, o correto é redistribuir as linhas de ônibus que entram/saem da Radial, melhorando o acesso aos bairros (onde o usuário PRECISA chegar) e aliviando o trânsito na Radial PARA TODOS os sobre pneus.

    Os especialistas geralmente se esquecem que pra tirar o usuário dos carros e/ou tirar carros das avenidas É NECESSÁRIO oferecer opções eficientes de transporte público.

    • Concordo plenamente! Enquanto não oferecerem opções EFICIENTES no transporte ninguém vai largar o carro em casa, mesmo com os “excelentes” gestores querendo forçar as pessoas a isso…Se todo mundo que anda de carro optar pelo transporte público, ele entra em colapso, se é que ja não esta…

    • Luiz Vilela, boa noite.

      De acordo.

      Outra saida e fazer outra linha vermelha suspensa, em cima da atual.

      E depois aqui em Sampa, corredor e parador, pois sao cheios de semaforos.

      Kit tunel, ja.

      Abcs,

      Paulo Gil

  3. Tá muito certo ter mais de um modal na mesma ligação.
    Isso é tendência mundial tecnicamente comprovada.
    Por mais que se diminua o intervalo entre os trens do metrô com novas tecnologias de sinalização, ainda sim o sistema ficará saturado.
    O ônibus e o trem são modais que podem assumir sim boa parte da demanda do metrô. E no caso do BRT, com muita qualidade sim. Só basta ser bem planejado e operado.
    É fato que alguns passageiros, só por causa das faixas, consideram fazer viagens de ônibus em vez de alguns trajetos de metrô.
    Com um BRT isso pode aumentar.
    Não podemos é ficar na mediocridade de rivalizar modais.
    A cidade, em especial este eixo leste, tem demanda para bons sistemas de ônibus, trens e metrô.
    Metrô é o que São Paulo precisa, mas a linha 3 mostra que SÓ METRÔ NÃO É A SOLUÇÃO EM SAMPA E EM NENHUM LUGAR DO MUNDO!

  4. Concordo, inicio da construção do corredor BRT para ontem. Corredor à esquerda com faixa de adicional de ultrapassagem. Operação só com ônibus superarticulados e biarticulados. A linha 4310-10, já deu uma boa melhorada, mas é necessário agilizar ainda mais o sistema com os corredores. E tenho dito.

  5. E a linha 6 laranja, vai chegar a cidade lider quando? Primeiro ela vai para o oeste até brasilândia, talvez até a rodovia do bandeirantes e quando irá para a zona leste?

  6. Outra sugestão para dividir o fluxo de passageiros seria a CPTM reativar a antiga Estação Carlos de Campos que esta ao lado da Estação Penha. Onde futuramente esta estação será integrada com a linha verde do metrô. Para quem estiver vindo do ABC , desceria no Brás e embarcava no trem que iria para Guaianazes e não teria a necessidade de pegar o metrô.
    No Brás o passageiro só andaria duas estações e não precisaria andar várias estações na linha vermelha.

    • Friend, boa noite.

      O sistema da CPTM e muito lento, o trem sai em camera lenta e ate pegar velocidade demora demais.

      Eu sugiro que transforme toda a CPTM em metro, mas desde que o trem opere rapidamente como os metros.

      Abcs,

      Paulo Gil

      • É isto, Paulo Gil!
        CPTM linhas 9 e 8 já têm qualidade próxima ao Metrô; os trens são até melhores, apesar de pouca coisa mais lentos na aceleração. Diiizem (…) que vai melhorar com a correção da energia de tração, até 2015…
        É mais fácil, mais barato, mais simples e mais eficiente reformar DE VERDADE o Expresso Leste da CPTM que fazer um BRT (de verdade) na Radial Leste. Ele ajudaria, mas já pensou na briga pra ver quais linhas iriam ocupa-lo?! Se for um monte, o entra-e-sai deixa o corredor lento, ineficiente.

  7. Amigos, boa noite.

    Hoje estive pensando e preciso postar aqui mais uma PREVISIVELLLLLLLLLLLLLLLL.

    Todos sabem que a linha 4 amarela do metro:

    Segue do “Buta” ate a luz em “S”;

    Que o fluxo de passageiros se cruzam criando enorme bololo no trafego das pessoas;

    Que as ligacoes entre luz e CPTM e linha amarela linha verde estao SUB DIMENSIONADAS;

    Que as escadas saem das plataformas (economia a base da porcaria).

    Agora os senhores imaginem, quando a linha 4 amarela estiver em pleno funcionamento.

    Ela ficara e apresentara problemas maiores do que a linha vermelha.

    Alguem duvida ?

    Mais uma previsivel, anotem ai a data da previsao.

    Att,

    Paulo Gil

  8. e o metrô saturou, comeca agora a pagar os anos de falta de investimento. afinal 16 estacoes desde q eu nasci em 89 eh vexatorio mesmo q a metropole cresceu mais apos 2000. sem falar q a ZL tem 3 linhas servindo. ainda eh pouco ou a CPTM deve muito no setor???

    nao tem outro jeito, eh pegar 2 faixas na hora do rush e botar os buzaos pra correr como expresso. uns bons lugares para ligar seriam Est Santa Cecilia > Est Vila Matilde & Est Pedro II > Est Corin. Itaquera. fica longe pra alguns mas seria melhor q fechar as estacoes mais ociosas em prol da velocidade. e tambem nao interfere no movimento dos terminais ja q o foco fica na demanda do metrô

    e ainda sonho um dia nao ficar agoniado num trem da CPTM, com a sensacao q de bicicleta chego mais rapido…..

  9. A questao da Radial Leste que eu pego direto pela linha 4310,so sera resolvida quando for feito o tal corredor prometido pelo sr Haddad que ate agora nada de sair as obras,obras so vejo no corredor ja existente da Marques de S Vicente,a faixa exclusiva atual da Radial nao e sulficiente pois nao vale o dia todo so em horario de pico,por ser do lado direito tem muitas conversoes de ruas laterais na via pra entrada e saida de carros isso faz o onibus diminuir a velocidade entao nao ajuda muito,sem contar o transito que tem fora do pico entre o Tatuape e o Belem,entao vamos aguardar pra ver se o corredor sai mesmo,mesmo que tenha obras eternas como sempre e em SP.

  10. ISSO É RESULTADO DO FIM DAS LINHAS DE ONIBUS DO CENTRO PARA OS BAIRROS DA ZONA LESTE.

  11. Amigos, boa tarde.

    Eu li uma matéria num site da Internet, que diz o seguinte, sobre o problema ocorrido no metro:

    Foi acionado um botão secreto, o qual é utilizado por funcionários ou por curiosos com conhecimentos específicos do funcionamento das estações.

    Se essa informação for devidamente comprovada, conclui-se que o metrô de Sampa pode ter seu funcionamento interrompido a qualquer momento POR CURIOSOS COM CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS DO FUNCIONAMENTO DAS ESTAÇÕES.

    Depois dessa, o que falar.

    ESTOU PERPLEXO, HORRORIZADO E APAVORADO.

    Não precisa mais estudar engenharia, ou técnico, afinal basta ser “UM CURIOSO COM CONHECIMENTO ESPECÍFICO”.

    Se isto for verdade…

    Uma questão para reflexão:

    Será que na CPTM, também tem esse botão, acessível aos CURIOSOS COM CONHECIMENTO ESPECÍFICO ????????????????????????????

    Nooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooosssa!

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: