Tatto diz que multas por invasão a faixas vão levar em conta “intenção” dos motoristas

ônibus

Ônibus na Capital Paulista. Secretário Jilmar Tatto disse que novos radares vão detectar intenção do motorista invadir as faixas de ônibus. Ele não sinalizou a possibilidade de liberar os espaços para taxistas. Foto: Adamo Bazani

Tattto diz que multas por invasão a faixas de ônibus em São Paulo vão levar em conta “intenção” dos motoristas
De acordo com secretário, num mesmo trecho serão instalados dois ou mais equipamentos que podem detectar se houve invasão ou apenas conversão à direita
ADAMO BAZANI – CBN
Somente em setembro, o número de multas por invasão a faixas de ônibus na cidade de São Paulo chegou a 200 mil infrações anotadas.
A quantidade se explica pelo aumento da quantidade de faixas na cidade, que deve alcançar 300 quilômetros novos este ano (são cerca de 250 km), pela intensificação da fiscalização e pelo comportamento de motoristas e motociclistas que ainda insistem em desrespeitar o espaço para o transporte coletivo.
Mas a quantidade de multas tende a aumentar por causa da expansão do total de faixas e pela expectativa da instalação de mais 240 radares até janeiro do ano que vem para este tipo de fiscalização.
Alvos de críticas de motoristas, as multas são contestadas principalmente por pessoas que alegam que apenas foram fazer conversões ou entrarem em garagens.
O secretário municipal de transportes de São Paulo, Jilmar Tatto, disse que os agentes são orientados a verificarem o comportamento do motorista antes de aplicarem as multas e constatarem se houve intenção de aproveitar tempo e usar indevidamente as faixas de ônibus.
Jilmar Tatto também explicou que os novos radares também vão levar em conta a “intenção” dos motoristas.
Para isso, em um trecho serão colocados dois radares ou mais para detectarem se o motorista realmente fez uma conversão ou acessou algum estacionamento ou se seguiu viagem pela faixa.
O secretário disse que alguns equipamentos novos já foram instalados e que a colocação mais rápida de outros aparelhos depende do Inmetro – Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia, que necessita apurar e certificar os radares.
Sobre o uso das faixas por parte dos taxistas, Tatto disse que a questão ainda está em estudo, mas inicialmente o secretário sinalizou que a proibição deve continuar.
Os táxis são liberados apenas para circularem pelos corredores que ficam à esquerda, desde que estejam com passageiros.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

7 comentários em Tatto diz que multas por invasão a faixas vão levar em conta “intenção” dos motoristas

  1. Eu acho que deve liberar taxi com passageiro nas faixas exclusivas de onibus como nos corredores mas foi nota 10 Já conseguimos 42 assinaturas faltam 58 assinaturas para a gente dizer para o prefeito Haddad e ao secretario Tatto ESTATAL JÁ abaixo assinado pela criação da Empresa estatal de Onibus em São Paulo para operar as linhas deficitarias, sistema PAESE em caso de greve das empresas de onibus urbanos, Metrô, CPTM e eventos entre no site e vamos assinar galera não é necessário fornecer nenhum documento.
    https://secure.avaaz.org/po/petition/pela_criacao_da_Empresa_estatal_de_Onibus_em_Sao_Paulo/?copy

  2. Amigos, boa noite

    De boa intenção o inferno está cheio !

    Att,

    Paulo Gil

  3. Veremos quando vai instalar na Radia Leste eles.

  4. Rolland T. Flackphayser // 9 de novembro de 2013 às 13:46 // Responder

    Maldadd para o capanga da secretaria de transportes:

    _Se neguin só triscar na faixa, MANDA PASSAR A CANETA! Tamo aqui pra faturar que ano que vêm têm eleição pá guverno e padim Mulla num qué passá aperto.

  5. Amigos internautas: um amigo de meu tio que trabalha na SPTrans disse que dentro da prefeitura a ordem que veio do prefeito Malddad é a seguinte: arrecadar mais e de todas as formas possíveis para tentar tapar o buraco de 500 milhões de reais que foram tomados pela gangue do Ka$$ab entre 2007 e 2013. O prefeito precisa mostrar obras e mais obras e ainda durante 2014 tentar resgatar sua popularidade e seu partido da estrela decadente poder bater de igual para igual com o NINHO tucano que só está há loongos 20 anos e estará bravamente lutando para continuar com seu curral, digo ninho eleitoral no Estado! E faz sentido mesmo gente! Muitas linhas estão sendo racionalizadas e extintas e o plano de eliminar 400 das 1305 linhas atuais será concluído até mesmo bem antes de 2016 com isso a SPTrans vai repassar menos recursos ao empresariado e às cooperativas. Por outro lado o aumento abusivo do IPTU vai ser a maior fonte de recursos para recuperar boa parte dos 500 milhões de reais que foram “emprestados” pela gangue de Ka$$ab & aliados e que os próprios PeTralhas sabem que vai ser difícil recuperar a maior parte desses recursos! Ou será que pelo menos irão conseguir achar 250 milhões de reais e depositar tudo de uma só vez a partir de 2014 ? Então pessoal, preparem os bolsos: a ordem é arrecadar!

    • É…Mas está perdendo dinheiro nos mais mínimos detalhes, no bichado sistema de transporte público de São Paulo-SP! Placas de itinerário em desacordo com os padrões de cores da SPTrans, Letreiros dos coletivos em desacordo com os mesmos padrões, veículos trafegando com faróis apagados, queimados ou sabe Deus o q tem… Além de a própria Prefeitura, não padronizar a numeração das linhas, q já eram pra ser padronizadas quando da implantação desse sistema inglório e falido, o “INTERLIGADO” na gestão da Marta Suplicy…temos linhas, pra vc ter uma ideia, q são da área 8, ônibus da cor laranja… e começam com numero “5”…com 7,6,8…uma zona mesmo! linhas da área 1, ônibus da cor verde-claro… q começam com 9,8,1…sem palavras! Já as placas de itinerário…além de erros grotescos de português e de nomes das ruas e avenidas pelas quais os veículos das linhas trafegam…estão em desacordo…Vila Nova Cachoeirinha, o terminal, por exemplo…está entre a área 1 e a área 2, no cruzamento das avenidas Itaberaba e Inajar de Souza, a qual divide as duas regiões, a azul – escuro e a verde – claro mas a área correta aonde é o bairro, zona norte da cidade, é 2…azul -escuro…as linhas do Consórcio Bandeirante…Santa Brígida e Gato Preto-area1, devem portar placas de itinerário com os dizeres “TERMINAL CACHOEIRINHA” num fundo verde claro, com exceção das linhas 9500/10 e 978L/10…q vão pela Av. Deputado Emilio Carlos entre a Cachoeirinha e o Limão, ambos na área 2…e a 9653/10, Pedra Branca / Lgo. Paissandú , assim como todas as linhas da SAMBAÍBA q operam do Terminal pro Centro e pra Santana…e entre o Jd. Santa Cruz e o Terminal…Jd. Santa Cruz é área 2…pertence ao Distrito Cachoeirinha! isso se aplica a linha da Transcooper na área 2, a linha, 9002/10-Jd. Pery Alto/Terminal Cachoeirinha… escrito todo em fundo azul – escuro, q é o certo! e a linha de passagem 9090/10-Pq. Tietê/Terminal Casa Verde, deveria estar com placas com os dizeres “TERMINAL CASA VERDE” em fundo azul escuro, pois lá é área 2 tmb! Mas isso são detalhes q a própria SPTrans e a SMT/PMSP, parecem não levar em conta…mesmo depois de a Marta Suplicy, entre 2002 e 2003, ter gasto muito dinheiro nosso pra implantar esses padrões q se não forem seguidos são passíveis de multas do RESAM! Tem até manuais pra isso…da própria SMT/SPTrans…mas fz o q…espero pelo menos q multem os espertalhões q usam as faixas exclusivas, porem nem tanto…dos ônibus pra se darem bem e por pura vaidade, exibicionismo e uma certa “ostentação”!

  6. O bode expiatório da vez são mesmo os taxistas. Utilizo transporte público há muito tempo, mas também uso táxis quando estou com pressa e em casos de urgência, justamente porque eles podem ir mais rápido! E agora querem tirar isso?! Ora, o “interesse coletivo” é prioridade, mas isso de nada vale se alguém estiver morrendo dentro de um táxi e não conseguir chegar a um hospital porque ficou preso no trânsito sem escapatória.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: