Gato Preto terá de indenizar usuária de cadeira de rodas

ônibus

Viação Gato Preto foi condenada a pagar R$ 15 mil a cadeirante por acidente. Foto: Adamo Bazani

Gato Preto é condenada por acidente com cadeirante
Empresa terá de pagar R$ 15 mil de indenização a passageira. Empresa colocou a culpa na mãe da cadeirante.
ADAMO BAZANI – CBN
A Viação Gato Preto, do Consórcio Sudoeste, na Capital Paulista, foi condenada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo a pagar uma indenização de R$ 15 mil a uma usuária que usa cadeira de rodas que se machucou durante uma das viagens da empresa.
Portadora de paralisa cerebral, a vítima caiu dentro do ônibus porque a cadeira se soltou do local de afixação.
Ela quebrou os óculos, machucou o rosto e, segundo os laudos aceitos pela Justiça, o trauma atrapalhou o tratamento da passageira.
De acordo com a Gato Preto, a culpa foi da mãe da portadora de deficiência que não afixou de maneira correta a cadeira na área reservada do ônibus e que o motorista tomou os cuidados necessários.
Os juízes declararam que ao transportarem um passageiro, a empresa assume a responsabilidade por sua segurança. Na ocorrência de algum problema durante a viagem, houve uma quebra de contrato, já que o passageiro paga (ou tem direito à gratuidade) por um serviço para embarcar em sua origem e desembarcar no destino sem intercorrências.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

3 comentários em Gato Preto terá de indenizar usuária de cadeira de rodas

  1. Ewerton Santos Lourenço (PNE Guarulhos) // 11 de setembro de 2013 às 17:55 // Responder

    Mas que absurdo um ANIMAL guiando o ônibus como um louco;
    não vê os obstáculos e a mãe da PNE é a que a culpada?!? A mãe dele que é culpada! Esse cara deveria ter sido demitido por justa causa, pra aprender a como tratar Os Usuários Com Necessidades Especiais.

    Não podemos generalizar a Categoria, suponho que ainda existam Bons Profissionais que tratam nos como merecemos ser tratados; como isso me dá uma raiva ao presenciar isso. Adamo, você disse com razão houve quebra de contrato mesmo. Indiretamente o nosso dinheiro arrecadado pela Prefeitura através de impostos, mantém sim o repasse de Gratuidade nos Transportes.

    Esse relato não é nada comparado ao descaso da EMTU conosco, depois que o Cartão BOM foi implantado no Sistema Metropolitano o que você de usuário folgado se usurpando dos Assentos Preferenciais não é brincadeira. Aqui mesmo em Guarulhos por exemplo: a VIPOL a grande maioria não sabe manusear um elevador. Depois que eles compraram os SVELTO MIDI foi inicio de um pesadelo; não leva cadeirante os veículos com os eixos traseiros rebaixados devido a SUPERLOTAÇÃO.

    Os RTO’s são os piores, quando vem um Deficiente querendo embarcar eles impedem; alegando que existem mais usuários sendo que os Assentos nos Veículos só servem se pagarem; vem mulher bonita ele ficam todo DOCE DOCE.Aqui no Bairro dos Pimentas o descaso é ainda maior quando se trata de profissionais do genero.

    Já fiz muitas reclamações no Site da EMTU à respeito dessas irregularidades sobre o descaso e a falta de ônibus na linha 349TRO – Itaim Paulista / Pq. Brasília, sabe o que é ter 1 único veículo à disposição da População por causa de Perueiros Clandestinos que atuam na Região da Vila Any e Cj. Marcos Freire. O que mais deixou revoltou foi uma senhora que tem mais de 65 anos pagando passagem pra andar na “Montanha Russa de Pobre” kkkkkkk

  2. Indenização de valor ridículo, faz valer a pena a total falta de repeito e descaso pelos passageiro, eu mesmo já vi passageiro voando no corredor de ônibus devido a freadas bruscas de motorista de mau com a vida.

  3. Amigos, boa noite.

    Aproveitando a questão sobre viagens sem intercorrências; hoje vi vários Buzões com o letreiro contendo o destino PAESE.

    Entrei no Google Maps e nada encontrei.

    Alguém sabe pra onde vai esse Buzão ??

    KKKKKKKKKKKKk

    Não adianta ser alfabetizado, tem de ser adivinho.

    E os letreiros de LEDS, naõ são programáveis ?

    Ou isso é marketing do PAESE

    A fiscalizadora endossa essa postura ?

    E a cada dia que passa observo mais letreiros com LEDS queimados.

    A fiscalizadora já autuou ?

    Quais providências serão adotadas para que os LEDS sejam substituídos.

    Do jeito que está é melhor arrancar todos os LEDS e mandar o letrista pintar os letreiros convencionais, por que sem dúvida funcionavam melhor.

    Se multar em 1 Real por LED queimando a fiscalizadora vai faturar bem.

    Melhor assinar mais uns aditivos, pois o equilíbrio financeiro não foi suficiente para que possas ser substituídos os LEDS queimados.

    Esses LEDS vão ficar igual o GPS não servirá pra nada.

    Aliás como sempre, RELAXO!

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: