Esgoto para mover ônibus

ônibus

Ônibus na Espanha. Estudos no País querem desenvolver biocumbustível a partir de água de esgoto. (Foto somente ilustratitva)

Esgoto pode mover ônibus
Estudos são realizados na Espanha e primeiros veículos devem operar em 2015
ADAMO BAZANI – CBN
Na busca por um meio ambiente mais saudável, a sociedade em todo o mundo se depara com dois problemas: a poluição atmosférica e o tratamento de água de esgoto.
Mas um estudo em Chinclana de La Frontera, na Espanha, promete de uma só vez resolver os dois problemas.
Uma estação de tratamento de esgoto já possui condições de converter a água suja em biocumbustível renovável.
O processo consiste em utilizar o dióxido de carbono gerado pelas algas que se formam no esgoto em biomassa. Essa biomassa é então transformada num gás limpo que serve de combustível para ônibus e caminhões, bem menos poluente.
A primeira safra de algas foi colhida recentemente e o primeiro veículo a título de testes deve ser abastecido em dezembro.
O abastecimento em maior escala e operação na rua com passageiros têm previsão para 2015.
A estimativa é de produção de três toneladas de algas numa área de dez hectares, correspondente a dez campos de futebol, que podem gerar biocombustível suficiente para abastecer os veículos da cidade Chinclana de La Frontera .
Se forem aprovados os testes, combustível limpo é o que não vai faltar, afinal o excesso e a falta de tratamento de água de esgoto são grandes problemas de cidades de qualquer porte.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

4 comentários em Esgoto para mover ônibus

  1. Adamo,
    O tema é apaixonante.
    Em São Paulo já houveram testes com onibus movido a gas metano (origem deposito/aterro de lixo) realizados pela CMTC em 1 onibus MB 0-321HL.
    Após essa experiência positiva optou-se por usar o gas fossil de petroleo, natural, canalizado, cuja praticidade e disponibilidade tornava-se mais facil ao manuseio. Implantou-se uma frota de veículos que operaram varias linhas, especialmente na região do Itaim.
    Uma curiosidade: Eram os únicos onibus autorizados a trafegar pelos tuneis sobre o Rio Pinheiros.
    Não conheco o motivo que levou ao cancelamento dos processos implantados, sendo inclusive transformados em veículos convencionais após 5 ou 6 anos de uso.
    Lembro-me que os processos de busca de alternativas de combustiveis começaram com a crise do petroleo, onde várias alternativas foram testadas, finalizando com a aprovação do gas natural.
    Sobre o aproveitamento do gas metano obtido dos aterros sanitários, o primeiro que conheci foi implantado num bairro de São Paulo, divisa com Taboão da Serra, cujas casas foram abastecidas com o combustivel distribuido em substituição ao gas de botijão liquefeito de petroleo, com grande satisfação de seus usuários.
    Espero que os estudos já desenvolvidos possam ser aproveitados pelos nossos governantes, porém, não é o que mostra a falta de continuidade havida em nossas cidades (ex.: Trolebus, gas natural, alcool etc.)
    abs

    • Jair, boa noite

      Buzão movido a gás é chôcho;.

      Andar neles dá nojo, imagina pilotar…

      A partir do desenvolvimento de um motor a gás não chôcho, ai sim poderá vingar.

      Att,

      Paulo Gil

  2. Amigos, boa noite.

    Nessa área Sampa é mestre, afinal tá cheio de BostoBus por aqui.

    Att,

    Paulo Gil

  3. Imagina se isso pega no Brasil, o Tiete iria secar! huehuehue, Mas sem brincadeira essa alternativa ai é muito boa msm!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: