SATrans faz vistoria nos primeiros ônibus 0 km da renovação de frota em Santo André – SP

ônibus

SATrans fez nesta sexta-feira a vistoria no primeiro lote dos 75 ônibus novos que vão operar na cidade de Santo André até agosto. Foto: Divulgação

SATrans faz vistoria nos primeiros ônibus novos de Santo André
Ao todo serão 75 veículos zero quilômetro, sendo 50 convencionais e 25 micrão
ADAMO BAZANI – CBN
A SATrans – Santo André Transportes – realizou nesta sexta-feira uma vistoria nos primeiros ônibus zero quilômetro que devem operar na cidade.
Os técnicos da gerenciadora foram até a garagem da Viação Guainazes, onde já chegaram cerca de dez unidades. Todos os veículos estão dentro dos padrões exigidos pela prefeitura e seguem as normas em vigor de acessibilidade e redução de poluentes.
De acordo com a SATrans, estarão em circulação na cidade até agosto 75 ônibus zero quilômetro, sendo 50 convencionais e 25 do tipo micrão.
“Todos os ônibus novos vão oferecer mais conforto ao passageiro. Estamos conseguindo adiantar o cronograma de renovações” – disse o diretor da SATrans, Leandro Petrin ao Blog Ponto de Ônibus e Canal do Ônibus.
Todos os ônibus, tanto convencionais como micrões possuem duas portas, com elevador para cadeira de rodas no acesso traseiro.
Além disso, os veículos possuem maior espaço entre os bancos e assentos preferenciais demarcados para obesos, gestantes, pessoas que se recuperam de cirurgia, portadores de deficiências idosos e pessoas com criança de colo.
Os ônibus também são menos poluentes. Com motores da Mercedes Benz, os veículos seguem os padrões internacionais Euro V, em vigor no País desde o ano passado, que reduzem em 80% a emissão de materiais particulados e 63% de óxidos de Nitrogênio.

ônibus

Veículos possuem duas portas, com elevador no acesso traseiro e outros itens de acessibilidade , além de serem menos poluentes. Foto: Divulgação.

Os ônibus convencionais são de carroceria Caio Apache Vip III e os micrões de carroceria Senior Midi, da Marcopolo.
Hoje a cidade possui 404 ônibus, mas a frota deve ser ampliada.
Até novembro, a gerenciadora conclui os estudos de origem e destino para readequação das linhas, com base no Bilhete Único em vigor desde junho deste ano e que permite o uso de três ônibus num mesmo sentido de viagem por uma hora e meia.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

13 comentários em SATrans faz vistoria nos primeiros ônibus 0 km da renovação de frota em Santo André – SP

  1. Parabéns à cidade de Santo André.
    As pessoas precisam de conforto e renovação é essencial.
    Abraços

  2. Vao por convencionais na B21, ela nao aguenta com micros. Blz compra 75 o.ibus novos mais 5 saem pra rua, todos na I05

    • Até tem alguns convencionais na B-21, mas a maioria hoje aparentemente é micrão e já vi em alguns micros mesmo em dias úteis. Durante a semana, deveriam ser todos convencionais, já que a B-21 é uma linha bem demandada nos dois sentidos.

      Com a chegada dos últimos ônibus tipo micrão, conseguiram melhorar a oferta da T-12, que tinha praticamente apenas micros e já estava saturada. Já que teremos mais unidades desse tipo, seria ótimo que fossem substituídos micros de linhas como I-07 e T-25, que são muito carregadas durante os picos.

  3. Pela numeração, vão substituir os Apache VIP I OF-1722. Gosto desse layout de duas portas por permitir que o ônibus tenha mais assentos.

    A renovação da frota vale apenas para a Viação Guaianazes ou outras empresas também estão incluídas nesses 75 ônibus? Fico pensando se alguns desses ônibus serão alocados na ETURSA … Afinal, a frota do I-05, pelo menos, sempre tem os ônibus novos, a exemplo dos novos Marcopolo Torino OF-1721 Euro V que entraram na frota recentemente.

    • Quando o ônibus lota, melhor ter três portas do que quatro assentos a mais, Isso facilita a vida do passageiro que não precisa praticar Rugby para descer no ponto e evita concentração de pessoas justamente na porta de desembarque.

      • Concordo com você no caso de linhas de demanda mais rotativa, como é o caso das linhas da Metra, por exemplo. Tanto que desde os primórdios da operação, o padrão adotado é esse e funciona muito bem, por sinal.

        O perfil das linhas andreenses é bem pendular: o desembarque começa depois do meio do trajeto e é particularmente intenso nas proximidades dos pontos finais. Assim, muitas pessoas desembarcam de uma só vez.

      • Mas isso não evita o sufoco diário, principalmente no horário de pico. Pego ônibus todos os dias da linha I-02 e T-27. Em grande parte do trecho, os coletivos lotam, há aglomeração na única porta de desembarque e para descer se torna uma missão infernal.

      • Tipo, eu acho q eles nao colocam onibus de 3 portas pq nao existe terminal de integracao so o Vl Luzita, o dia que o transporte do ABC for gerido com eficiencia ele melhora. Quem sabe um dia teremos Superarticulados na TR101 e TR103

  4. Amigos, boa noite

    Esse corredorzinho interno ai, com certeza tem menos de 60 centímetro, afinal é uma Apachezinho.

    Vistoria tem de fazer é nos carros velhos que estão em operação nas ruas.

    Vistoriar carro novo é pura incompetência.

    Isso tem de dar é JUSTA CAUSA.

    LAMENTÁVEL.

    Trabalhar que é bom ninguém que né

    Att,

    Paulo Gil

  5. Só substituindo os Caio Apache Vip I, que são apertados e não têm acessibilidade, já ajuda.

    Mas os novos ônibus ajudariam muito mais se tivessem três portas. Não entendo a razão de comprarem ainda ônibus com duas portas.

    E pelo que vi dos bancos. são menos confortáveis que os atuais. Enfim, decepcionante.

  6. Antonio cezio de paula // 20 de julho de 2013 às 22:19 // Responder

    Air.sin.e,q,e,onibus,nao,a,aquelas,jarrdineira,velha,da,av,cidade,de,maua,a,leblon,,ate
    q,e,mais.ou,menos,so,falta,respeitar,os,uzoario.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: