Jornada Mundial da Juventude: ônibus piratas e acidentes preocupam

Ônibus de fretamento. Rio de Janeiro deve receber entre 20 mil e 25 mil ônibus de fretamento para a Jornada Mundial da Juventude. Fiscalizações já foram reforçadas. Transporte pirata e acidentes preocupam. Foto MERAMENTE ILUSTARTIVA

Ônibus de fretamento. Rio de Janeiro deve receber entre 20 mil e 25 mil ônibus de fretamento para a Jornada Mundial da Juventude. Fiscalizações já foram reforçadas. Transporte pirata e acidentes preocupam. Foto MERAMENTE ILUSTARTIVA

Jornada Mundial da Juventude: Polícia intensifica fiscalização em ônibus
Estimativa é de que entre 20 mil e 25 mil ônibus fretados cheguem ao Rio de Janeiro durante o evento católico
ADAMO BAZANI – CBN
A Polícia Rodoviária Federal e a Polícia Rodoviária no Estado do Rio de Janeiro intensificaram a partir desta segunda-feira, dia 15 de julho, as fiscalizações sobre os ônibus de fretamento que chegam à cidade levando peregrinos para a Jornada Mundial da Juventude.
O evento católico que deve reunir 2 milhões de pessoas ocorre entre os dias 23 e 28 de julho e contará com a presença de Jorge Mario Bergoglio, o papa Francisco, líder máximo da igreja católica e chefe de estado do Vaticano.
Mas nesta segunda-feira começou a chamada semana de preparação missionária e muitos fiéis de diversas regiões do Brasil e de vários países já estão chegando ao Rio de Janeiro.
São esperados entre 20 mil e 25 mil ônibus fretados das mais variadas cidades. Metade desta frota deve ficar parada na cidade do Rio de Janeiro.
O transporte pirata e os acidentes são as principais preocupações, de acordo com as polícias rodoviárias.
A orientação é que cada estado faça operações especiais para impedir a entrada dos ônibus ilegais no Rio de Janeiro, mas se caso os veículos conseguirem passar, haverá também fiscalização com este foco no estado.
Caso seja detectado algum problema no ônibus, seja de documentação ou mesmo de conservação que ameace a segurança, os peregrinos terão de ser transferidos para outro veículo da companhia ou mesmo encaminhados para a rodoviária mais próxima para continuarem viagem.
Os policiais também vão intensificar as ações em regiões consideradas perigosas, com altos números de acidentes, como a Serra das Araras e Casemiro de Abreu, na baixada litorânea, Barra do Piraí, no sul fluminense, e Três Rios, na região serrana.
O uso do cinto de segurança pelos passageiros, que é obrigatório, terá fiscalização reforçada.
Os motoristas e as empresas dos ônibus terão de cadastrar os veículos que receberão adesivos de identificação em postos especiais montados nas estradas.
Nestes pontos serão distribuídos folhetos em inglês e português com dicas de segurança e telefones da Polícia Militar, de todas as delegacias do Rio de Janeiro, de serviços de emergência e de hospitais públicos.
As polícias rodoviárias garantem também fiscalizações nos ônibus das empresas que fazem linhas regulares.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

2 comentários em Jornada Mundial da Juventude: ônibus piratas e acidentes preocupam

  1. Esse Ônibus da foto é pirata ??

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: