Frota nova em linhas de ônibus do ABC

ônibus
Ônibus novo da Viação São José. Modelos são menos poluentes e seguem normas de acessibilidade. Foto: Adamo Bazani.

Ônibus no ABC: Santo André e São Caetano recebem ônibus menos poluentes
Lote 02 de Mauá tem 100% da frota aprovada
ADAMO BAZANI – CBN
Passageiros de linhas intermunicipais que ligam Santo André a São Caetano do Sul, no ABC Paulista, operadas pela empresa São José de Transportes Ltda vão contar nos próximos dias com mais cinco ônibus zero quilômetro que possuem tecnologia menos poluente.
Já estão na garagem da empresa, na Vila Pires, em Santo André, os modelos Caio Apache Vip III, Mercedes Benz OF 1721 – Euro V, que vão substituir as últimas unidades dos ônibus mais antigos, Caio Vitória, Mercedes Benz OF 1318/51, de 1994/1995.
Os ônibus vão fazer as seguintes linhas: 043 São Caetano do Sul (Terminal Rodoviário Nicolau Delic) / Santo André (Cata Preta); 043 BI1 São Caetano do Sul (Terminal Rodoviário Nicolau Delic) / Santo André (Represa) e 194 São Caetano do Sul (Terminal Rodoviário Nicolau Delic) / Santo André (Guarará).
Como são zero quilômetro, os veículos já seguem as atuais normas de redução à poluição e sobre conforto e acessibilidade.
Em relação ao meio ambiente, os veículos emitem 80% menos materiais particulados e a redução das emissões de óxidos de nitrogênio (NOx) pode chegar a 63%.
O sistema para seguir as determinações do Proconve – Programa Nacional de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores – fase P 7 se baseia nas normas internacionais Euro V. Para atingir os índices de redução de poluição exigidos, a tecnologia é de Redução Catalítica Seletiva – SCR (sigla em inglês). Além do tanque de óleo diesel, o ônibus possui um outro tanque para um fluido denominado ARLA 32 – Agente Redutor Líquido Automotivo, feito com 32,5% de uréia industrial em sua composição.
Quando há a queima de combustível os gases entram em contato com o ARLA 32, injetado no sistema de escape eletronicamente. Isso provoca uma reação química pela qual, os agentes poluidores são reduzidos ou anulados. Boa parte do Óxido de Nitrogênio (NOx), que é uma substância cancerígena, é transformada em Nitrogênio puro, substância presente na natureza.

ônibus
O modelo Caio Apache Vip III que traz itens modernos de acessibilidade e conforto vai substituir o modelo Caio Vitória que, apesar de resistente, já completou vida útil nos serviços de transportes. Foto: Adamo Bazani.
ônibus
O modelo Caio Apache Vip III que traz itens modernos de acessibilidade e conforto vai substituir o modelo Caio Vitória que, apesar de resistente, já completou vida útil nos serviços de transportes. Foto: Adamo Bazani.

Os ônibus só podem ser abastecidos com diesel S 50 ou S 10, que são do tipo “mais limpo”, com menor ter de enxofre, que também é prejudicial a saúde em excesso.
Os ônibus seguem as determinações legais em vigor quanto à acessibilidade: bancos especiais para obesos, assentos demarcados para idosos, gestantes, pessoas que se recuperam de cirurgias, portadores de deficiências, além de elevador para cadeira de rodas são itens já presentes nos veículos. Há espaço para fixação segura de cadeira de rodas e para cão-guia acompanhante de portadores de limitações visuais.
As luzes são de Led, o que permite melhor iluminação e mais conforto visual aos passageiros e motoristas.
Os ônibus novos têm bancos estofados e podem transportar 20 passageiros a mais que os modelos antigos.
“Estes novos ônibus fazem parte da política de renovação de frota que a empresa tem implantado. Renovação de frota é mais do que colocar ônibus zero quilômetro na rua. É respeitar o meio ambiente, o passageiro e proporcionar eficiência nas operações, o que é interessante para todos, para quem usa o ônibus, para o poder público e para a empresa” – disse Elenice Malta, secretária-executiva do Grupo Viação São José (linhas intermunicipais) e Expresso Guarará (linhas municipais de Santo André, que ligam a região de Vila Luzita ao centro da cidade).
A São José é uma das empresas em operação mais antigas do ABC. A companhia foi fundada em 1965, como Viação São José S.A. Em 1987, entrou no quadro societário, o empresário Sebastião Passarelli.
As três linhas de ônibus intermunicipais da São José são operadas por 23 veículos.

UMA DAS EMPRESAS DE MAUÁ TEM 100% DA FROTA APROVADA PELA PREFEITURA E RECEBE CERTIFICAÇÃO OURO POR RESPEITAR NÍVEIS DE POLUIÇÃO, CONCEDIDA POR ENTIDADE NACIONAL:

ônibus
Equipe de manutenção da Leblon Transporte em Mauá. Todos os ônibus da frota foram aprovados em vistorias pela Prefeitura de Mauá e receberam selo de ouro em programa nacional que apura os níveis de poluição emitidos por veículos movidos a diesel. Foto: Adamo Bazani

Toda a frota da Leblon em Mauá, na Grande São Paulo, foi aprovada nas inspeções realizadas pela Prefeitura.
Os trabalhos dos técnicos da Secretaria de Mobilidade Urbana tiveram início em 17 de abril e foram finalizados em 15 de junho.
Foram verificados 46 itens referentes à segurança, dirigibilidade, conforto e higiene.
Os técnicos fizeram as análises na sede da Secretaria e também na garagem da empresa.
Todas as inspeções foram rigorosas, com verificações de materiais como freios, suspensão, direção, pneus e setas.
Além disso, a Leblon Mauá conseguiu o certificado “Selo Ouro” do Programa Despoluir, do Sest/Senat e Confederação Nacional dos Transportes.
O certificado foi dado pelo fato de pela terceira vez consecutiva a frota da empresa em Mauá.
O programa Despoluir tem adesão voluntária das empresas e por computadores avançados mede os níveis de poluição e opacidade da fumaça dos veículos.
Todos os ônibus da Leblon estão dentro dos parâmetros de respeito à preservação do ar.
“Essas duas conquistas são um trabalho que envolveu a equipe de manutenção da Leblon e das demais áreas da empresa e demonstram o comprometimento em relação à população e ao meio ambiente. Os resultados tanto das vistorias da Prefeitura como do Programa Despoluir são garantias de que as pessoas podem andar com segurança nos ônibus da Leblon em Mauá” – disse o coordenador de manutenção da empresa, Marcos Antônio da Silva.
A Leblon opera o lote 02 dos transportes de Mauá em 18 linhas com 90 ônibus. Para o início das operações, em 2010, a companhia trouxe frota 100% zero quilômetro e com itens de acessibilidade para pessoas com mobilidade reduzida.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes