Metrô não entra em greve nesta quinta-feira. Categoria quer parar dia 28

metrô

Metrô em São Paulo. Operações serão normais nesta quinta-feira. Na segunda-feira, metroviários realizam outra assembleia para decidir possível greve. Foto: Adamo Bazani.

Metrô greve NÃO entra em greve em São Paulo
Decisão foi tomada em assembleia na noite desta quarta-feira pelo Sindicato dos Metroviários de São Paulo. Outra assembléia vai ser realizada na segunda-feira, 27.
ADAMO BAZANI – CBN
O metrô de São Paulo vai operar normalmente nesta quinta-feira. Não haverá greve nesta quinta-feira, 23 de maio.
A decisão foi tomada em assembleia realizada na noite desta quarta-feira na sede do Sindicato dos Metroviários, na zona Leste de São Paulo.
O metrô em São Paulo, somente nas linhas do Governo do Estado, transporta cerca de 4 milhões de pessoas por dia.
As linhas estaduais são Linha 1 Azul (Jabaquara – Tucuruvi), Linha 2 Verde (Vila Prudente – Vila Madalena), Linha 3 Vermelha (Itaquera – Barra Funda) e Linha 5 Lilás (Capão Redondo – Largo Treze). A linha 4 Amarela (Luz – Butantã) é de grupo particular, Consórcio Via Amarela.
Os metroviários querem reposição salarial de 7,30% e aumento real de 14,16%, acima da inflação.
O Metrô ofereceu aumento de 5,30% nos salários e Vale-Alimentação e Vale Refeição.
No dia 27 de maio, segunda-feira, os metroviários devem fazer uma nova assembleia para discutir eventuais novas propostas do metrô e eventual greve do metrô dia 28.
O Sindicato vai imprimir cerca de 100 mil cópias de uma carta aberta à população com as reivindicações da categoria. O sindicato deve pegar “carona” no anúncio dos aumentos das tarifas de ônibus, trem e metrô e criticar os reajustes para ganhar a simpatia da população.
Na assembleia, foi discutida a possibilidade de “catraca livre” como forma de protesto. Os sindicalistas criticaram a operação PAESE – Plano de Atendimento entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência, quando são colocados ônibus gratuitos para minimizar os impactos em dias de greve.
Os metroviários também estudam realizar uma greve em conjunto com os funcionários dos sindicatos que representam os funcionários da CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos.
Em estado de greve, os funcionários devem trabalhar sem uniformes até segunda-feira.
OPERAÇÃO TARTARUGA VELADA:
Nos bastidores, vários trabalhadores falam em “Operação Tartaruga Velada” realizada durante esta semana.
Mesmo quando não havia chuva, que ocorreu de maneira leve e em pontos isolados na Capital, a velocidade foi reduzida. A velocidade de operação também foi diminuída mesmo em trechos onde não estava chovendo ou cobertos.
O Sindicato dos Metroviários nega. O Metrô não comentou.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transporte

6 comentários em Metrô não entra em greve nesta quinta-feira. Categoria quer parar dia 28

  1. Mais uma vez o sindicato vai usar os passageiros para pressionar o governo a dar reajuste , está parecendo missa encomendada , e o pior que os metroviários ainda entra nessa de prejudicar os usuários ; se o sindicato fosse tão bom assim eles iriam até o planalto e faziam barulho lá , porque se os salários são corrompido pela inflação a culpa é do governante que é incapaz de controlar preços e a economia do pais está a deriva , e tem mais , os partidos de mentirinha vai usar esse pretexto , caso aconteça , para colocar em campanha e confundir mais a cabeça das pessoas.

  2. Coitaados de nós da Região Metropolitana, teremos que madrugar para não sentimos o impacto dessa Manifestação da Categoria em nosso bolso, porquê o Patrão não! Ou melhor dizendo, os Patrões só veem o lado deles e os Funcionarios que se dane! Já tive muitos problemas por causa da CPTM quando, houveram o roubo dos cabos de energia na Linha 12 – Calmon Viana / Brás; eu gostaria de saber porquê os mesmos não adotaram essa atitude ainda. Ja que o Metrô do Estado de São Paulo é uma das Entidades que mais pagam bem os Funcionários, embarca numa viagem pra Brasilia no Planalto; eu duvido que os holofotes da Midia iriam se voltar para lá. O Povo Brasileiro de modo geral é no entanto individualista, se fossemos Mais Unidos de fato não existiria: PCC, MAFIA DE EMPRESA DE ÔNIBUS, FISCALIZAÇÃO INDEVIDA; SALARIOS MISERAVEIS; CORRUPÇÃO NA POLITICA e inclusve a IMPUNIDADE DE LEIS BRANDAS QUE FAVORECEM O BANDIDO DO QUE NÓS CIDADÃOS INOCENTES!!!! “Brasil – Pais da Casa da Mãe joana” VAMOS PERDER ESSE TITULO!!!!!!!!

  3. Rolland T. Flackphayser // 23 de maio de 2013 às 18:39 // Responder

    Greve política, nada mais que isso. E novamente a cidade fica refém de um sindicato que deseja parar um serviço público essencial para benefício próprio e não dos seus associados.

  4. Amigos, boa noite

    Se ao invés da peneira fosse utilizada a contabilidade, não haveria necessidade de greve.

    Alguns dos leitores vão ao supermercado ? Se vão já sabem o que eu estou dizendo.

    Alguns dos leitores dispensam o aumento da categoria a que pertencem.

    Algum governante trabalha voluntariamente e sem salário e demais verbas e mordomias ?

    Então, se o Metrô der o aumento correto não haverá greve.

    Simples, não.

    Att,

    Paulo Gil

  5. Olá sexta feira o metro vai funcionar normalmente ?

  6. Campanha política do PT. Os metroviários de São Paulo estão seguindo a orientação do PT no sentido de colocar no governo Alexandre Padilha, (Isso tudo foi combinado na reunião do partido com sindicalistas em Guarulhos), implantaram a operação tartaruga nas linhas do Metro. O Intervalo entre tres que é de 2 minutos passou a ser de até 5 minutos e o tempo de retenção nas estações que era de 0,30 minutos passou a ser de 2 minutos. Foi observado alguns funcionários, sem uniforme e com uma etiqueta colada no ombro, com motivos políticos, disfarçados de campanha anticorrupção.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: