BRT faz Medellín ser a cidade mais inovadora do mundo em 2012

Medellín

Ônibus do sistema de BRT de Medellín. Investimentos na prioridade ao transporte coletivo fizeram com que a qualidade de vida das pessoas e as possibilidades de negócios da segunda maior cidade colombiana melhorassem, o que atribuiu ao local o título de cidade mais inovadora de 2012 em um eleição internacional. Foto: Divulgação Metroplus

BRT faz Medellín ser a cidade mais inovadora do mundo
Concurso teve o julgamento de diversos especialistas em urbanismo de vários continentes
ADAMO BAZANI – CBN
O BRT – Bus Rapid Transit não é apenas um corredor de ônibus. Mas é um sistema de transportes planejado para oferecer prioridade e velocidade ao transporte coletivo, acessibilidade e conforto aos passageiros e integração com os demais meios de deslocamento, inclusive bicicletas, proporcionando a criação de uma malha de serviços de mobilidade.
Como ele melhora o ir e vir das pessoas, o BRT pode modernizar uma cidade e auxiliar no aumento da qualidade de vida da população com uma vantagem: não são necessárias obras caras e que causam impactos que destoam da paisagem urbana. Na verdade, um BRT pode se integrar ao ambiente da cidade e ter ao longo de suas vias exclusivas, áreas ajardinadas, ciclovias, espaço para caminhadas e estações que não ocupam muito espaço urbano.
E todas estas vantagens do BRT foram reconhecidas num dos maiores concursos mundiais sobre cidades: o City of The Year, organizado pelo Wall Street Journal e pelo Citigroup e que conta com a participação de especialistas em urbanismo de diversos continentes.
E a cidade mais inovadora de todo o ano de 2012, segundo a eleição, foi Medellín, na Colômbia.
De acordo com o jornal, o destaque para Medellín se deu pelo avanço nos transportes públicos. A segunda maior cidade da Colômbia começou em 22 de dezembro de 2011 a operar o sistema de BRT com ônibus articulados. O primeiro trecho troncal inaugurado foi de 12,5 quilômetros.
As viagens tiveram tempo mais curto e cidadãos que não usavam transporte coletivo passaram a optar pelo deslocamento público.
Medellín elaborou um plano de urbanismo para 2030, que conta com distribuição de pólos geradores de emprego e renda, melhoria na circulação de pessoas a pé e ampliação da rede de transporte público, além de intervenções nas áreas culturais e de educação.
Os investimentos em transporte público na cidade, principalmente no BRT, fizeram com que as emissões de gás carbônico reduzissem em 175 mil toneladas em um ano, segundo os especialistas. A cidade também investiu em teleféricos para ligar em pequenos deslocamentos bairros altos às partes mais baixas. O tempo de viagem no bairro Comuna 13 caiu de 35 minutos para 6 minutos com os Metrocable.
A organização que o transporte público na cidade proporcionou fez com que Medellín fosse também considerada modelo de gestão internacional e serve de lição para as demais cidades de que se modernizar é investir em transporte coletivo, incluindo os sistemas de ônibus rápidos.
“Acredito que esse novo título para Medellín significa uma nova oportunidade para divulgar para o mundo o grande potencial dessa cidade que se transformou significativamente por meio do fortalecimento da educação, renovação urbana, com mobilidade, e cultura”, explicou ao jornal María Claudia Lacouture, presidente da Proexport Colômbia, entidade responsável pela promoção do turismo, investimento e exportações do país.
O potencial industrial e a cultural de negócios da cidade puderam ser melhor aproveitados com um sistema de transporte coletivo mais eficaz.
Ao pensar no transporte público, priorizando o ônibus no espaço urbano, além de outros modais coletivos, Medellín conseguiu na eleição desbancar outras participantes como Nova Iorque, Telaviv e São Paulo.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

4 comentários em BRT faz Medellín ser a cidade mais inovadora do mundo em 2012

  1. Adamo a partir do dia 30 de março a prefeitura vai eliminar varias linhas de onibus na zona leste, como exemplos as linhas 4120-42, 3405, 3060 entre outras, este procedimento e um retrocesso já que sabemos que quando encerram linhas superlotam as demais ou jogão este povo para o metro, esta medida mostra claramente uma manobra covarde e oportunista para beneficiar a empresa Novo Horizonte, que e mais do que sabido que não possui capacidade de prestar serviço publico, o senhor Haddad precisa ficar de olho no seu secretário de transporte, para que ele não se torne um novo Kassab.

  2. Colômbia dando chapéu no Brasil…

  3. Amigos, boa noite

    Parabéns aos “hermanos” colombianos.

    Medellín 10 x Sampa 0

    Bom para não perdermos mais tempo, é só comprar a tecnologia da Colombia e implantar
    no Brasil, afinal está está reconhecida internamente.

    Observem no Buzão da foto, muito provavelmente ele não deve ter aquele maldito Degrau Alto internamente.

    Conclusão: Não é por falta de tecnologia que o Buzão de Sampa não funciona.

    Qual será o real motivo ?

    Mais uma previsível…

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: