Licitação em São Paulo é meta de Haddad, diz Tatto

onibus

Jilmar Tatto garantiu em reunião com Sindicato dos Motoristas de São Paulo que licitação dos transportes na Capital sai este ano, mas ainda não está definido se o certame será apenas para permissionários ou para todo sistema.

Licitação em São Paulo é meta de Haddad, diz Tatto em Sindicato
Secretário de Transportes se encontra com presidente do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de São Paulo
ADAMO BAZANI – CBN
O secretário de transportes da cidade de São Paulo, Jilmar Tatto, disse que são várias ações necessárias na área de mobilidade urbana na capital paulista, mas o prefeito Fernando Haddad classificou entres estas ações três que considera fundamentais: a construção dos 150 quilômetros de corredores novos, criação do Bilhete Único Mensal (ambas promessas de campanha) e a realização da licitação dos transportes na cidade.
Apesar de o Bilhete Único Mensal e da implantação dos corredores não serem tarefas fáceis, a licitação deve ser um dos grandes desafios para o sucessor de Gilberto Kassab.
Os transportes na cidade de São Paulo têm uma estrutura basicamente dominada por dois grandes empresários: José Ruas Vaz, com empresas como Viação Campo Belo, Vip – Viação Itaim Paulista, Viasul, entre outras, e Belarmino de Ascenção Marta, com empresas como a Sambaíba.
Qualquer mudança do sistema que possa contrariar a estrutura destas empresas pode não ser bem interpretada pelos donos das viações. Isso, obviamente, se houiver interesse da Prefeitura em mudar algo.
Outro ponto que chama a atenção na licitação é em relação ao sistema local, formado por empresas menores e cooperativas de transporte complementar.
Sempre foi muito próxima a relação de Tatto com estas cooperativas de transportes coletivos, havendo inclusive investigações em torno de suspeitas de irregularidades, como favorecimentos.
Tatto se reencontra com alguns parceiros de cooperativas, mas agora o Ministério Público Estadual deve acompanhar o processo mais de perto.
Nenhuma das supostas irregularidades, no entanto, foi comprovada, apesar dos indícios.
Foi justamente a atuação do Consórcio Leste 4, que envolve empresas de ônibus ligadas a cooperativas que trouxe uma das maiores polêmicas sobre os transportes em São Paulo. O promotor Saad Mazloum começou a apurar má prestação de serviços das empresas Novo Horizonte, que em tese funcionaria como cooperativa, Himalaia (hoje Ambiental Trans) e cooperativa Nova Aliança e encontrou indícios de desvios de recursos, confusão jurídica entre empresas e cooperativas e suspeitas de enriquecimento ilícito. A Justiça, a pedido do Ministério Público, determinou o bloqueio de bens de pessoas ligadas ao Consórcio Leste 4 e das empresas de ônibus.
Os contratos da última licitação, realizada em 2003, terminam neste ano.
PERMISSIONÁRIOS OU TODO O SISTEMA:
O secretário Jilmar Tatto disse que Fernando Haddad, no entanto, não decidiu se vai fazer no meio do ano licitação apenas para os serviços de permissionários ou para todo o sistema.
A declaração de Jilmar Tatto foi dada em encontro, no dia 04 de janeiro, com o presidente do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de São Paulo, Isao Hosogi, o Jorginho.
De acordo com o Portal Mundo Sindical, Jorginho fez uma série de exigências a Jilmar Tatto, como a criação da Garagem-Escola, construção de banheiros nos pontos finais e iniciais e reestruturação administrativa da SPtrans para evitar o que o sindicato considera “abuso na atuação e punição por parte de alguns fiscais”.
Jorginho também disse que na gestão do Gilberto Kassab os transportes “pioraram muito” e que 60% dos passageiros estão descontentes com os serviços de ônibus municipais.
PROBLEMAS COM SINDICATO:
A administração anterior, de Kassab, enfrentou alguns episódios envolvendo o sindicato dos trabalhadores, além das naturais greves e esperadas reivindicações trabalhistas.
Assassinatos de sindicalistas e ex membros do sindicato por suposto recolhimento irregular do dinheiro de planos de saúde e assistência médica e denúncias de favorecimento na seleção de funcionários que pagariam propina a sindicalistas para serem contratados nas empresas de ônibus, como na ViaSul, foram suspeitas que ocorreram nos últimos seis anos, mas sem apurações profundas.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

9 comentários em Licitação em São Paulo é meta de Haddad, diz Tatto

  1. A Justiça pode ser obstruída por algum tempo, mas a verdade vai aparecer. Os passos de Jilmar Tatto devem ser acompanhados de perto, mesmo com as ameaças de seus “sócios” , para não dizer outros nomes.

  2. Amigos, boa noite

    Mauá foi só aperitivo…

    Agora é que a brasa vai arder mesmo.

    Adamo, quando sair este edital, por gentileza faça o máximo para ser
    lincado aqui no Blog no mesmo dia da publicação no Diário Oficial do Município.

    Ler este edital vai ser muito pedagógico.

    Em breve, estréia a próxima novela do BUZÃO, não percam!

    Att,

    Paulo Gil

  3. Tatto se reencontra com alguns parceiros de cooperativas, mas agora o Ministério Público Estadual deve acompanhar o processo mais de perto.
    Nenhuma das supostas irregularidades, no entanto, foi comprovada, apesar dos indícios.

  4. isso quer dizer que o levantamento sobre o cl4 naum tem provas !?!?
    faça-me o favor né só pode ser brincadeira mesmo….

  5. ESSE CONSORCIO LESTE 4 DEVERIA SER FECHADA A MUITO TEMPO, AGORA QUE VAI ACABAR O PRAZO DA LICITAÇÃO ESPERO QUE PELO MENOS ELES NEM POSSAM PARTICIPAR DE LICITAÇÃO NENHUMA . FORA LIXÃO.

  6. isto ira causar desemprego neste setores para beneficio destes politicos

    • tudo que esta escrito neste artigo e verdade ,valores cobrados para entra nas empresas 5,000 para motorista e 3,000 para cobrador mau este novo prefeito assimiu o cargo e ja fez acordo com as cooperativas onde estas empresas conseguirao caixa para estas licitaçoes todos os donos lotaçoes tem pagar propina ao pcc onde fita lavagem do dinheiro poder paraleo.

  7. descupe mas vejo que nesta licitçao os passageiros nao sao benificiado em nada mais os empresarios sao benificiados em tudo por que muitas linhas serao tiradas ou diminuidas eos passageiros terao que perde passege

  8. nova cilitaçaõ. as empresa de ônibus querem tira todos cobradores

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: